– PAZ

A inspiração dominical vem dos sorrisos dessas garotinhas. Que bom seria se o mundo fosse tão inocente, puro e sincero quanto elas…

bomba.jpg

Anúncios

– O Paulista de Jundiaí foi rebaixado (de novo).

Há uma semana de acabar a 3a divisão de SP, um grande do interior caiu.

O Paulista Futebol Clube, Tricolor da Terra da Uva, Galo da Japi, Campeão da Copa do Brasil, nos seus mais de cem anos, nunca jogou a 4a divisão estadual. E neste domingo (364 dias exatos após cair da A2 para a A3), foi rebaixado novamente, agora para a “Bezinha” de SP.

Triste. O time não tem mais para onde cair. Seu estádio vai a leilão dia 27 de abril, não tem índice técnico para jogar a Copa Paulista deste ano e, se voltar a jogar, somente será em Abril de 2018 na 4a divisão.

Os gestores financeiros que jogaram o Galo em tão pouco tempo nessa situação de pindaíba e caos devem ser responsabilizados.

bomba.jpg

– Depois do susto, voltamos. Tomando cuidado com a Síndrome de Hellp!

Ufa! Voltando às Redes Sociais depois de uma boa ausência.

Fiquei fora por alguns dias. Minha querida esposa Andréia precisou ser internada por um mal estar no estômago. Na madrugada, após alguns exames, a pressão dela subiu para 17×11 e chegou em meia hora a 19×9. A preocupação foi enorme. Pelos sintomas apresentados e pelos exames durante a noite/dia, tivemos uma suspeita de ser a “Síndrome de Hellp” (com dois “eles” mesmo). HELLP significa: hemólise (H, hemolytic anemia), enzimas hepáticas (EL, elevated liver enzymes) e baixa contagem de plaquetas (LP, low platelet count).

Internada na ala da maternidade do Hospital Santa Eliza, fez ultrassonografia de emergência, colheu todo o material necessário, recebeu atenção especial das enfermeiras e foi muitíssimo bem cuidada e orientada pela Dra Camila Cristina (do pronto-socorro de Ginecologia) e pelo seu médico, o Dr Ricardo Porto Tedesco. Aliás, o Dr Tedesco é mais do que um médico, é um ser humano especial.

Com a Graça do bom e querido Deus e as orações dos amigos, depois de alguns dias internada, a Andréia recebeu alta, está super animada em casa, sem dor, medicada e com a certeza total de que não foi vítima da Síndrome de Hellp, mas de um problema pontual de fígado que a maltratava e ludibriava os médicos. A Estelinha, nossa filhota, tirou um sarro da gente dizendo: “Papaizinho, pensou que eu queria sair da barriga da mamãe dois meses antes, é? Te peguei”.

Brincadeiras à parte, às mulheres grávidas: saiba mais dessa enfermidade com esse resumo do GuiadoBebê.com.br:

SÍNDROME DE HELLP

Uma complicação obstétrica rara, pouco conhecida e de difícil diagnóstico, que acontece durante a gravidez ou no pós parto.

Pouco se ouve falar da Síndrome Hellp. Ela é uma complicação obstétrica rara, pouco conhecida e de difícil diagnóstico, que acontece durante a gravidez ou no pós parto, podendo causar a morte da mãe.

Normalmente, a Síndrome de Hellp ocorre com o agravamento no quadro de mulheres que sofreram de pré-eclâmpsia, ou seja, hipertensão gerada pela gravidez. Estima-se que 8% das gestantes que sofrem de pré-eclampsia desenvolvam a síndrome. Esse número indica, em porcentagem geral, que o problema atinge de 0.2% a 0.6% das gestações.

Os sinais e sintomas dessa complicação, em um primeiro momento, podem ser confundidos com o quadro de pré-eclampsia grave, ou seja, aumento da pressão arterial e inchaço. Quando o quadro se agrava, resulta em edema agudo dos pulmões, insuficiência renal, falência cardíaca, hemorragias e ruptura do fígado, podendo levar a morte materna.

Quando a doença é diagnosticada, através de exames laboratoriais e clínicos, o tratamento indicado é interromper a gestação, independente da fase gestacional, para que o quadro geral da mãe seja corrigido. Muitas vezes, dependendo da idade gestacional do feto, ele não sobrevive.

As mulheres com maior predisposição para desenvolver a doença são as que sofrem de doenças crônicas do coração e rim, pacientes com diabetes ou lúpus. Infelizmente, não há nenhuma maneira de evitar a doença. Apenas as pacientes que já tiveram a Síndrome de Hellp, ao engravidarem pela segunda vez, podem tomar algumas providências para diminuir o risco.

Em geral, ajuda manter o peso controlado, fazer uma dieta adequada e ter um estilo de vida saudável. O pré-natal bem assistido é importante para detectar qualquer alteração na saúde da mãe e do feto precocemente e tomar as medidas para evitar que o quadro evolua para um estado grave.

bomba.jpg

– Domingo de Ramos

Começamos a Semana Santa com esse abençoado Domingo de Ramos, festividade em que lembramos a entrada de Jesus Cristo em Jerusalém, saudado pelos fiéis com ramos de palmeiras, humildemente montado em um jumentinho, pronto para seus derradeiros dias.

A pergunta é: próximo da Festa Maior da Cristandade, a Páscoa da Ressurreição, você aproveitou e fez valer bem o Tempo da Quaresma para a sua vida? O que mudou nesse tempo forte de introspecção e reflexão?

bomba.jpg

– 32 semanas da nossa bebê!

Nossa Estelinha está completando 32 semanas na barriga da mamãe. E sabe o que acontece na trigésima segunda semana de gravidez?

Extraído de: http://www.pampers.com.br/gravidez/gravidez-semana-a-semana/serie-de-artigos/gravida-de-32-semanas

32 semanas de gestação 

Seu bebê na 32ª semana de gravidez

Seu bebê tem o tamanho de um repolho grande. Seu bebê pesa entre 1,6 e 1,8 kg e mede cerca de 43 a 45 cm esticado.

Altos e baixos 

Nesta semana, a maioria dos bebês se instala de cabeça para baixo, ou posição vértex. O ideal é que o bebê fique parado até que você dê à luz. Mas ele pode mudar de posição várias vezes antes do grande dia.

Mais cheio é impossível

Com cerca de dois litros de líquido amniótico no útero, agora fica bastante fácil para o bebê mudar de cabeça para cima para a posição contrária. Durante as próximas oito semanas, a quantidade de fluido vai diminuir à medida que aumenta o tamanho do bebê. 

Sua gravidez na 32ª semana

De leve na costela

Sentir o bebê mexer é bom, mas é menos legal quando um pé fica preso sob a sua caixa torácica. Tente deitar de lado ou mudar de posição para influenciar o seu pequeno a se mover. 

Exames 2 vezes mais frequentes

Quando você chegar à 32ª semana, a maioria dos profissionais de saúde vai querer começar a vê-la a cada duas semanas em vez de apenas uma vez por mês. Entre outras coisas, o seu profissional de saúde estará à procura de sinais de infecção, trabalho de parto prematuro ou pré-eclâmpsia. 

Treino para o parto

Um passeio pelo hospital onde você dará à luz a levará pelas salas de parto e pós-parto e a familiarizá com os procedimentos de registro e documentação. Saber com antecedência para onde ir e o que fazer prevenirá uma corrida de última hora quando você estiver em trabalho de parto. Você também pode querer mapear e planejar duas rotas diferentes para o hospital. 

Hora de estudar

Seja uma participante ativa em suas aulas de parto: faça muitas perguntas e não hesite em falar sobre suas esperanças e medos. Não se esqueça de trazer o seu parceiro para que vocês dois estejam preparados quando chegar o momento. 

Você sabia?

A pele do bebê não é mais solta e agora tem aspecto rosado e suave, graças ao desenvolvimento de nova gordura. Ele está começando a se parecer com o bebê dos seus sonhos! E agora que seu pequeno está provavelmente em uma posição de cabeça para baixo, prepare-se para essa grande entrada no mundo!

Dica rápida para a mamãe

Agora é a hora de se matricular em uma aula de parto. Você e seu parceiro receberão muitas informações úteis sobre parto e nascimento, conhecerão outros futuros papais e aumentarão a sua confiança sobre o emocionante grande dia que virá.

bomba.jpg

– Análise Pré-Jogo da Arbitragem de Grêmio Osasco x Paulista

Paulo Sérgio dos Santos, árbitro frequente na série A3, há 13 anos apitando na FPF, apita GEO x Paulista nesta rodada 18.

Experiente árbitro, porém não é da elite. Bem calmo dentro de campo, aplica poucos cartões e aceita que os jogadores conversem com ele. Não costuma aplicar a lei da vantagem.

Edislânio Nunes Bernardo e Leandro Alves de Souza serão os bandeiras. Pietro Dimitrof Stefanelli será o 4o árbitro.

A crítica é: por quê em alguns importantes jogos e que interessam o Paulista, como Comercial x Atibaia, estão árbitros da série A1 e no José Liberati não?

A resposta é clara: falta de força nos bastidores. Quanto maior gabaritado o árbitro, menor é a pressão do time mandante. No começo do campeonato, quando o Paulista já era considerado favorito até mesmo antes do início, os árbitros eram de maior peso…

bomba.jpg