– Mini Flowers.

Terminar o dia com flores tão simples é muito legal. Vejam só a delicadeza dessas lantanas brancas!

Amo jardinagem e curto fotografia. Não me canso de “propagandear” esses hobbies para que os amigos tenham prazer também.

Aqui:

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Viva o Interior Paulista.

Voltando para Jundiaí com a paisagem maravilhosa do Interior Paulista. Que céu azul perfeito com o verde da mata!

À esquerda das nuvens: Itatiba.
À direita delas: Bragança Paulista.

Sou fã dos cenários do meu mundo caipira.

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Quando suas Preferências o tornam ignorante por culpa das Redes Sociais!

As redes sociais estão por trás do fanatismo de muitos. Em especial, os algoritmos do Facebook, onde você lê o que “só se quer”.

Pegue Haddad ou Bolsonaro na última Eleição Presidencial: se você tem preferência por um deles, as publicações que lhe aparecem são de louvor ao amado e demonização ao outro. Não existe bom senso!

Aliás, o Internauta centrado, que tem espírito crítico aguçado, é obrigado a receber publicações dos dois lados! E isso cansa.

Talvez o texto abaixo, publicado na Folha de São Paulo em 12 de Outubro passado (5 dias depois do 1º turno presidencial), diga muita coisa sobre essa bolha criada pelas Redes Sociais (e aqui a observação é precisa, independente da preferência política da autora do texto). Aliás, é por esse motivo que estou me “desentoxicando das Redes Sociais” por alguns dias.

Abaixo o texto, e meu “até mais”. Volto em breve com outras postagens nos próximos dias – e aí em retorno definitivo.

BOLHA

Por FERNANDA TORRES

WhatsApp, fake news e engajamento dos cultos evangélicos ganharam de lavada as eleições

No programa de David Letterman na Netflix, Barack Obama cita um teste realizado pela Casa Branca durante a Primavera Árabe, que pretendia avaliar o poder de direcionamento do algoritmo nas redes sociais. Internautas de direita, de esquerda e de centro digitaram a palavra Egito, a fim de descobrir o que cada segmento obteria como resposta.

Os conservadores foram direcionados para links relacionados ao terrorismo, ao jihad e à ameaça muçulmana. A busca dos progressistas resultou em notícias que festejavam o levante egípcio como um auspicioso despertar do mundo árabe. Já os de centro foram brindados com inofensivos sites turísticos, que anunciavam os “Best Places to Visit in Egypt”.

Vivemos isolados em bolhas de preferência, ignorando, por completo, a do vizinho.

Quem esteve presente na manifestação do #EleNão vivenciou uma multidão pacífica de senhoras, senhores, crianças e militantes feministas. Os que não foram às ruas viram versões distorcidas de meninas de peito de fora, enfiando crucifixos no meio das pernas, fumando maconha e clamando pela volta de Satanás.

A assombrosa alavancada de um candidato a governo do Rio de Janeiro, o ex-juiz Wilson Witzel —que, em dois dias, atingiu 39% de preferência nas urnas—, prova que os métodos de convencimento da velha política foram parar na lata de lixo da história.

O WhatsApp, as fake news e o engajamento dos cultos evangélicos ganharam de lavada as eleições de 2018.

Num vídeo gravado, Witzel se dirige à Polícia Militar, prometendo extinguir a Secretaria de Segurança Pública para eliminar a má influência dos políticos nos órgãos de policiamento investigativo e ostensivo.

A medida, acredito, receberá o apoio de uma massa de eleitores que associam a política ao crime. Um cidadão que, fora de sua bolha, levantar a voz em favor da secretaria de Segurança corre o risco de ser crucificado pela conivência com a corrupção.

A classe artística, cuja opinião vem sendo inoculada pelo simples teclar de dez letras: Lei Rouanet, tem enfrentado rejeição semelhante à da política.

No último debate presidenciável, na TV Globo, os candidatos presentes repetiram a retórica de acusações ao PT e ao PSDB, além das réplicas do Lula Livre. Indefesos diante da nova máquina eleitoral, eles pareciam falar do túnel do tempo do milênio passado.

Os grupos fechados do meu celular aplaudiram o discurso de Boulos contra a ditadura militar, mas a indignação morria ali, entre muros. A ditadura não está na pauta dos que cresceram na redemocratização com o celular em punho. A Lava Jato e a crise na segurança, sim.

O golpe de 1964 e o AI-5 são tão distantes da experiência histórica dos que têm menos de 40 anos quanto Juscelino, o tenentismo e a política do café com leite.

No colégio abastado do filho de um amigo meu, todos os garotos de 18 que votaram no partido Novo migrarão para o PSL, convencidos de que a aliança do livre mercado com a “sociedade de bem” armada trará benefícios para o país.

Nenhum deles se preocupa com uma possível ascensão de forças paramilitares —muito menos com a perseguição a grupos identitários. Tudo é visto como petismo travestido de mimimi humanitário para esconder os anos de roubalheira.

O que impressiona é perceber que, assim como na eleição de Donald Trump, os chamados progressistas, que deveriam estar atentos ao futuro das novas mídias, permaneceram fiéis aos mesmos instrumentos de divulgação de ideias do tempo da vovó menina.

Enquanto isso, a ultra direita vem agindo cirurgicamente, há bastante tempo, em dois campos aparentemente antagônicos e difíceis de serem vencidos agora: a inteligência artificial e a fé em Cristo, em voga desde o fim da Antiguidade.

Vai encarar?

bomba.jpg

– Economia em Pequenas Coisas para Lucros Maiores

Veja que conta interessante (antiga, mas atual): segundo a Revista Veja (Ed 28/07/2010, pg 98), 1 quilo a menos transportado por um avião faz com exista uma economia de 11.500 galões de combustíveis por ano, ou US$ 23,000.00. Numa empresa com 100 aviões, isso representa 2,3 milhões de dólares.

Conta rápida: um forno de avião pesa cerca de 100 quilos. Assim, apenas no equipamento de uma única aeronave, uma empresa economiza 2 milhões. Se tiver 100 aviões, deixa-se de gastar US$ 200,000,000.00.

Dá para entender por que não se serve mais comida quente mas lanche frio em avião?

imgres.jpg

– A coragem de Maria nos motiva!

Hoje é sábado, dia no qual a Igreja Católica dedica especial carinho à devoção mariana, carinhosamente chamada pelos fiéis de Nossa Senhora, venerada com muito amor (e não adorada, afinal ela não é deusa, mas sim seu Filho, Jesus Cristo).

O exemplo de Maria nos encoraja na caminhada cristã. E disse um dia Santo Antônio Maria Claret sobre isso:

“Um filho do Imaculado Coração de Maria é aquele que arde de caridade… Não se amedronta com coisa alguma; goza com as privações; vai ao encontro dos trabalhos; abraça as tristezas; nas calúnias está contente”.

Que possamos viver essa realidade cotidianamente, como filhos de Maria – a Santa Mãe de Deus que intercede por nós!

ND de Fatima | Fotos de nossa senhora, Virgem maria, Nossa senhora de fatima

– Meu almoço caprichado!

O almoço está caprichado / turbinado: lanchando um “X-Vanderlei Luxemburgo” (Restaurante Rosário, em Bragança Paulista).

Ai meu colesterol, gordura acumulada e sobrepeso… mas vale a pena, pois é gostoso esse lanche de linguiça (contém salada, presunto, ovo e bacon)!

🥓 #gula

– O gol anulado de Messi é o exemplo do exagero do VAR.

Se existem protocolos, eles devem ser cumpridos. Se não são possíveis de serem interpretados, devem ser reestudados, rescritos e objetivos nos seus propósitos.

O VAR é para ser usado em lances capitais a fim de ajudar a evitar injustiças que surgem por erros da arbitragem, e elas são norteadas por várias coisas – como respeitar a decisão de campo caso não seja óbvia a imagem.

De maneira bem didática, publiquei uma circular bem interessante e que vale a leitura, no link em: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2019/11/05/o-que-a-ifab-pede-ao-var-e-o-que-o-brasil-faz-com-ele/.

No jogo em que Messi reclamou do “gol da virada” contra o Paraguai tendo Raphael Claus no comando da arbitragem, vimos uma distorção do VAR: uma falta comum e interpretativa que o árbitro julgou não ser e que deixou o jogo correr. Depois de algum tempo, surge o gol da Argentina, que é anulado pois o VAR chama Claus que revê o lance e muda sua decisão.

Acontece que, a falta não sendo na proximidade do gol, na imediatez do tento, interpretativa e nem clara / evidente, NÃO DEVE ter interferência do árbitro de vídeo. Isso existe para que não surja a figura de um “tele-árbitro”, onde cada jogada exija a sua presença.

Pense: se não tivesse saído o gol, a falta teria sido marcada? Lógico que não, o VAR não teria “caçado pelo em ovo”, ferindo o protocolo como fez.

Messi perde a paciência com árbitro brasileiro após gol anulado: 'Errou 2  vezes'

– A boa e a má notícia sobre a Covid-19:

A boa notícia contra o Novo Coronavírus é que as vacinas testadas, em sua maioria e independente das bobagens da “nacionalidade” delas, estão atingindo 90% a mais de pessoas imunizadas.

A má notícia da Pandemia é que a segunda onda está sendo assustadora na Europa, especialmente na Itália, com números impressionantes de mortos.

Ficamos na dúvida: como e quando ela ocorrerá no Brasil (se é que ela já não está ocorrendo, com o relaxamento da sociedade)?

Deus nos ajude que estejamos livres desta praga o quanto antes…

Covid: os sinais da segunda onda já estão no Brasil - Outras Palavras

– Lagoa Linda.

Que dia bonito em Bragança Paulista

Sem chuvas, céu azul e muita inspiração.

Aqui, um clique da Lagoa do Taboão (10h) neste sábado.

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#paisagem #natureza #landscapes #pictureoftheday #nature #Brasil #fotografia #sky #lago

– O fanatismo de Direita e de Esquerda é barulhento. Mas nas urnas nestas Eleições Municipais…

Eu respeito o eleitor que vota em Lula, Dória, Bolsonaro ou no Marronzinho (lembram dele)? Idem aos que votam em branco. Afinal, vivemos em uma democracia e assim deve ser.

Isso não quer dizer que faço apologia aos citados. Mas repare numa coisa interessante: os candidatos apoiados por Bolsonaro e por Lula (e os que tentam se agarrar a eles mesmo sem apoio oficial), em sua maioria, estão em baixa nas pesquisas eleitorais municipais.

O que isso significa?

Que as Redes Sociais mostram que o fanatismo político é mais barulhento do que numeroso. Pode reparar: em sua cidade, as postagens odiosas de Extrema Esquerda e Direita (os radicais) não refletem (e isso se comprovará no dia 15) a realidade nas urnas.

Ótimo para o bom senso da nação…

– Carrapatinha…

Dizer que uma criança “é um carrapatinho”, significa que ela adora ficar “grudadinha” com alguém.

Minha Maria Estela é assim: acorda cedo, dorme tarde e fica 24h “ligadinha” para brincar. E hoje bem cedo, quando eu perguntei se eu poderia sair de casa… ô resposta natural!

Veja só a imagem auto-explicativa:

💖 #carinho

– Bom dia, Sábado!

👊🏻 Olá amigos!
Começou mais um #dia para se viver. Vamos aproveitá-lo e buscar o #equilíbrio do #corpo, da #alma e da #mente?
Mantendo a saúde em dia, s’imbora para um bom #cooper na #madrugada.
🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #adidas #asics #nike #training #endorfina #adrenalina #corrida #sport #esporte #running
Clique 1:

🙏🏻 Correndo e Meditando:
Ó #NossaSenhoraDoLivramento, rogai por nós que recorremos a vós. #Amém.”
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade #Livramento
Clique 2:

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da #natureza.
E nossas flores tão vibrantes?
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento
Clique 3:

🌅 Desperte, #Jundiaí, com o #céu nublado mas ainda assim bonito.
Que o #sábado possa valer a pena!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia
Clique 4:

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Demitir um amigo: fácil ou não?

situações delicadas no mundo organizacional, e uma delas é: o momento de demitir um companheiro de trabalho que você tenha amizade.

Sobre isso, em vídeo, compartilho em: https://www.youtube.com/watch?v=MgURr58hXqw