– Análise Pré Jogo para a Arbitragem de Paulista x Atlético Goianiense (Rodada 4 da Copa SP 2017)

Escala pronta para o confronto entre o Galo Jundiaiense versus Dragão Goiano: Caio César da Costa Mello, apitará; os bandeiras serão Rodrigo Meirelles Bernardo e Felipe Camargo Moraes. O quarto árbitro será João Marcos Giovanelli.

Caio, 29 anos, 10 de carreira, busca nesta temporada se consolidar apitando a série A3 (é sua 3a partida na Copa SP em 2017).

Rodrigo, 27 anos e 8 de carreira, idem ao árbitro.

Felipe, 23 anos e 4 de carreira (somente 3 partidas profissionais até hoje) busca mais oportunidades.

João Marcos, 35 anos de idade e 13 de carreira, tomará conta dos bancos e do serviço administrativo.

O trio que estará em campo é bem inexperiente em partidas profissionais. Uma boa chance de mostrarem o que sabem em um jogo de atletas Sub20 e galgarem voos mais altos.

Desejo boa sorte às equipes e uma ótima arbitragem!

Acompanhe a transmissão de Paulista x Atlético Goianiense pela Rádio Difusora Jundiaiense AM 810, com o comando de Adilson Freddo. Narração de Marcelo Tadeu; comentários de Robinson Berró Machado e Heitor Freddo; análise da arbitragem com Rafael Porcari; reportagens de Luiz Antonio “Cobrinha” de Oliveira. Na técnica Antonio Carlos Caparroz e André Luís Lucas. Terça, às 18h30– mas a jornada esportiva começa a partir das 17h30 para você ter a melhor informação com o Time Forte do Esporte!

– Os Aumentos do Etanol, da Gasolina e do Diesel

Bem discretamente, o Governo autorizou o novo aumento dos combustíveis por diversos modos. No dia 01 de janeiro, tirou um incentivo ao Etanol e o preço subiu significativamente (quase R$ 0,10). Idem à Gasolina com seus R$ 0,05.

Na última 5a feira à noite, subiu o Diesel em R$ 0,15, onerando os fretes pelo país afora.

Quer dizer que os políticos quebram a Petrobrás e o cidadão brasileiro paga a conta?

bomba.jpg

– A Seleção da FIFA é coerente?

A FIFA divulgou sua Seleção ideal no ano: Neuer (Bayern), Dani Alves (Juventus), Piqué (Barcelona), Sergio Ramos (Real Madrid) e Marcelo (Real Madrid); Modric (Real Madrid), Kroos (Real Madrid) e Iniesta (Barcelona); Messi (Barcelona), Suárez (Barcelona) e Cristiano Ronaldo (Real Madrid).

Neymar e Pogba, aparentemente jogadores que entrariam em qualquer lista, estão “no banco”. E curiosamente o Brasil só tem laterais neste time. Mais do que isso: para mim, é incoerente Griezmann não estar na lista e concorrer entre os 3 do mundo. Suárez, seu “adversário de posição”, deveria concorrer ao The Best, pela lógica (ainda mais que o esquema é o 4-3-3).

Gostou da Seleção?

bomba.jpg

– Major Olímpio e o seu #EuAcredito

Apagar fogo com gasolina. Parece que isso é o que fez o Major Olímpio ao sugerir que os presos de Bangu superem o número de mortos em Manaus e Roraima.

Abaixo, extraído do G1:

‘VAMOS LÁ, BANGU! VOCÊS PODEM FAZER MELHOR’, DIZ DEPUTADO APÓS MASSACRES

Major Olímpio (SD-SP) publicou mensagem em rede social e fez ‘placar dos presídios’, em referência aos massacres em Manaus e Boa Vista, que vitimaram quase 100 presos.

O deputado federal Major Olímpio (SD-SP) publicou em sua página pessoal no Facebook uma mensagem na qual “desafia” os presidiários do Complexo Penitenciário de Bangu, no Rio de Janeiro, a fazer rebeliões e massacres que superem as mortes que ocorreram nesta semana em presídios de Manaus (AM) e de Boa Vista (RR).

No início da semana passada, entre domingo (1º) e segunda (2), 56 presos morreram em uma rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim, em Manaus. Outros 4 detentos foram mortos em outra penitenciária da capital amazonense.

Já em Boa Vista, 31 presidiários foram mortos na última sexta (6). De acordo com o secretário de Justiça e Cidadania, Uziel Castro, que foi ao local, não houve rebelião e a matança seria de responsabilidade de presos do Primeiro Comando da Capital (PCC) que estavam concentrados neste centro de detenção.

Na mensagem, o deputado do Solidariedade afirma: “Placar dos presídios: Manaus 56 x 30 Roraima. Vamos lá, Bangu! Vocês podem fazer melhor! #EuAcredito”.

A publicação tem mais de 6,8 mil compartilhamentos e mais de 23 mil curtidas. Nos comentários, há diversas pessoas que dizem concordar com o deputado e que pedem mais rebeliões em outros presídios.

“Major Olímpio, sensacional!! Precisamos de mais rebeliões dessas em 2017”, diz um usuário. “Vamos lá Major Olímpio, que começem as chacinas com 10, 20 mil mortes nas cadeias. Essas 30 mortes não fazem nem cócegas comparado ao tanto de cidadão bem que esses infelizes matam Brasil afora todos os dias”, afirma outro.

Procurado pelo G1, Major Olímpio disse que a postagem foi em tom “irônico” para dizer que quem manda nos presídios brasileiros são as organizações criminosas.

“Fui membro da CPI dos presídios no ano passado [na Câmara dos Deputados]. O governo literalmente usou os papeis da CPI para se limpar porque identificamos todo esse panorama, avisamos, e fizeram absolutamente nada. O ministro da Justiça [Alexandre de Moraes] está cansado de saber que isso acontece em todo o país e o governo federal não tem controle nenhum sobre o sistema prisional. [O texto] não é para incentivar a criminalidade, mas para mostrar a realidade dura e vergonhosa”, afirmou.

“O meu papel como legislador é manifestar o pensamento da sociedade. Antes eles que se matem sozinhos do que matem a população”, acrescentou o deputado federal.

bomba.jpg

– E se o São Paulo FC jogar com o time reserva?

Vampeta, presidente do Audax, trouxe a informação dos dois valores a serem cobrados nos primeiros jogos do seu time no Campeonato Paulista:

– Para Audax x São Paulo em Barueri (o mesmo estádio do 100o gol, no qual será de novo um palco histórico para a estréia do ex-goleiro como treinador), o preço será de R$ 100,00. Claro, a justificativa é aceita: o jogo é um evento e marcará a nova fase da carreira do Rogério.

– Para Audax x Corinthians em Osasco (sede do clube), o preço será de R$ 20,00, pois ocorrerá no aniversário da cidade e o valor baixo se deve a um presente do clube aos munícipes. Justificativa também coerente.

É claro que tal fato provocará discussão, mas fica a imediata pergunta: e se o São Paulo FC quiser promover ele próprio o evento, colocando um time reserva em campo e estreando Rogério Ceni dentro do Morumbi, na rodada seguinte?

A lógica seria a de que o Audax lucraria menos do que deseja e o SPFC aproveitaria a oportunidade para faturar. O problema é: vale jogar com o time da Copa São Paulo de Jrs, por exemplo, e enfraquecer o confronto?

bomba.jpg

– Quem é a Virgem Maria?

Para o editor da Revista Superinteressante, nas entrelinhas, se Nossa Senhora vivesse em nosso tempo, abortaria. Aliás, um perfil polêmico da Mãe de Jesus foi trazido pela publicação.

Compartilho um interessante artigo do Pe Paulo Ricardo, tirando dúvidas sobre o que a revista trouxe e sobre a fé cristã,

Em: https://padrepauloricardo.org/blog/quem-e-esta-mulher-a-virgem-maria?utm_content=bufferc49fe&utm_medium=social&utm_source=facebook.com&utm_campaign=buffer

QUEM É ESTA MULHER, A VIRGEM MARIA?

Nem verdadeira, nem interessante. Assim é a Virgem Maria apresentada pela revista “Superinteressante”, em sua última edição.

Uma capa sensacionalista e nada mais. Assim pode ser resumida a reportagem sobre a Virgem Maria, publicada pela revista cujo nome não faz jus ao seu conteúdo. Na primeira edição de 2017, Superinteressante resolveu revelar ao público brasileiro aquela que seria a “verdadeira” Maria. Ocorre que a revista não traz nada de novo nem de interessante. Apenas repete a velha cantilena de que Nossa Senhora teve outros filhos, que era uma mulher qualquer, rica e independente.

Desde as primeiras formulações da fé, a Igreja “encontrou viva oposição, troça ou incompreensão por parte dos não-crentes, judeus e pagãos” a respeito da concepção virginal de Jesus [1]. Por isso, não é espantoso que, mesmo após tantos séculos, essa oposição ainda se encontre viva no contexto social, sobretudo agora quando a virgindade já não é vista como um dom a ser preservado. Ora, o próprio Catecismo da Igreja Católica esclarece que o “sentido deste acontecimento”, isto é, da concepção virginal de Jesus, “só é acessível à fé, que o vê no ‘nexo que liga os mistérios entre si’, no conjunto dos mistérios de Cristo, da Encarnação até à Páscoa” [2].

É claro, portanto, que uma mente fechada à graça de Deus não compreenderá o porquê das glórias de Maria, concedidas a Ela pelo próprio Deus, e buscará qualquer pedaço de pau para espancar a doutrina católica. Mais: a virgindade perpétua da Virgem Santíssima é um testemunho contra uma mentalidade secularizada e pagã, que defende o sexo como passatempo e diversão promíscua. Neste sentido, é preferível acreditar em uma Maria “poderosa e atrevida”, do que reconhecer suas virtudes heroicas, sua virgindade e sua santidade. Uma Maria “dona de si”, “independente” e “rica” não exige de ninguém uma conversão interior.

Não é coincidência, a propósito, que na mesma capa em que Nossa Senhora é retratada dessa maneira espúria, Superinteressante também apresente um perfil muito semelhante das mulheres que abortam. A armadilha é sutil: se Maria fosse uma mulher do século XXI, sugere maliciosamente a revista, ela também abortaria. Na sua famosa trilogia sobre Jesus de Nazaré, Bento XVI analisa os perfis de Cristo defendidos pelos teólogos modernos e percebe como são parecidos com as opções ideológicas de cada autor. “Quem lê várias destas reconstruções, umas ao lado das outras, pode rapidamente verificar que elas são muito mais fotografias dos autores e dos seus ideais do que reposição de um ícone”, escreve [3]. Aqui se verifica o mesmo problema. A “verdadeira” Maria de Superinteressante nada mais é que uma fotografia do ideal de mulher para os tempos modernos.

Mas quem é, afinal, a Virgem Maria?

É preciso reconhecer, antes de tudo, que o “que a fé católica crê, a respeito de Maria, funda-se no que crê a respeito de Cristo”, e que “o que a mesma fé ensina sobre Maria esclarece, por sua vez, a sua fé em Cristo” [4]. Jesus e Maria estão intimamente ligados na economia da salvação. Por isso, não se pode fazer silêncio quando as verdades de fé sobre Nossa Senhora são negadas, uma vez que elas estão na base de outras verdades fundamentais da cristologia, como a doutrina sobre as naturezas divina e humana de Jesus. Quem nega aquelas, ipso facto, também nega estas. Como recorda o Catecismo, já no primeiro século os cristãos reconheciam o nexo existente entre Maria e Jesus, tal qual se pode ler neste escrito de Santo Inácio de Antioquia: “O príncipe deste mundo não teve conhecimento da virgindade de Maria e do seu parto, tal como da morte do Senhor: três mistérios extraordinários, que se efetuaram no silêncio de Deus” [5].

Em 1927, foi descoberto, no Egito, um fragmento de papiro datado do século III, no qual se podia ler a seguinte prece: “À vossa proteção recorremos Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita”. Trata-se da mais antiga oração cristã à Virgem Maria de que se tem notícia, depois, é claro, do louvor do anjo Gabriel e de Isabel (cf. Lc 1, 28; 42-45). Como se pode notar, os cristãos já se reportavam à sempre Virgem Maria como Mãe de Deus muito antes da definição do dogma, no Concílio de Éfeso. Não faz nenhum sentido, destarte, dizer que os dogmas católicos são adaptações à mentalidade pagã. De fato, a doutrina sobre a Virgem Maria é, sim, de origem apostólica.

Santo Irineu de Lião, cuja doutrina remonta diretamente ao apóstolo São João, escreve que, “assim como Eva, desobedecendo, se tornou causa de morte para si mesma e para todo o gênero humano, assim também Maria se tornou, pela sua obediência, causa de salvação para si mesma e para todo o gênero humano” [6]. Com essa sentença, Santo Irineu já explicava aquilo que seria definido séculos mais tarde no Concílio Vaticano II, sobre a mediação de Maria na obra da salvação. Notem: Santo Irineu é um autor do século II, que bebeu diretamente da fonte dos Apóstolos. Como não confiar no testemunho fidedigno desses santos, que derramaram o próprio sangue pela fé cristã?

A própria Sagrada Escritura dá testemunho de que Maria é mãe apenas de Jesus. Como já explicamos em outra oportunidade, “Tiago, irmão do Senhor”, tinha outro pai e outra mãe: Maria, irmã de Nossa Senhora, e Alfeu, ou Cléofas em outras traduções. Além disso, as Sagradas Escrituras nunca dizem que esses “irmãos de Jesus” são filhos de Maria. Também Jesus não a teria confiado a João, na hora derradeira, se ela tivesse outros filhos (cf. Jo 19, 25-27).

Se mesmo os anjos se espantam e dizem “Quem é essa?” e os santos confirmam unanimemente: De Maria nunquam satis, “Sobre Maria jamais se dirá o bastante”, parece muito pretensioso por parte de Superinteressante querer apresentar aos seus leitores a “verdadeira” Virgem Maria. É bom que deixem esse trabalho a quem, ao longo dos séculos, foi mais enaltecido pela obediência e humildade dessa mulher; Àquele que, pela boca de Isabel, proclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre” (Lc 1, 42); Àquele que é, enfim, seu esposo e nosso vivificador, o Espírito Santo.

Por Equipe Christo Nihil Praeponere

Referências

  1. Catecismo da Igreja Católica, n. 498.
  2. Ibidem.
  3. Joseph Ratzinger, Jesus de Nazaré (trad. de José Jacinto Ferreira de Farias). São Paulo: Editora Planeta do Brasil, 2007, p. 10.
  4. Catecismo da Igreja Católica, n. 487.
  5. Santo Inácio de Antioquia, Epístola aos Efésios, 19, 1.
  6. Santo Irineu de Lião, Contra as Heresias, III, 22.

bomba.jpg

– 10 anos: Feliz Aniversário, iPhone!

Há 10 anos, um invento mudava o mundo. Era criado o Iphone!

Na oportunidade, Steve Jobs, CEO da Apple, disse:

Hoje a Apple está reinventando o telefone.” (09/01/2007)

Para mim, reinventou mesmo. Os aparelhinhos inspiraram os concorrentes e transformaram até mesmo o comportamento das pessoas. Desde então, o conceito de aparelho telefônico mudou bem!

iphone-3gs-fra-siden.jpg

– Paremos com gritos homofóbicos: pelo hábito, pela força ou pela multa.

Tempos atrás, a FIFA se preocupou com os atos racistas que eram acompanhados de ações políticas em jogos na Europa, em especial nos países que formavam a Iugoslávia (Sérvia, Croácia, Montenegro, especificamente). Posteriormente, a “moda das ofensas” passou para a Itália (objetivamente: ofensas a negros e saudações fascistas). Mais recentemente, esse fenômeno racista migrou para a Espanha e alguns atos isolados na Argentina e Brasil.

Em todos eles, ocorreram algum tipo de punição: a Lazio (ITA) jogou com portões fechados, o Estrela Vermelha (SER) perdeu mando, o Villareal (ESP) foi multado e o Grêmio (BRA) eliminado na Copa do Brasil.

No conjunto de medidas contra a intolerância, a FIFA solicitou que os árbitros relatem em súmula (e parem o jogo, se for o caso) qualquer manifestação racial, religiosa, política e homofóbica.

Se a torcida jogar bananas em campo (como certa feita aconteceu com Daniel Alves, enquanto atleta do Barcelona), o jogo deve parar pois é racismo explícito. Se o jogador comemorar um gol tirando a camisa com os dizeres Jesus é o Rei ou Alá é Grande, o atleta deve receber cartão amarelo por desconfigurar o uniforme e ser citado para julgamento por apologia religiosa. Se o jogador, após um gol, saudar a torcida com o gesto de Hi Hitler imortalizado pelos nazistas, ele não recebe o cartão mas é citado por manifestação política. E, por fim, se os torcedores fazerem cânticos ou gritos homofóbicos, o árbitro deve relatar nos documentos da partida (se eles forem contínuos, o jogo pode até ser paralisado).

É nesse último item que chamo a atenção: no México, os torcedores gritavam PUTO (que é uma palavra similar a VIADO no coloquial espanhol) quando o goleiro cobrava o tiro de meta. Tal prática, ao mesmo tempo que começou a ser abolida aos poucos lá fora, passou a ser praticada no Brasil pela torcida do Corinthians, especificamente tendo nascida num jogo contra o São Paulo, a cada tiro de meta cobrado por Rogério Ceni (trocando-se o PUTO por BICHA, com um longo tempo no IIIIII até o chute do arqueiro). Palmeirenses, santistas e até os próprios são-paulinos, primeiras vítimas do ato, começaram a imitar.

Nesta cruzada contra a homofobia, a FIFA resolveu reforçar a orientação para que tal prática fosse extinta. Recentemente, a CBF foi punida por 20 mil francos suiços (65 mil dólares) por tais gritos na partida pelas Eliminatórias entre Brasil x Colômbia em Manaus, ocorrida em setembro. Neste mesmo “pacotão de punições” foram multadas equipes e seleções em Honduras, Albânia, Itália, México, Canadá, Argentina, Paraguai e Peru. O Chile, além da multa, perdeu um mando de jogo nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

Em parceira com a ONG Fare Network, a FIFA, depois destas punições, reforçou o pedido e o monitoramento (replicado pelas Federações / Confederações Nacionais e suas entidades filiadas), para que árbitros, clubes e federações sejam agentes denunciadores de tais situações, sejam essas personagens testemunhas ou vítimas. Ou seja: um árbitro deve relatar se presenciar os gritos, uma equipe pode denunciar se sentir atacada ou um goleiro pode até pedir a punição ao clube cuja torcida praticou a homofobia.

Porém, esses gritos de BICHA foram praticados novamente em jogo da Seleção Brasileira, dessa vez contra a Bolívia em Natal, também pelas Eliminatórias, com punição de  R$ 83 mil. Outros nove países também foram punidos por gritos homofóbicos, além do Irã, por cânticos religiosos do Islã.

Aqui no Brasil, os grandes clubes da Capital têm pedido, através do sistema de som, que os torcedores não pratiquem tal ato. Infelizmente, há aqueles que ainda não sabem das medidas recomendadas e as punições que podem receber.

Então, seja na Copa São Paulo de Futebol Jr ou em Copa do Mundo, os clubes e Seleções podem ser severamente multados ou até perderem o mando caso os torcedores gritem BICHA na arquibancada.

IMPORTANTE – sabemos que na cultura do futebol algumas situações são discutíveis (eu, que fui árbitro de futebol por tanto tempo, sei bem disso). Xingar o juiz de ladrão ou outros impropérios é algo “aceitável e comum” (não levando em conta o politicamente correto e nem que se ofende a pessoa, mas sim uma personagem). Mas se existe um novo momento no futebol, uma mudança de cultura, seja ela forçada por multas e punições ou por clamor social, que cumpra-se!

Torcedor, diante de tudo isso: seja prudente!

EM TEMPO – a FIFA colocou em seu game, o FIFA 17, a opção de “vestir o atleta nas cores do arco-íris”, em alusão à campanha contra homofobia (Stonewall’s Rainbow Laces). E aqui acrescento: não confunda a opção sexual, particular de cada um, com APOLOGIA (sempre condenável).

bomba.jpg

– E que comece a semana!

Toda segunda-feira é dia de murmúrio para alguns e de desafios para outros. Começando com disposição para vencê-la, vamos correr?

Meu clique motivacional:

bomba.jpg

Durante o cooper, vale a pena pedir as bençãos de Deus. Hoje, pela intercessão de Nossa Senhora das Dores.

Nosso clique reflexivo:

bomba.jpg

Pós-treino, alongando entre as flores do jardim.

Nosso clique admirativo:

bomba.jpg

Depois disso, chega de atividade física. Mas como não ficar observando o dia nascer?

Nosso clique contemplativo:

bomba.jpg

Enfim, hora de trabalhar. E na estrada, inspirando-me na paisagem caipira.

Nosso clique inspirador:

bomba.jpg

Ótima semana a todos