– O que vemos não depende do que o outro é, mas do que enxergamos no outro.

Em tudo há beleza, mas se você tiver uma visão pré-conceitual ou com má vontade, nunca a verá.

Veja essa singela florzinha fotografada abaixo: seu vaso contém folhas mortas, um certo desleixo na arrumação, não é imponente, mas… tem algumas pequenas pétalas que se destacam!

Há dois pontos de vista: um olhar no qual você vê somente um pouco de cores num vaso qualquer, e o outro é que você vê que, apesar dos pesares, há uma flor!

Da visão com má vontade e menosprezo à visão esperançosa, reflita: o que vemos não depende muitas vezes do que o outro é, mas do que enxergamos no outro.

Cuidado para não cair em um falso julgamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.