– Persistir é necessário!

O fracasso não pode nos impedir de buscar o sucesso. A insistência é uma virtude; a persistência, talvez algo redundante. Mas a resiliência, um dom!

Sobre o ex-presidente americano Abraham Lincoln, na imagem abaixo:

71b59bb3-fa5d-4c82-a362-dc08161706d7-original

Anúncios

– E você ainda briga por política?

Presidentes do PT, PSDB, PP e PMDB são alvos de investigação.

Como acreditar em partidos políticos?

Extraído de “O Antagonista”, abaixo:

PRESIDENTES DE PP, PT, PMDB E PSDB SÃO INVESTIGADOS

Nos quatro partidos com mais integrantes citados na Lava Jato, todos os presidentes são investigados, como lembra O Globo.

O Antagonista organiza em lista o resumo do jornal:

1) Ciro Nogueira, do PP, foi denunciado pela PGR por corrupção e lavagem de dinheiro.

2) Gleisi Hoffmann, do PT, teve a denúncia aceita pelo STF e responde ação por corrupção e lavagem de dinheiro.

3) Romero Jucá, do PMDB, flagrado em áudio defendendo estancar a Lava-Jato, é alvo de cinco inquéritos.

4) Aécio Neves, licenciado da presidência do PSDB, foi denunciado pela PGR, que pediu sua prisão.

DCnQo2kXgAMH-bB

– Os dois erros de arbitragem na partida Coritiba 0x0 Corinthians

Dois lances polêmicos no Couto Pereira, em Curitiba, para Coritiba 0x0 Corinthians. Vamos lá?

1) O zagueiro Márcio (CFC), APÓS disputa de bola com Romero (SCCP), dá um tapa no rosto do atacante. Repare que não é aquela “mão que o jogador deixa propositalmente sobrar” (e que também é faltosa) para tentar roubar a bola. É agressão, independente da intensidade do tapa no adversário. O árbitro Marcelo de Lima Henrique, que estava bem técnica e disciplinarmente, deveria ter expulsado o atleta coxa-branca. Assista o lance em: pic.twitter.com/51nWL0ifyW

2) O lance de impedimento do atacante Jô: não há o que discutir, pois ele está atrás da linha da bola. Por ser lance rápido, no final do jogo, sob efeito de cansaço, bobeou o bandeira Micahel Correa (aqui, o árbitro não tem culpa alguma).

De lamentável o episódio já citado da briga pré-jogo nas ruas da capital paranaense. Lamentável, em: http://wp.me/p4RTuC-j3a

DCnZE24WsAQ2evU

– A queda abrupta do uso e da emissão e cartões de crédito

Leio que Itaú e Banco do Brasil, juntos, cortaram 1,2 milhão de cartões de créditos de clientes da classe C. Bradesco e Santander não divulgam seus números, mas cometem a mesma ação.

Motivo: o risco da inadimplência.

Também caiu o uso por parte dos clientes, por uma simples causa: quando chega a fatura, não se tem dinheiro para pagar…

Sintomas de um país em crise!

bomba.jpg

– No Mundo ideal do Esporte…

Em um mundo ideal, quando um torcida de futebol errasse o caminho para o estádio, simplesmente se deslocaria por outras ruas para se encaminhar à praça esportiva, despreocupadamente.

Mas não é que alguns ônibus de torcidas ligadas ao Corinthians erraram o trajeto e se encontraram com torcedores do Coritiba “e o pau comeu”?

Sociedade civilizada? Claro que não! Homem que briga com outro homem por culpa de futebol é trouxa!

bomba.jpg

– R$ 123 bilhões perdidos com a corrupção no Brasil!

O número é assustador: nos últimos 4 anos, a Polícia Federal realizou 2057 operações de crimes contra os cofres públicos. E o valor do desfalque foi de aproximadamente 123 bi de reais!

Com quem está toda essa grana? Aliás, dinheiro nosso, DOS NOSSOS IMPOSTOS!

É por isso que o país quebrou mesmo…

bomba.jpg

– Evolução Profissional dos Químicos – da Idade Média aos Dias Atuais!

Hoje é Dia do Químico. Com as novas tecnologias e cada vez mais novas descobertas, a profissão se revoluciona diariamente e a ritmo frenético.

Pois bem: para celebrar a data, um especial da Revista Superinteressante sobre os Químicos na Idade Média!

Bacana, extraído de: http://is.gd/3grQ0S

COMO ERA O LABORATÓRIO DE UM ALQUIMISTA MEDIEVAL?

por Luiz Fujita

Era escuro e bagunçado, ou seja, nada parecido com um laboratório de química atual. No meio dessa zona, os alquimistas eram pessoas comuns que manipulavam ingredientes minerais e vegetais a fim de produzir ouro a partir de outros metais. Essa busca pelo nobre metal tinha uma motivação mais espiritual do que materialista, já que, para eles, transformar metais comuns em ouro seria um jeito de libertar a essência divina que existe em todas as coisas. O nobre ideal, porém, não convenceu a Igreja Católica, que, no século 14, proibiu a alquimia – nessa época, os alquimistas eram perseguidos como servos do demônio – e a prática só voltou a ser socialmente aceita no século 15.

Ouro que é bom, nada… Banho-maria, porcelana e uma série de compostos químicos surgiram nos porões dos alquimistas!

VOVÔ DA MARVADA
O destilador, criado pelos alquimistas por volta do ano 800, é usado até hoje em laboratórios químicos. O instrumento separa líquidos misturados e funciona assim: a mistura é fervida e o líquido que evapora mais cedo sobe até o topo do destilador, onde vira gotas que escorrem para outro recipiente

BRINCANDO COM FOGO
O fogo era usado na maioria dos experimentos, para queimar materiais e para ferver líquidos. Por isso, era comum instalar o laboratório na cozinha. Para tocar as experiências em outros cômodos da casa, usava-se um fogareiro, parecido com uma churrasqueira portátil, e um soprador, que mantinha o fogo aceso

QUÍMICA DO AVESSO
Os alquimistas foram mais eficientes para destruir do que para criar ouro. É que eles descobriram uma substância chamada água-régia, que corrói o precioso metal amarelo
Vitriol (cristal de sulfato) + Nitrato de potássio (cinzas de madeira + xixi) + Água-forte (ácido nítrico) + Cloreto de amônia (sal de vulcão) + Água-régia (ácidos nítrico e clorídrico)

BALANÇA, MAS NÃO CAI
Outros recipientes usados na química atual têm origem na alquimia, como os cadinhos – potes de metal ou porcelana, de alta resistência, usados para fundir metais. Os alquimistas também mediam as quantidades de ingredientes com balanças para poder repetir os experimentos que dessem certo

MAGOS DO PORÃO
O ambiente de trabalho dos ancestrais dos químicos era sujo e escuro. Para manter segredo sobre suas atividades e descobertas, o alquimista realizava experimentos sozinho, enfurnado em um sótão ou em um porão, à luz de velas. O cheiro era forte por causa da mistureba de materiais

PROJETOS PARALELOS
Transformar metais comuns em ouro era fichinha para aqueles que também tentavam descobrir um elixir que curasse tudo e desse a vida eterna. Outro desafio era misturar ingredientes para fazer surgir uma criatura surreal: o homúnculo – havia até receita de como criar o pequeno ser!

RECEITA DE SUCESSO
Rodeados por livros e pergaminhos, os alquimistas registravam os experimentos e descobertas a fim de compartilhar com os colegas. Para evitar que roubassem fórmulas e instruções, os caras faziam anotações cifradas – com gravuras no lugar das palavras, por exemplo:
• A alquimista Maria, a Judia, esquentava recipientes com água fervente, dando origem ao termo “banho-maria”
• Explosões eram comuns e, às vezes, tão violentas que matavam o alquimista
• A porcelana foi trazida para o Ocidente pelo alquimista alemão Johann Böttger, no século 18
• Uma das receitas de homúnculo leva sêmen humano magnetizado, enterrado em cocô de cavalo!

O sonho dourado de alquimistas europeus e árabes nunca virou realidade. Chineses buscaram, em vão, a receita da vida eterna.

EUROPEUS
Não fabricaram ouro, mas revelaram alguns tesouros. O inglês Roger Bacon criou uma lente que concentrava raios do Sol e acendia velas. O suíço Paracelso foi um dos primeiros médicos a tratar a epilepsia como doença

ÁRABES
Fizeram grandes descobertas químicas. Abu Musa Jabir Hayyan, por exemplo, descobriu o ácido nítrico. Até algumas palavras usadas na química, como álcool, foram introduzidas pelos alquimistas árabes

ASIÁTICOS
Os chineses perseguiam a imortalidade por meio de boa alimentação, prática de exercícios físicos e poções. Algumas receitas, porém, levavam direto para a cova, contendo arsênico e mercúrio na fórmula.

bomba.jpg

– O polêmico gol contra no lance de David Braz em Santos 0x0 Ponte Preta

Lance difícil para arbitragem por culpa do bololô de jogadores, onde o árbitro Igor Benevenuto (pelo posicionamento e responsabilidade da jogada) deve ser absolvido, e o erro creditado ao bandeira 1 Márcio Eustáquio Santiago. Vamos ao lance:

Uma falta a favor da Ponte Preta é cobrada por Lucca, em direção à área do Santos. No lance, Elton está em posição de impedimento (mas vai estar impedido de jogar se tocar a bola, bloquear um adversário ou tirar proveito de um rebote da trave ou do goleiro, por exemplo). A bola é cabeceada pelo santista David Braz e vai ao gol. Gol contra do Santos, tento que deveria ser confirmado para a Ponte Preta.

O árbitro não pode ser culpado pois ali estavam diversos jogadores. Por experiência, é muito difícil precisar, pela posição que ele está em campo, de quem foi o cabeceio final. O bandeira poderia ajudar, já que lateralmente vê que a bola não é cabeceada pelo pontepretano. Aliás, quem mais poderia dirimir a dúvida é o AAA número 1 Emerson de Almeida Ferreira, que está em posição privilegiadíssima! Mas ninguém ajudou o juizão e o gol foi anulado, prejudicando a Macaca.

IMPORTANTE – se fosse no Paulistão, com a Regra que era vigente, você poderia anular o gol alegando (como fez) o comentarista da Sportv durante a transmissão. Mas agora, com a necessária participação ativa (tocando na bola ou diretamente no adversário com o contato), o impedimento tem que ser marcado com a mais ciente e efetiva interferência. O cabeceio de David Braz para o próprio gol não conta com a ação efetiva do adversário, que está em posição de impedimento, mas passivo (pelas novas normas desde maio no Brasil, desde ontem na Copa das Confederações e a partir de 1o de julho no restante do mundo).

CURIOSIDADE – Se David Braz acerta a trave e o rebote fica com Elton, não há mais impedimento. Se a bola desvia no santista e sobra para Elton, não mais também. Se Elton tentasse dominar e antes do toque (que efetivaria o impedimento ativo) ele é tocado, marca-se o pênalti!

Vale a atenção para que todos do mundo do futebol se atualizem com a nova regra!

O vídeo está nesse link, e o lance em: http://globoesporte.globo.com/tempo-real/videos/v/nao-valeu-lucca-cruza-david-braz-faz-contra-e-juiz-marca-impedimento-aos-39-do-1o-tempo/5947971/

bomba.jpg

– Parada Homo 2017 e a Parada Hetero

Há quase 6 anos, neste espaço, fiz uma observação que permanece atual. Portanto, respeitosamente republico:

Neste final de semana, haverá a Parada Gay em SP, e são esperadas 3 milhões de pessoas, sendo que a Prefeitura Municipal distribuirá 1 milhão de preservativos (o que sugere que 1/3 poderão fazer sexo seguro). Mas esta não é a questão levantada. A questão é o respeito a dignidade, que parece ser esquecido.
Fico pensando sobre toda essa manifestação dos grupos LGTB durante a Parada Gay. E chego a conclusão de que tal evento nada mais é do que um carnaval homossexual, sem atender aos propósitos da causa defendida.

O lema pregou o fim da Homofobia e respeito aos direitos dos homossexuais. Mas como levar a sério, se os manifestantes estão sambando a um volume inaudível, com fantasias diversas e outros praticamente nús?

Ligo a TV e vejo um moreno, em cima de um trio elétrico, apenas de mini-saia. Onde está a defesa da manifestação? Onde estão as faixas defendendo os direitos gays?

No sábado anterior, houve uma caminhada lésbica na Av Paulista, com aproximadamente 200 pessoas, em defesa do direito das homossexuais. Sinceramente, este protesto tem muito mais respeito e dignidade do que os 3 milhões da Avenida Paulista. Elas protestaram, os outros festejaram.

Respeito o homossexual, mas não faço defesa da prática. A opção sexual de cada um deve ser discreta, respeitosa, para que não se torne vulgaridade ou promiscuidade. A Parada Gay se tornou uma festa de apologia, libertinagem e pornografia, aceita pela mídia e pelos grupos empresariais que querem negociar com este público consumidor.

Já imaginaram a repercussão de uma parada de 3 milhões de heteros, fazendo apologia a heterossexualidade? Seria condenada por muitos.

causa que poderia ser cidadã parece se tornar libertina. Infelizmente.

bomba.jpg

– Clubes de Futebol com o Leiloeiro de plantão!

Uma reportagem mostra que o Paulista FC não está sozinho em questão de leilões: sobre os clubes paulistas que enfrentam / enfrentaram isso, hoje, no Estadão!

Extraído de: http://esportes.estadao.com.br/noticias/futebol,quem-da-mais-estadios-de-clubes-tradicionais-entram-em-leilao-em-sp,70001846090

QUEM DÁ MAIS? ESTÁDIOS DE CLUBES TRADICIONAIS ENTRAM EM LEILÃO EM SP

Dívidas trabalhistas e fiscais têm colocado em risco o maior patrimônio de clubes como Portuguesa e Guarani

Guarani, Portuguesa, Comercial, Paulista e Portuguesa Santista, clubes tradicionais do Estado de São Paulo, têm algo em comum. Todos estiveram recentemente, ou ainda estão, sob a ameaça de perder seus estádios por meio de leilão. Dívidas trabalhistas, tributárias ou com fornecedores colocam o patrimônio dessas associações em risco e “aguçam os sentidos’’ de um setor sempre interessado em grandes áreas: o imobiliário.

Reinaldo Fincatti, diretor da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), explica que o principal interesse do mercado imobiliário pelos estádios é o potencial de reutilização, ou seja, a transformação da arena em outro negócio, como grandes empreendimentos.

“Em geral, os estádios estão em locais nobres e de fácil acesso. São terrenos únicos, avantajados, praticamente inexistentes no tecido urbano”, explica Fincatti. “Para o mercado imobiliário, o preço do terreno vale mais do que a construção em si.’’

Em 2015, o Grupo Maxion arrematou o Brinco de Ouro da Princesa, estádio do Guarani, por R$ 105 milhões. Comprovando irregularidades no processo – o valor da compra era inferior à avaliação da Justiça Federal, de R$ 470 milhões –, o clube de Campinas anulou o leilão. Em seguida, conseguiu um acordo com a empresa MMG, que pertence ao Grupo Magnum. Neste acerto, o Guarani vai ceder o terreno do estádio para a construção de um complexo comercial/imobiliário.

Em contrapartida, o investidor vai pagar a dívida trabalhista do clube, em torno de R$ 20 milhões, construir um CT, novo clube social e nova arena de 12 mil lugares na cidade. Além disso, vai patrocinar o clube por 130 meses com R$ 350 mil mensais. O Guarani vai transferir a posse do Brinco quando receber todas essas novas estruturas.

“Muitos clubes, incluindo o próprio Guarani, sofreram administrações desastrosas, que comprometeram boa parte de seu patrimônio. Porém, a atual legislação esportiva, principalmente no que tange aos direitos econômicos de atletas, acaba punindo os clubes, tornando a atividade deficitária”, opina Palmeron Mendes, presidente do Guarani. “Leiloar o patrimônio não trará uma solução para o problema.”

TOMBAMENTO

Há situações, porém, em que arrematar um estádio em leilão não é oportunidade de negócio para potenciais investidores. Pode até se tornar forte dor de cabeça. São os casos daqueles que estão tombados ou em processo de tombamento.

O Palma Travassos, do Comercial, é patrimônio histórico de Ribeirão Preto. Principalmente por isso, todas as três tentativas de leilão realizadas, a última em 22 de maio, fracassaram. O lance mínimo de R$ 18,9 milhões para um bem avaliado em R$ 31,5 milhões não seduziu ninguém. “É sempre uma situação constrangedora, mas, diante desse quadro, praticamente não há risco de o estádio ser arrematado’’, disse ao Estado o presidente do Conselho Deliberativo do clube, David Isaac.

Ele reclama que o Comercial tem passado por esse constrangimento por causa de dívida que se arrasta desde a década de 1960. São débitos fiscais, de FGTS, atualmente em cerca de R$ 3 milhões. “Temos tentado insistentemente negociar dentro da realidade do clube, espero que agora a gente consiga um acordo.’’

O Jayme Cintra, do Paulista, passa por processo semelhante. Leilão realizado em 27 de maio por causa de dívida trabalhista de R$ 1,5 milhão terminou sem lance – o mínimo era de 50% dos R$ 35 milhões que o local foi avaliado. Isso porque, no fim de março, havia sido iniciado o procedimento que visa o tombamento parcial do estádio.

Esse processo de tombamento, aliás, pesou para que o juiz Jorge Luiz Souto Maior, da 3.ª Vara do Trabalho de Jundiaí, determinasse, um dia depois daquele pregão, o cancelamento do leilão. Como o Paulista tem várias outras dívidas, essa que deu origem ao leilão malsucedido foi enviada ao “condomínio de credores’’ do clube, que recebe gradativamente as pendências. “Todo dinheiro que ingressa no Paulista é automaticamente enviado para o condomínio e rateado entre eles’’, diz Cláudio Levada, presidente do Conselho de Administração do clube.

Ele afasta a possibilidade de uma reviravolta da situação no curto prazo que leve à nova determinação de leilão, independentemente do tombamento. “Eu diria que não existe risco imediato. Mas é claro que, se as dívidas não forem pagas, permanece a possibilidade do arremate.’’

PORTUGUESA SANTISTA NEGOCIA ACORDO

Mandar um estádio a leilão pode servir para estimular o clube devedor a se acertar com o credor. Isso está ocorrendo em relação ao Ulrico Mursa, da Portuguesa Santista. Há leilão marcado para 3 de agosto por dívida com Renato Vasconcelos, ex-advogado do clube. As partes negociam um acordo que deve cancelar a ação.

“Esse leilão não vai acontecer. Faremos um acordo para parcelar a dívida”, acredita o diretor jurídico da Santista, Rogério Conde. “Aceito parcelar em dez vezes, desde que permaneça a penhora. Feito o acordo, pedimos a suspensão”, garante Vasconcelos.

Em 2015, tratativa semelhante conduzida por Vasconcelos com um hotel evitou que o estádio fosse leiloado.

bomba.jpg

– Um ótimo domingo a todos nós!

Como de costume, vou trabalhar, embora seja domingo. Tudo bem, faz parte! Sendo assim, façamos as obrigações com alegria. E para ter muita energia, vou correr. Vamos juntos?
Nossa foto-motivação:

bomba.jpg

Durante o treino, pensando nas coisas do Alto. Hoje em Nossa Senhora de Fátima, a Mãe de Jesus!
“- Ó bem-aventurada Virgem Maria, rogai por nós”.
Nossa foto-meditação:

bomba.jpg

Depois de correr, alongar! E faço isso entre as flores do jardim, junto a nossa rosa vermelha.
Nossa foto-inspiração?

bomba.jpg

Hora de trabalhar! O sol ameaça despertar na alvorada escura dominical.
Nossa foto-contemplação:

bomba.jpg

Ótimo domingão para todos!