– A reunião de Seneme com Leila Pereira.

Na 2ª feira retrasada, Wilson Luís Seneme, chefe da arbitragem na CBF, reuniu todos os árbitros, bandeiras, VARs e afins para “chamar a atenção e dar um puxão de orelha”. Disse que erros não seriam mais tolerados e lamentou muito pois “a imprensa deveria falar dos acertos na mesma proporção que os erros”.

E quais são os acertos?

Aqueles costumeiros de decisões que impactam as estatísticas. Marcou lateral correto? Decisão acertada, vai para a conta… Nesses power-points divulgados para os presidentes de clubes, procurando justificar o trabalho, vale tudo.

Nesta 3a feira (ontem), me chamou a atenção a entrevista coletiva que a presidente do Palmeiras, Leila Pereira, deu após uma reunião particular com Seneme. Segundo ela, ele pediu desculpas pelos erros contra a sua equipe. Mas falou muito mais!  Vi o vídeo e o texto eu transcrevi da ESPN.com, abaixo:

“Que isso [erro grave e determinante] não volte a acontecer. Retiraram o direito do Palmeiras de participar de um campeonato extremamente importante, um prejuízo milionário, um prejuízo esportivo [em referência à Copa do Brasil] (…) Como investidora, fico muito preocupada. O que o investidor procura? Credibilidade. Sem credibilidade, você não tem investidor. Não podemos banalizar o erro. Não pode errar. O erro tem que ser exceção. Pelo que eu vejo, as pessoas tratam com muita banalidade. Não pode ser assim, o árbitro não pode errar. E se errar, tem que ser punido. Tudo bem, alguns erros merecem reciclagem, treinamento profissional. Outros erros, não, merecem ser punido (…). O Seneme fez uma apresentação muito bonita de Power Point. Mas quando eu administro o Palmeiras, quando tenho que pagar as contas, não é com Power Point, é com atitude. No Power Point, tudo é possível. Agora eu quero ver. O futuro nos dirá se tudo o que foi apresentado aqui, na prática, vai funcionar. Sem punição, as coisas não acontecem (…) Qual a punição? Tem que ser desligado, tem que ser demitido. Não queremos a profissionalização do futebol? O que acontecer em qualquer empresa? Dependendo do erro, é demitido”.

Concordo com tudo que ela disse, PORÉM, acho muito pertinente que não se reclame apenas quando é prejudicado, mas também quando for favorecido. Está se pedindo melhora VERDADEIRA na arbitragem? Pois bem, queixe-se: “A bola bateu no braço de Calleri involuntariamente, que tentou tirá-lo, e não foi movimento antinatural. Vuaden marcou um pênalti inexistente ao nosso favor, fomos beneficiados com esse erro de arbitragem. Tem que melhorar”.

Cartolas só se preocupam com a melhora da arbitragem quando são prejudicados. Quando são favorecidos, alegam que “não vi o lance, preciso estudar melhor, é interpretativo” e mudam de assunto.

Leila Pereira falou bem em reunião da CBF? - MONDO VERDE

Imagem extraída de: https://www.mondopalmeiras.net/2022/07/leila-pereira-falou-bem-em-reuniao-da-cbf/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.