– Degrau a degrau…

Li em algum lugar:

“Por mais que você queira subir a escada, sem ter foco no primeiro degrau, a empreitada será mais difícil”.

E não é verdade? Precisamos pensar no longo prazo, mas se não “capricharmos” no curto, o sacrifício fica maior.

Porta do céu imagens de stock, fotos de Porta do céu | Baixar no  Depositphotos

– Relaxante.

Uma tarde à beira do Lago do Taboão.

Quando eu for (ainda mais) velhinho, me aposentarei e ficarei curtindo a paisagem, sentado no banco.

Ou não?

Mas que é relaxante, ô se é…

Imagem

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#landscape #inspiração #natureza #relax #BragançaPaulista #céu #paz

– Paternidade Divina.

Apareceu na minha timeline. Maravilhoso para se recordar… Aqui, minha doce Marina tinha 4 anos!

SER PAI É UM PRESENTE DE DEUS!

Há coisas simples que tornam a vida mais prazerosa.

Veja como uma simples tentativa de se escovar o dente pode fazer a relação entre pais & filhos ser divertida.

Não sei o que é mais gostoso: sofrer com as sapequices, ter paciência de Jó com as tentativas de obediência ou ainda ganhar uma lambida ao final da brincadeira.

Só quem tem criança sabe o que é isso: http://www.youtube.com/watch?v=xkC5zw04C4Q

O quão é bom ter filhos… Leva 6 minutos para conseguir uma simples escovação, mas o carinho final não tem preço!

– Relacionando com pessoas “difíceis”.

Um artigo bacana publicado no Caderno “Inteligência”, na Época Negócios: como se relacionar com gente de personalidade forte, instável ou antissocial. Dicas que extrapolam a Administração de Empresas e vão ao cotidiano da sociedade.

Abaixo, extraído de: http://epocanegocios.globo.com/Inteligencia/noticia/2012/06/gente-e-problema.html

GENTE É PROBLEMA

E você tem que saber lidar com os tipos.

O primeiro é o colega “Mel Gibson”, o tipo hostil, que leva tudo para o lado pessoal quando é contrariado; o segundo é o colega “Marilyn Monroe”, suscetível à rejeição, preocupado com a desaprovação alheia, real ou imaginária; o terceiro é o “Woody Allen”, neurótico, que faz uma tempestade diante de qualquer conflito; por fim, há o colega “Paris Hilton”, o egoísta que só enxerga o próprio umbigo. Sim, são estereótipos. Mas cada vez mais encontrados no mundo do trabalho, segundo a revista Psychology Today.

Lidar com eles é uma habilidade necessária. Para fazer isso, mantenha as interações curtas e objetivas. A comunicação deve ser lógica, pois é infrutífero – e perigoso – tentar fazer uma comunicação emocional com o interlocutor emblemático. Outra dica: mantenha o foco na conversa nele, não em você. É a forma mais segura para que, mais tarde, suas palavras não acabem distorcidas. Não tente convencê-los de seu ponto de vista. Também pare de sonhar que algum dia essas pessoas poderão ser tratadas normalmente. Aceite-as como são!

Com um colega difícil, é salutar evitar assuntos espinhosos. Quando isso for necessário, faça-o a portas fechadas (…).

COMO-LIDAR-COM-PESSOAS-POSSESSIVAS.jpg

– Uma boa salada de frutas sempre vai bem.

Ôba! Uma deliciosa salada de frutas para adoçar a vida. Hoje: manga, morango e uva.

Nao pode faltar comida saudável em casa, e eu gosto bastante. O meu problema é: chocolate

Esse é o “calcanhar de Aquiles” para retardar o emagrecimento…


🥭 🍇 🍓 #Fruits

– Nossa roseira campeã!

Como sou apaixonado por fotos e jardinagem, não poderia deixar de publicar essa maravilha aqui: que tal a delicadeza dessas pétalas?

Flores nos acalmam e nos trazem serenidade no ofício dos cuidados com a terra…

bomba.jpg

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– E se não fosse Neymar?

É público que Neymar está em litígio com a Nike, patrocinadora do PSG e da Seleção Brasileira. O jogador pertence ao casting da Puma atualmente.

Sílvio Barsetti, no Portal Terra, trouxe algumas informações sobre a repercussão do “encobrimento” digital com emojis feito na camisa da Seleção, para esconder o Woosh da fornecedora de material esportivo. Vide em: https://www.terra.com.br/esportes/futebol/neymar-desafia-cbf-nike-e-selecao-brasileira-arrogancia,ad42156ba89415aeaf50d9b082b454a7mgvlfh81.html

A pergunta que fica é: faz parte das obrigações do convocado expor-se durante os treinos, jogos e outros eventos com o uniforme oficial. Se fosse um atleta menos badalado, a CBF o puniria?

Por outro lado: Neymar também fará o mesmo “disfarce” na camisa do seu clube, o PSG?

Aguardemos…

Sobre a camuflagem, aqui: https://globoesporte.globo.com/futebol/selecao-brasileira/noticia/noticias-neymar-selecao-brasileira-nike-simbolo-emoji-instagram.ghtml

Sobre o litígio e as acusações da Nike contra o atleta, em: https://professorrafaelporcari.com/2021/05/28/neymar-seguiu-os-conselhos/

 

 

– O perigo da dependência virtual das crianças hiper conectadas!

Um risco dos tempos modernos: crianças reféns da tecnologia, que se tornam viciadas em tablets e smartphones. Uma “overdose” virtual segundo especialista!

Extraído de: Revista Isto É, ed 2427, página 51, por Luldmilla Amaral

OS RISCOS DA INFÂNCIA NA REDE

Livro discute o uso da tecnologia pelas crianças e alerta para os perigos da dependência virtual

Especialistas em comportamento digital apontam que as crianças brasileiras são mais ativas do que a média mundial na internet, o que as tornam perigosamente dependentes dos ambientes virtuais. Celulares e tablets são cada vez mais usados para entreter os pequenos em situações de estresse, como refeições em restaurantes, por exemplo. Perfis em redes sociais também são criados muito precocemente. Diante deste cenário, já imaginou o que aconteceria se, de um dia para outro, todos os aparelhos eletrônicos deixassem de funcionar?  Essa é a proposta de Juliana Grasso, no recém-lançado livro “Amanhã, como será?”, da Tempo Editora.

Com foco no público infanto-juvenil, a publicação conta a história de Gabriel, um garoto de 11 anos dependente de computadores, tablets e smartphones que se vê completamente perdido após uma tempestade destruir todos os seus aparelhos eletrônicos. Com o acidente, o menino, que usava os dispositivos para estudar, se comunicar e brincar, precisa redescobrir as brincadeiras e alegrias de uma infância sem tecnologia. A autora  se inspirou nas experiências cotidianas para escrever o livro.

“A tecnologia está super disponível, tanto para adultos, quanto para crianças. Hoje, mesmo muito novinhas, elas assistem a vídeos pelo celular na hora de comer, o que faz muito mal”, diz Juliana. “É possível retomar as formas antigas de contato, aprendizado e recreação.” Para ela, essa overdose de tecnologia na infância pode transformar meninas e meninos em adultos antissociais e dependentes. Pesquisa “Kids of Today and Tomorrow – Um olhar Bem Próximo Sobre Essa Geração”, da Viacom Internacional Media Networks, valida essa afirmação. Ela indicou que, apesar de o cenário ser sombrio em praticamente todos os países desenvolvidos, as crianças brasileiras têm uma predisposição maior ao vício virtual.

“É possível retomar as formas antigas de contato, aprendizado e recreação”

Juliana Grasso

bomba.jpg

– Os Papas Francisco e João Paulo nos ensinando o verdadeiro Espírito Esportivo!

O Manchester City do treinador Pep Guardiola (talvez o maior treinador de futebol de todos os tempos) perdeu para o Chelsea na Liga dos Campeões. E, num fato incomum, o técnico beijou a medalha de vice (já que a maior parte dos derrotados a despreza).

Sobre isso, em audiência papal com atletas do basquete italiano, citou Francisco:

“Gostaria aqui de destacar a atitude perante a derrota. Me disseram que, um dia destes, não sei onde, teve um vencedor e um que terminou em segundo. E quem terminou em segundo beijou a medalha. Normalmente, quando terminamos em segundo, a gente fica triste, e temos vontade de arremessar a medalha. Ele, no entanto, a beijou. Isso nos ensina que mesmo na derrota pode haver uma vitória: aceitar as derrotas com maturidade, porque isso nos faz crescer. Quando um esportista sabe superar uma derrota assim, com dignidade, humanidade e com um grande coração, é uma verdadeira honra e vitória humana”.

Óbvio que o Papa Francisco, entusiasta do futebol e torcedor do San Lorenzo, sabia a quem se referia. Mas sua fala me lembrou a de outro Papa, esse um ex-atleta e ator, João Paulo II, que disse em audiência aos árbitros italianos na década de 80:

“O esporte deve servir para inspirar os valores éticos e cristãos”.

Para nós refletirmos: o ensinamento de aceitar com maturidade a derrota e ter espírito desportivo, de defender a disciplina e a ética – não só no esporte mas na vida em geral – tem sido difundido pelo futebol?

Papa Francisco: São João Paulo II deu ao mundo 2 grandes mensagens

– A importância da Administração em nosso dia-a-dia

Tudo na nossa vida é administrável! Você administra o tempo todo, e, às vezes, não percebe. 

Compartilho esse artigo bem bacana sobre a importância da Administração no nosso cotidiano. Abaixo:

Extraído de: https://coeficiente685921690.wordpress.com/2020/06/05/teoria-geral-da-adm-qual-a-importancia-da-administracao-para-a-vida-pessoal-a-profissional-e-para-as-organizacoes/

TGA: QUAL A IMPORTÂNCIA DA ADMINISTRAÇÃO PARA A VIDA PESSOAL, A PROFISSIONAL E PARA AS ORGANIZAÇÕES

“A administração vai além do seu conceito próprio. Pois ela está inserida indiretamente em tudo que fazemos, está relacionada ao contexto em que estamos inseridos em todos os momentos da nossa vida”

Por Ricardo Cunha

O que significa administrar? Poderíamos elaborar uma resposta muito ampla, pois essa pergunta é bastante genérica, porém merece ser respondida.

A vida prática é dividida em muitas áreas e todas elas podem se encaixar no contexto da administração: temos de um lado as relações familiares, os amigos, os recursos financeiros, as relações sociais, etc.. De outro, a profissão, a carreira, o sucesso/fracasso, o desejo de crescimento, de bem-estar, os conflitos em grupo, as emoções interiores. Enfim, são múltiplas as nossas necessidades e a busca do equilíbrio é o objeto de análise próprio da administração.

Para alguns, dar conta de todas estas atividades é extremamente difícil, pois há pessoas sem perfil para tais questões. Isso não significa que estas pessoas sejam negligentes ou relaxadas, elas podem, simplesmente, não ter sido preparadas para administrar seus próprios recursos ou os de terceiros. Outras, parecem ter nascidos com a disposição e o talento para enxergar o todo, isolar os assuntos e tratar as informações de uma forma eficiente.

Aqui podem surgir perguntas do tipo: 1) Porque precisamos saber pelo menos o básico de Administração e 2) Qual a relação entre a gestão pessoal e a profissional?

1) Administrar a vida NÃO é o mesmo que administrar uma empresa. Mas, se você consegue pagar suas contas pessoais, encaixar despesas futuras no seu orçamento e reservar momentos para laser, pode-se dizer que tem os requisitos de um bom gestor, pois uma pessoa que consegue pagar suas contas, não se endividar com frequência e ainda poupar recursos no nível pessoal tem grande chance de administrar bem o próprio negócio ou uma área de uma empresa qualquer.

2) A relação entre a administração de recursos próprios (família) ou de terceiros (empresas) está basicamente na habilidade de equilibras as receitas e as despesas e se for o caso, reduzir custos ou gerar lucro.

Todavia, entendendo que nem todas as pessoas jurídicas visam ao lucro, é importante saber que administrar é ajudar a uma instituição qualquer a realizar sua missão. Por exemplo, uma ONG ou instituição filantrópica, recebe recursos de terceiros para realizar um fim específico. Ela precisa prestar contas aos stakeholders sobre como está aplicando os referidos recursos.

Dessa forma, considerando que todas as instituições estão sujeitas à Lei, todas são obrigadas a manter documentos e demonstrativos que comprovem a correta aplicação dos recursos e o cumprimento das obrigações legais.

Assim sendo, a administração dos recursos na vida pessoal, na vida profissional e nas organizações, depende mais de habilidades que podem ser aprendidas (na escola, ma faculdade, nos cursos técnicos) do que de talento inato.

De um modo geral, espera-se que uma pessoa qualificada como bem resolvida na vida pessoal, também o será como profissional ou como empresário. Porém, nada garante o sucesso como se as coisas estivessem pré-dispostas segundo uma Lei natural. Todos podem ser bem sucedidos no contexto e não em outro. Administrar, como tudo na vida é um mix de conhecimento adicionado de constância e de persistência.

Fonte:

Foto por energepic.com em Pexels.com

– Sol muito reluzente!

Um amanhecer bem tranquilo. O sol resolveu aparecer e iluminar nosso dia.

A manhã tão bela é um presente da natureza!

Imagem

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#morning #BragançaPaulista #inspiração #nature #sun

– Estamos em Junho, mês do Sagrado Coração de Jesus.

Estamos no mês de Junho, o qual a Igreja Católica dedica especial carinho ao Sagrado Coração de Jesus.

Sobre tal devoção (citação em: https://is.gd/drZtJ9):

“Em 1673, Santa Margarida Maria, recebeu várias revelações de Jesus Cristo, dentre elas, 12 promessas. Para nós, católicos, a importância da data está na simbologia do que significa o Sagrado Coração de Jesus, que vai além do órgão humano, é uma extensão da vontade de Deus sobre nós.O coração, que é símbolo da demonstração de amor do homem, é usado por Jesus para demonstrar a união e o amor de Deus por nós. O amor infinito de um Deus que deu a vida e ressuscitou. Assim, a Igreja Católica dedica o mês de junho para que os católicos venerem, honrem e imitem mais intensamente o amor generoso e fiel de Cristo por todas as pessoas.”

Abaixo, uma breve oração:

ORAÇÃO AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS (extraído de: https://is.gd/hEAABb).

Introdução: “No Coração de Jesus existe tudo o que precisamos: fortaleza para os fracos, coragem para os tímidos, luz e conselho para os hesitantes; e para todos: humildade, paz, caridade e alegria de viver”. (Santa Paula Frassinetti)

Ó Coração sacratíssimo de Jesus, fonte viva e vivificante de Vida Eterna, tesouro infinito de divindade, fornalha ardente de amor divino, vós sois o lugar do meu descanso, o refúgio da minha segurança.

Ó meu amável Salvador, inflamai o meu coração daquele amor ardentíssimo do qual arde o vosso; derramai nele as inumeráveis graças de que o vosso Coração é a fonte.

Fazei que a vossa Vontade seja a minha e que a minha vontade seja eternamente conforme a vossa. Amém.

– Sejamos justos e avaliemos os prós e contras uma Copa América no Brasil.

Quando um país realiza grandes eventos, ele espera as benesses de tal investimento: o retorno financeiro, por exemplo, é um deles. As obras de infraestrutura que posteriormente beneficiarão a população, outra possibilidade. O maior número de movimentações financeiras no setor do Turismo, idem. A Economia se efervescendo, mais um fator.

Avalie: teremos isso em nosso país, ao sediar a Copa América 2021 emergencialmente?

Nos jogos que sejam de grande magnitude, você planeja anos para se fazer o melhor. Na urgência, faz-se o que pode. E nesta competição sem torcida, sem planejamento adequado e com níveis baixíssimos de permissão e de desejo para o turismo, fica difícil achar que a viabilidade é boa.

Acrescente o fato: a Colômbia abandonou a organização pela instabilidade política. A Argentina o fez pela pandemia. Temos calmaria em nosso país, sem esses problemas dos nossos vizinhos?

Por mais que se fale que o evento é privado (Ricardo Teixeira, quando ocorreu o anúncio da Copa de 2014 no Brasil, declarou que “não teria dinheiro público na Copa”), é difícil crer que os Estados e Municípios não terão despesas.

Por fim: sobre a Pandemia em si. Eu sei que existem competições em andamento e protocolos sanitários (nem sempre cumpridos – observe-se isso), e que muita gente se apega a esse ponto: dá-se para jogar com segurança. Mas e as aglomerações nos entornos, os aeroportos, as logísticas e tanto outros problemas?

Minha particular opinião: é totalmente desnecessário organizar a Copa América agora, pois não traz lucro a ninguém. Imagine, ainda, se algum grande clube tiver que mandar seu jogo fora do seu estádio pois terá que ceder à Conmebol… Pensou a chiadeira do Flamengo, se hipoteticamente tiver que jogar fora do Maracanã para um Bolívia x Equador?

Minimizaria-se tudo isso se existisse pausa no Brasileirão, o que não acontecerá.

A toda essa inoportunidade, surgem os memes, como esse abaixo da logo e do mascote. Veja:

Bolsonaro topa, Brasil é escolhido para sediar Copa América e revolta web

– 10 características de pessoas com a mentalidade forte!

Ser resiliente e ter mentalidade forte são recursos de sobrevivência nos dias atuais.

Compartilho esse ótimo artigo sobre isso:

 

10 CHARACTERISTICS OF A MENTALLY STRONG PERSON

Extraído de: BLOG WITH SHREYA (link no título).

10 CHARACTERISTICS OF A MENTALLY STRONG PERSON

We all face times in our lives where our emotional endurance is put to the test. A poisonous friend or colleague, a dead-end career, or a strained friendship are all possibilities. Whatever the challenge, you must be strong, see it from a different perspective, and take decisive steps if you are to overcome it. It appears to be easy. Good friends, good work, and good relationships are all things we want.

But it isn’t.

Mentally healthy people aren’t born with the emotional muscles they need to confront their anxiety, overcome self-doubt, and take constructive steps. Through dedicated practice, they learned the skills that help them control their emotions, feelings, and behaviour.

It’s difficult to be physically tough when you’re trapped. Only the most emotionally strong people possess the extra grit, daring, and spunk needed to crack the mould and lead a brave new path. Building mental strength takes a lot of hard work and commitment, but it’s the key to your greatest potential. All of our life experiences make us stronger and better people.

Mentally strong people have good routines. They can control their desires, feelings, and actions in ways that position them for life success. Being optimistic, taking control of your own life and not feeling sorry for the situations we can not control are some of the characteristics that mentally strong people possess.

  • They embrace change:
    A mentally strong person is flexible and adaptive. They know that the fear of change is one of the major threat to their success and happiness. They look for change that is hiding just around the corner, and they form a plan of action for changes when they occur.

  • They focus on things they can control:
    If you are mentally strong, you try to stay productive and effective by focusing on the things you have control over. Instead of wasting energy on worrying about the difficult times, you invest your efforts into preparing for it the best you can.


  • They set healthy boundaries for themselves:
    If you need to grow, you need to create a healthy emotional and physical environment for yourself. A mentally strong person doesn’t want anyone to go over the boundaries they’ve developed, and they respectfully but firmly inform people of those boundaries.

  • They learn from their mistakes:
    Mentally healthy people don’t try to hide their mistakes or justify their actions. They learn from their mistakes and become a better version of themselves.

  • They see difficulties as opportunities:
    Every obstacle and every problem you face is an opportunity for you to grow. People usually get annoyed by difficult situations, but mentally strong people accept those challenges and become better.

  • They don’t let anyone limit their joy…
    You are no longer the master of your happiness if your sense of joy and fulfilment comes from comparing yourself to others. When emotionally tough people are proud of what they do, they will not allow others’ views or successes to diminish their pride.

  • …they don’t limit the joy of others:
    Mentally tough people don’t judge others and understand that everyone has something valuable to contribute, and they don’t need to put others down to feel good for themselves.

  • They try to improve their skills instead of showing them off:
    People, in general, want acceptance from others. Mentally strong people, on the other hand, focus on improving their skills rather than attracting attention.

  • They don’t please everyone:
    Mentally strong individuals understand that they should not have to appease them all of the time. They aren’t afraid to say no or speak up when something isn’t working. They make an effort to be kind and truthful, but they are also capable of dealing with other people’s dissatisfaction if they are unable to make them happy.


  • They don’t dwell on the past:
    Mentally strong people do not spend time reminiscing or longing for things to be different. They are aware of their experience and can articulate what they have learned from it. They don’t, though, endlessly relive painful memories or fantasise about happier times. Rather, they live in the moment and make plans for the future.

Mental endurance is not a natural trait that only a few people possess. It is possible to attain and love. Everyone has a level of mental toughness, and there’s still space for growth.

What else does it take to make a person mentally tough? How many of these 10 characteristics apply to you?

THANK YOU

SHREYA SINHA

BLOG WITH SHREYA

BOOKS RECOMMEDNDED

amazing offer, buy both books at a single price at INR 240 and USD 3.31

one time offer both books are best selling and help to train your mind to keep calm and do great things so grab these books now.

click on the given link –https://amzn.to/2SEsdl0