– Procure conviver bem consigo mesmo! Siga o conselho do Padre Fábio pós-pânico.

Não se pode levar tão a sério, se autoinfernizar, criar demônios a todo instante (e muitos deles, desnecessários) na nossa própria vida. Relaxar, desestressar, rir-se de si mesmo (embora seja difícil nos momentos de turbulência) se faz imprescindível. 

No desespero, se possível, mude o foco das conversas e dos pensamentos. Saia de casa, vá tomar um ar na rua, povoe sua mente de coisas boas, divagações diversas e tente esquecer aqueles momentos ruins. Dê-se ao “luxo” de fazer algo que gosta, curta um hobby barato / gratuito, brinque com as crianças como se não houvesse amanhã. 

Gostei muito desse tuíte do Padre Fábio de Melo (que estava doente, sofrendo da Síndrome do Pânico e deu uma sumida das Redes Sociais), postado em sua volta ao Twitter depois da melhora da enfermidade. Abaixo:

“Eu deveria ser o maior interessado em tornar-me uma pessoa melhor, afinal, sou eu mesmo o primeiro que terá de conviver com o que de mim é penoso e insuportável”.

E não é verdade? Imaginaram que muitas vezes, somos chatos demais com nós mesmos e nos tornamos insuportáveis, precisando de “férias do próprio eu”?

Vale refletir!

Resultado de imagem para amor proprio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.