– Que pisada na bola, Alberto Fernández!

O presidente argentino Alberto Fernández cometeu uma tremenda gafe hoje, não?

Em encontro com o primeiro ministro espanhol Pedro Sanchez, quis se gabar das raizes argentinas e disse:

“Os mexicanos vieram dos indígenas; os brasileiros, da selva; e nós, chegamos em barcos. E eram barcos que vinham da Europa”.

Depois ele pediu desculpas. Mas o vacilo mostra como está enraizada a questão do racismo e do orgulho da origem europeia dentro do povo argentino. E olha que ele é da patota da Esquerda mais inclusiva do país vizinho…

Extraído de: https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2021/06/fernandez-diz-que-brasileiros-vieram-da-selva-e-argentinos-chegaram-de-barcos-da-europa.shtml

FERNÁNDEZ DIZ QUE BRASILEIROS VIERAM DA SELVA E ARGENTINOS CHEGARAM DE BARCO DA EUROPA

Presidente da Argentina deu declaração racista durante visita de Pedro Sánchez, premiê da Espanha, a Buenos Aires

Em encontro na manhã desta quarta (9) com o premiê da Espanha, em Buenos Aires, o presidente argentino, Alberto Fernández, disse que “os mexicanos vieram dos indígenas, os brasileiros, da selva, e nós, chegamos em barcos”. “Eram barcos que vinham da Europa”, afirmou, apontando para Pedro Sánchez. Depois, referendou: “O meu [sobrenome] Fernández é uma prova disso”.

O líder argentino acreditava fazer menção a uma frase incorretamente atribuída ao escritor mexicano Octavio Paz (1914-1998), Nobel de literatura em 1990, em que ele teria discorrido sobre a raiz asteca dos mexicanos e a origem inca dos peruanos. Fernández, porém, confundiu-se, e a frase é na verdade parte de uma canção do compositor Litto Nebbia.

Após a repercussão da declaração, o presidente argentino publicou uma mensagem no Twitter na qual diz que “nossa diversidade é um orgulho”. “Mais de uma vez foi dito que ‘os argentinos descendemos dos barcos’. Na primeira metade do século 20 recebemos mais de 5 milhões de imigrantes que conviveram com os nossos povos originários. Nossa diversidade é um orgulho.” Na sequência, acrescentou que “não quis ofender ninguém” e pediu desculpas “a quem tenha se sentido ofendido ou invisibilizado”.

A oposição também reagiu por meio de redes sociais. O deputado Facundo Suárez Lastra, da União Cívica Radical, afirmou que “sempre há um nível mais baixo para que o presidente desça na escada do ridículo e da vergonha”. “Ofende países irmãos e aparece como um ignorante. Nem professor nem acadêmico.”

Também da UCR, partido que fazia parte da base de apoio do ex-presidente Mauricio Macri, Karina Banfi pediu que Fernández se desculpasse por sua ignorância e discriminação com os povos originários, com os países da região e com todos os argentinos e argentinas”.

Figuras públicas argentinas com frequência cometem o que a imprensa local costuma chamar de “gafe”. A frase racista, no entanto, revela um traço cultural profundo que minimiza ou mesmo nega a raiz mestiça da população, pensamento presente desde o século 19 entre intelectuais e governantes importantes. Obviamente não se trata de uma postura de toda a sociedade, mas muito marcada na elite.

O ex-presidente Domingo Faustino Sarmiento (1811-1888), autor de “Conflicto y Armonías de las Razas en América” (conflito e harmonia das raças na América), por exemplo, falava da necessidade de “embranquecer a Argentina” para o desenvolvimento do país. Em seu mandato, estimulou a imigração de europeus com essa finalidade.

A teoria de Sarmiento influenciou seu sucessor na Presidência, Julio Argentino Roca (1843-1914), responsável por iniciar a Campanha do Deserto, em que, sob a justificativa de “levar civilização aos rincões do país”, o Exército argentino assassinou comunidades inteiras de índios ranqueles e araucanos, entre outros. Não há consenso quanto ao número de mortes provocadas pela campanha, mas historiadores renomados falam em genocídio ou em “impulso genocida”.

Essas etnias, porém, não foram totalmente exterminadas, tanto que a população do interior da Argentina guarda traços desses povos, e há pequenos grupos que mantêm os idiomas originários.

O maior fluxo de imigrantes europeus na Argentina ocorreu entre 1850 e 1950, quando cerca de 7 milhões entraram no país. Já os africanos vieram em maior escala entre os séculos 16 e 19, como escravos.

Embora a população de negros tenha diminuído no país, ela permanece grande. Em 1778, africanos e afro-descendentes eram 37% dos habitantes do país, de acordo com documentos oficiais espanhóis.

Em Buenos Aires, nas primeiras décadas após a independência (1810), eles representavam 30% da população. Hoje, segundo o censo mais recente, 9% são afro-argentinos em todo o território. A Argentina tinha, de acordo com o Banco Mundial, 44,94 milhões de habitantes em 2019.

Declarações do tipo também já foram feitas por membros de diferentes partidos e classes sociais do país. O escritor argentino Jorge Luis Borges, por exemplo, dizia que “os argentinos são europeus nascidos no exterior”. No futebol, algumas demonstrações racistas marcam o passado da relação entre Brasil e Argentina. Na primeira metade do século passado, torcedores argentinos imitavam macacos nas arquibancadas, o que chegou a provocar a saída dos jogadores brasileiros do gramado.

Em 1996, quando soube-se que a seleção argentina enfrentaria Brasil ou Nigéria na Olimpíada de Atlanta, o diário esportivo Olé estampou a manchete “Que venham os macacos”. Depois, a publicação se retratou.

No campo político, o ex-presidente Macri afirmou, na abertura de seu discurso no Fórum Econômico de Davos, em 2018, como forma de cumprimentar a plateia, que “somos todos descendentes da Europa”.

Em 9 de julho de 2016, data em que a independência argentina é celebrada, Macri disse que os “independentistas argentinos devem ter sentido uma grande angústia por terem de se separar da Espanha”. A declaração foi dada na presença do hoje rei emérito Juan Carlos, chamado na ocasião de “querido rei” pelo ex-presidente argentino.

Já o peronista Carlos Menem, também ex-presidente, negou em um discurso na Universidade de Maastricht, na Holanda, em 1993, que o país tivesse negros. No mesmo evento, ao ser questionado sobre a escravidão na Argentina, disse que, em 1813, ano da abolição, os poucos negros já haviam morrido, e que, então, aquilo era “um problema brasileiro”.

Agora foi a vez de Fernández, que se apresenta como um nome de centro-esquerda e tem vínculos com organizações que defendem as minorias e os indígenas.

Alberto Fernández completa um ano na presidência da | Internacional

– Vasco x Boa Vista e o gol da “regra nova” em jogo da “regra antiga”…

Que rolo!

Falamos dias atrás que a Regra da Mão na Bola iria mudar, a partir da 1a Rodada do Campeonato Brasileiro. Agora, a mão na bola em equipe que está no ataque deve ser sancionada somente se ela bate na mão de um jogador e ele próprio imediatamente faz um gol (diferente da atual, em que se ela bate na mão e sobra para um companheiro, sanciona-se).

Explico didaticamente essa mudança em: https://professorrafaelporcari.com/2021/05/29/a-nova-regra-de-bola-na-mao-mao-na-bola/

Pois bem: e na Copa do Brasil? Na atual fase, vale a antiga. Na próxima, a nova. Portanto, no jogo Vasco x Boa Vista, onde ocorreu um lance muito confuso com essa nova regra, acertou o árbitro.

O problema é: houve interferência externa?

O lance no site do GloboEsporte, em: https://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/noticia/vasco-x-boavista-em-jogo-sem-var-arbitro-anula-gol-irregular-de-gabriel-pec-apos-3min35s.ghtml Vasco x Boavista: saiba como assistir ao jogo da Copa do Brasil AO VIVO

– As Mentiras mais Contadas, por 30 tipos!

Uma das pessoas mais cultas e simpáticas que andei conhecendo nesses últimos tempos foi o professor, consultor e jornalista José Renato Sátiro Santiago Junior (www.jrsantiago.com.br).

Tanto na área da Administração de Empresas, Responsabilidade Social e Futebol, tenho o admirado pelos seus textos enviados pelo “Boletim do Conhecimento”. E através do seu blog, compartilho essa tirada sensacional, apenas para distrair nestes tempos tão conturbados:

Aliás: são reais, forçadas ou… no fundo, há um pouquinho de verdade numa ou noutra? Abaixo:

AS MENTIRAS MAIS CONTADAS POR:

1.. ADVOGADO: – Esse processo é rápido.
2.. AMBULANTE: – Qualquer coisa, volta aqui que a gente troca.
3.. ANFITRIÃO: – Já vai? Ainda é cedo!
4.. ANIVERSARIANTE: – Presente? Sua presença é mais importante…
5.. BÊBADO: – Sei perfeitamente o que estou dizendo.
6.. CASAL SEM FILHOS: – Visite-nos sempre; adoramos suas crianças.
7.. CORRETOR DE IMÓVEIS: – Em 6 meses colocarão: água, luz e telefone.
8.. DELEGADO: – Tomaremos providências.
9.. DENTISTA: – Não vai doer nada.
10.. DESILUDIDA: – Não quero mais saber de homem.
11.. DEVEDOR: – Amanhã, sem falta!
12.. ENCANADOR: – É muita pressão que vem da rua.
13.. FILHA DE 17 ANOS: – Dormi na casa de uma colega.
14.. FILHO DE 18 ANOS: – Antes das 11 estarei de volta.
15.. GERENTE DE BANCO: – Trabalhamos com as taxas mais baixas do mercado.
16.. INIMIGO DO MORTO: – Era um bom sujeito.
17.. JOGADOR DE FUTEBOL: – Vamos continuar trabalhando e forte.
18.. LADRÃO: – Isso aqui foi um homem que me deu.
19.. MECÂNICO: – É o carburador.
20.. MUAMBEIRO: – Tem garantia de fábrica.
21.. NAMORADA: – Pra dizer a verdade, nem beijar eu sei…
22.. NAMORADO: – Você foi a única mulher que eu realmente amei…
23.. NOIVO: – Casaremos o mais breve possível!
24.. ORADOR: – Apenas duas palavras…
25.. POBRE: – Se eu fosse milionário espalhava dinheiro pra todo mundo..
26.. RECÉM-CASADO: – Até que a morte nos separe.
27.. SAPATEIRO: – Depois alarga no pé.
28.. SOGRA: – Em briga de marido e mulher não me meto.
29.. VAGABUNDO: – Há 3 anos que procuro trabalho mas não encontro.
30.. VICIADO: – Essa vai ser a última. 

As melhores frases sobre as mentiras e os mentirosos – Frases ...

– No Lago, contemplando…

A tranquilidade do Lago do Taboão numa tarde de 4a feira, retratada num único clique.

Como não se inspirar com a beleza da natureza?

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#lago #lake #mobgrafia #inspiration #paisagem #fotografia #BragançaPaulista #nature

– 30 anos de Bragantino x São Paulo valendo título do Brasileirão. A

O tempo voa! Em 09/06/1991 (há exatos 30 anos), o São Paulo de Telê Santana visitava o Bragantino de Carlos Alberto Parreira e conquistava o Brasileirão daquele ano!

Não parece que foi ontem?

Abaixo, as equipes escaladas para aquele jogo:

  • Bragantino: Marcelo; Gil Baiano, Júnior, Nei e Biro Biro; Mauro Silva, Ivair (Luiz Müller), Alberto e João Santos (Franklin); Mazinho e Sílvio.
  • São Paulo: Zetti; Cafú, Zé Teodoro, Ronaldão e Ricardo Rocha; Antônio Carlos, Leonardo, Bernardo e Raí; Macedo e Müller (Flávio).

– Crivella como Embaixador na África?

Depois de ser preso por corrupção, Marcelo Crivella, ex-prefeito do Rio de Janeiro, recebe afagos desnecessários e injustificáveis do Governo: ele será nomeado Embaixador na África do Sul!

Um detalhe: Crivella não pode sair do Brasil devido às investigações que sofre…

Como pode?

Crivella: ex-prefeito pode ir da cadeia para a embaixada da África do Sul |  VEJA RIO

– Tudo azul!

A perfeição cor-de-anil no horizonte infinito!

Uma 4a feira bem bonita por aqui. Olhe só esse clique: é para inspirar ou não?

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#photography #sky #natureza #inspiration

– Dia de São José de Anchieta.

Hoje é “Dia de Anchieta”, o grande evangelizador do Brasil Colônia!

Você sabia que ele também é co-padroeiro do nosso país? E que com 20 anos foi quem fundou o berço da cidade de São Paulo?

Extraído de: https://www.acidigital.com/noticias/hoje-e-celebrado-sao-jose-de-anchieta-o-apostolo-do-brasil-27767

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA, apóstolo do Brasil.

A Igreja celebra hoje, 9 de junho, a memória litúrgica de um dos primeiros evangelizadores do Brasil, São José de Anchieta, que pela sua importância na introdução do cristianismo no país é conhecido como Apóstolo do Brasil.

José de Anchieta nasceu em 19 de março de 1534 em San Cristóbal de La Laguna (Tenerife). Com apenas 14 anos ingressou ao Colégio de Artes da Universidade de Coimbra, destacado como um dos melhores alunos e como um grande poeta.

Aos 17 anos, enquanto rezava diante de uma imagem de Nossa Senhora, compreendeu a missão que o aguardava. No dia 1º de maio de 1551, ingressou na Companhia de Jesus e começou seus estudos de Filosofia. Conhecido por compor versos latinos com muita facilidade, ficou conhecido como o “Canário de Coimbra”.

Em 1553, devido a uma doença, mudou-se de Tejo (Lisboa) ao Brasil. Chegou como missionário à Bahia e logo deu início ao seu trabalho de catequese com os índios.

Anchieta adentrou pelo território, aprendeu a língua tupi, catequisou e ensinou latim aos índios, ao mesmo tempo em que lhes ensinava noções de higiene, medicina, música e literatura. Esta experiência com os povos nativos lhe permitiu escrever a primeira gramática tupi-guarani.

No dia da comemoração de São Paulo – 25 de janeiro – no ano de 1555, inaugurou o colégio que ajudou a construir no planalto de Piratininga, na capitania de São Vicente. Ali, no pátio do colégio jesuíta foi onde se fundou a atual cidade de São Paulo.

Em 1565, foi enviado ao Rio do Janeiro, onde colaborou na construção de um colégio e do primeiro hospital da cidade, conhecido como “A Casa da Misericórdia”. Logo, foi ordenado sacerdote.

Voltou a São Vicente e durante um período de seis anos colaborou no colégio, além de realizar um importante trabalho apostólico e literário. Entre 1577 e 1587, foi designado superior dos jesuítas no Brasil, incentivando ainda mais o trabalho nas escolas e a catequese com as crianças.

Anchieta viajou por todo o país orientando os trabalhos missionários, como São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, entre outros. Fiel à doutrina e à sua congregação, era um homem dócil ao Espírito Santo e se consumiu por inteiro em sua missão.

Faleceu no dia 9 de junho de 1597, aos 63 anos, na vila de Reritiba, atual cidade de Anchieta, no Espírito Santo. No dia 10 de agosto de 1736, o Papa Clemente XII o declarou Venerável. Foi beatificado pelo Papa João Paulo II no dia 22 de junho de 1980.

O papa Francisco, no dia 3 de abril de 2014, no uso de suas faculdades de Sumo Pontífice da Igreja Católica, dispensou o milagre e inscreveu José de Anchieta no Livro dos Santos, estendendo o culto do jesuíta à Igreja universal.

Durante a 53ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em abril de 2015, São José de Anchieta foi declarado copadroeiro do Brasil.

– O Manifesto da Seleção: convincente ou não?

Quem ficou acordado até tarde da noite / madrugada, deve ter se decepcionado: os jogadores da Seleção Brasileira divulgaram seu tão aguardado manifesto, que nada mais passou do que uma “nota de repúdio” pela organização da Copa América, após a mudança de sede da Colômbia / Argentina, justificando que “os rumos da competição tomados pela Conmebol” (fosse no Chile, que era a hipótese anterior, ou mesmo no Brasil), não estão a contento.

– Tanto “auê”, furor e suspense pra… isso?

Não foi convincente. Foi inconveniente! Ou, se bobear, indecente. Criou-se um clima de rebeldia e uma expectativa de que os atletas seriam mais politizados e contundentes. Nada disso. Tudo vago, simples, frustrante.

Ficou no ar que: a ideia era pressionar por férias ou pela queda de Rogério Caboclo, por trás de uma “cortina de fumaça” de que seria um boicote contra a competição.

Se era para chamar a atenção, conseguiram. E para perder (ainda mais) a simpatia e a credibilidade, idem.

Como diria o “Zé Boca de Bagre”, amigo do Prof Basile, “falaram, falaram e não disseram nada” (uma sábia estratégia de políticos).

– O brilho do sol.

Eis o amigo sol para iluminar um dia sem ele. Que tal?

Será que o Astro-Rei aparecerá?

Talvez… mas vale pela fotografia (em Jundiaí, há 2 anos).

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Quando seu filho adolescente diz que buscá-lo na escola é mico!

E quando os filhos adolescentes não conseguem ter bom humor e os pais fazem de tudo para alegrá-los?

Um pai espirituoso e divertido foi buscar o filho na escola, mas o menino… entendeu como mico!

Assista no link em:
https://www.facebook.com/1798368188/posts/10215328647368275/?d=n

Ou pelo link: https://fb.watch/60qLIa5Uh4

– Um eclipse solar no Norte.

Eu sou fascinado por eventos fenomenais da natureza. E domingo, teremos um eclipse solar no Hemisfério Norte.

Abaixo, extraído de: https://federicaspaziani.wordpress.com/2021/06/09/eclissi-solare-e-novilunio/

ECLISSI SOLARE E NOVELUNIO

Domani, 10 giugno, assisteremo a un’eclissi anulare, così chiamata perché il disco della Luna entra in quello del Sole, senza coprirlo tutto e lasciando scoperti i bordi. L’effetto, molto affascinante è quello di un anello di fuoco nel cielo.

Sarà tuttavia un evento elitario visibile solo da poche aree del pianeta: Polo Nord, Canada o Russia settentrionale e Groenlandia.

In Italia il disco solare sarà oscurato da quello della Luna solo in basse percentuali nelle regioni del Nord.

 Per esempio sembra che a Milano l’eclissi inizierà alle 11:35, toccherà il suo massimo alle 12:18 con l’oscuramento del 3,5% del disco solare, e terminerà alle 13:03. Sotto Firenze, invece, non si vedrà nulla.

 

– Bom dia, 4a feira.

👊🏻 Olá amigos!
Tudo pronto para suar mais uma vez em busca de #saúde.
Vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária #endorfina?
🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #mizuno #asics #nike #training #corrida #sport #esporte #running
Clique 1:

🙏🏻 Correndo e Meditando:
Ó #NossaSenhoraAparecida, rogai por nós que recorremos a vós. #Amém.”
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #Aparecida #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade #Padroeira
Clique 2:

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da #natureza.
Hoje, com essas delicadezas de cores vibrantes.
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento
Clique 3:

🌅 Desperte, #BragançaPaulista.
Que a #QuartaFeira possa valer a pena!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia
Clique 4:

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby