– Não seja injusto com Tite! Entendendo o imbrolho da CBF e as mentiras da Web.

Nos dias atuais, “confie desconfiando” de várias coisas. Muitas vezes precisamos tomar cuidado com o que se publica na Internet, pois as Fake News são numerosas e as postagens de muitos desavisados confundem as pessoas.

Neste tremendo rolo que a CBF está envolta, com o afastamento do presidente Rogério Caboclo (num enredo impressionante: vídeo dele ameaçando presidentes de clubes, depois áudio falando sobre a influência de Marco Polo Del Nero na entidade e posterior denúncia de assédio sexual e moral com uma narrativa nojenta) e a volta do Cel Nunes à presidência da casa, é necessário ter cuidados. Por exemplo: as bobagens que foram criadas em cima do técnico Tite. Mas qual a “verdade verdadeira”?

Primeiro, especulações / hipóteses:

  • O que é tão importante que ele falará dia 08, após combinação com os jogadores da Seleção? Quem disse que ele convocaria a força máxima da Seleção na Copa América sendo na Argentina e Colômbia, e com a mudança de sede para o Brasil, ele resolveu não disputar? Qual a fonte para afirmar que o problema é a negociação da premiação? Ou, por fim, que o questionamento é a necessidade da competição com o calendário apertado em meio às férias dos atletas?

Importante: os jogadores dos principais clubes europeus, que já são valorizados, ganham o quê servindo a Seleção e abrindo mão das férias, correndo o risco de voltarem machucados aos seus clubes, que são os seus reais empregadores? A CBF é uma entidade privada que lucra muito e usa deles para ganhar dinheiro.

Segundo, esclarecimentos:

  • Muitas pessoas estão taxando que Tite é “esquerdista” e que estaria forçando uma não realização da Copa América por “ser Lula e querer prejudicar o Governo Bolsonaro”. Quanta imaginação! Onde Tite se pronunciou politicamente? Ao contrário, ele não se manifesta há algum tempo sobre isso e preste atenção: Tite se encontrou em 2012 com Lula, após a conquista da Libertadores, numa comitiva com o então presidente corintiano Mário Gobbi. As fotos coletiva da comissão e a individual do treinador correram a Web e ressurgiram como se fosse “manifestação política atual”. Porém, ao Sportv (programa Grande Círculo), em 2018, Tite, arrependido daquele momento e chateado, disse ao ser questionado se ‘vencesse a Copa América de 2019 iria levar a taça ao presidente Bolsonaro ou não’, respondeu:

“Errei lá atrás [com Lula], não faria com o presidente [Bolsonaro] antes da Copa e nem agora, porque entendo que misturar esporte e política não é legal. Fiz errado lá atrás? Sim. Faria de novo? Não.

Lembrando: Tite também se recusou a encontrar Michel Temer em 2017, alegando “desconforto” no envolvimento de esporte e política.

Para não avalizar tudo, recordemos: uma mácula de Tite é ter criticado veementemente Marco Polo Del Nero na CBF e depois aceitar seu convite à Seleção…

Quanto ao mérito esportivo, aí é outra história… gostar das convocações dele, do esquema tático e demais nuances, passa a ser assunto diferente desse.

Acima, uma das fotos de 2012, do evento citado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.