– O auto-julgamento deve ser evitado.

Quantas vezes nos culpamos por coisas que não deveríamos?

A auto-crítica deve existir, idem ao meu culpa quando erramos. Mas condenação eterna de erros, não. Aliás, muito menos se remoer pelas coisas que não dependem de nós!

Uma boa mensagem, abaixo, que nos mostra que precisamos ser mais benevolentes com nós mesmos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.