– Ufa!

Dia 134 de aproximadamente 150 vencidos. Graças a Deus.

Tentando ser “pãe” na ausência da mamãe, que está se sacrificando por todos nós (motivo em: https://wp.me/p4RTuC-Bm4

Trabalhei, simplesmente. Não deu pra descansar… mas tudo bem, fiz muita coisa – e todas que eu gosto.

Até amanhã. 

– Análise da Arbitragem de América 0x3 Red Bull Bragantino.

Boa arbitragem de Wagner Magalhães no Estádio Independência! Jogo pouco faltoso, sem lances polêmicos, com os atletas colaborando. E algo maravilhoso: não teve polêmica com VAR!

O árbitro de vídeo só foi acionado uma vez, e manteve-se (com correção) a decisão de campo.

Ah se todo jogo de futebol fosse assim…

Grande vitória do Massa Bruta em cima do Coelho fora de casa. Aliás, 7 gols marcados e nenhum sofrido nos últimos dois jogos.

– As bobagens dos haters.

O mundo dos haters é algo à parte da civilidade.

Desdenham, desrespeitam, acham que podem xingar à vontade. Sentem-se “os caras” das Redes Sociais!

E sabe o que é engraçado?

Pensam que as pessoas atacadas os lêem, criam rugas ou ficam preocupadas com elas…

Esquecem-se de que existe o botão “Block”, e que chiadeira de fanático é algo tão desprezível que não vale a pena dar atenção. Aliás: atenção eu dou ao educado, correto e sensato.

Pobres coitados… e esse texto é para qualquer área de atuação, ideologia política, paixão esportiva ou qualquer outra radicalidade.

Como acabar com haters? A ciência ensina | Super

Imagem extraída de: https://super.abril.com.br/tecnologia/como-acabar-com-haters-a-ciencia-ensina/, por MatiasEnElMundo/iStock.

– 30.000 crianças ao Deus-dará?

Uau! Me assustei e entristeci ao ler na Folha de São Paulo (matéria de tempos atrás, 23/05, pg B1), que mais de 30.000 crianças retiradas de pais que perderam a guarda estão em casas transitórias, SEM ENTRAREM NA LISTA DE ADOAÇÃO.

E aí, como fazer?

Os pais, por diversos motivos, não podem (e talvez nem devam) conviver com elas (afinal, algo grave devem ter feito). Ao mesmo tempo, a burocracia lentíssima (ou melhor, o burocratismo, a disfunção do seu mau uso) impede a agilidade do processo e faz com que a vida e o abandono maltrate esses inocentes.

O que fazer?

E a gente preocupado com tantas coisas menos importantes do que essas…

bomba.jpg

– Usar o celular durante o serviço pode causar demissão por justa causa.

Você faz uso do celular durante o período de trabalho?

Pois saiba: você pode perder seu emprego por justa causa!

Extraído de: https://economia.uol.com.br/empregos-e-carreiras/noticias/redacao/2017/08/07/celular-no-trabalho-pode-gerar-demissao-numero-de-casos-deve-aumentar.htm?utm_content=geral&utm_campaign=twt-noticias&utm_source=t.com&utm_medium=social

USAR CELULAR NO TRABALHO PODE PROVOCAR A SUA DEMISSÃO?

Usar celular no trabalho pode gerar demissão. E mais: por justa causa. Nos casos mais graves, que já foram parar nos tribunais, os empregadores alegam que o uso do aparelho era proibido e os ex-funcionários sabiam das regras. Ainda não há, em instâncias superiores da Justiça, o registro de dispensas causadas pelo uso excessivo do eletrônico nas empresas onde o celular está (parcialmente) liberado. Especialistas ouvidos pelo UOL, no entanto, afirmam que é uma questão de tempo até isso começar a acontecer.

O motivo é simples. Cada vez mais viciados nos smartphones, os usuários não conseguem desgrudar seus olhos e dedos da tela –estejam eles em casa, em trânsito, em aula, em situações sociais e também no trabalho. Estudo divulgado em junho pela empresa norte-americana OfficeTeam aponta que funcionários de escritórios gastam em média 56 minutos por dia –ou cinco horas por semana– usando o celular no ambiente profissional para fins pessoais. Se considerado só o grupo de 18 a 34 anos, o intervalo passa para 70 minutos para cada dia de trabalho.

Na prática é o empregado que, protegido pelas fronteiras das baias, divide a atenção entre tarefas profissionais e o WhatsApp. Ou o médico que, antes de começar o atendimento, passa segundos hipnotizado pela tela –comentando em seguida algum absurdo do grupo de família. O caixa de supermercado, que esconde o aparelho sob o suporte para máquina de cartões, navegando enquanto o cliente digita a senha. O vigilante da rua, mais atento ao Facebook do que às movimentações do mundo offline. O manobrista, que prioriza os memes aos motoristas. A manicure, dividida entre cutículas e updates.

E até a protagonista da Globo, que por descuido levou o smartphone a uma cena de novela ambientada em 1821 (um spoiler de como seria o mundo dali a 200 anos).

DESAFIO EXIGE EQUILÍBRIO E FLEXIBILIDADE

Existe o outro lado, claro, vantajoso para o empregador. Com tantas ferramentas digitais de comunicação, o expediente não acaba quando o trabalhador vai para casa: o smartphone aumenta muito o tempo em que o empregado está disponível. Por isso Edna Bedani, diretora-executiva de aprendizagem e conhecimento da ABRH (Associação Brasileira de Recursos Humanos), aponta “flexibilidade” e “equilíbrio” como palavras-chave ao lidar com esse novo desafio no ambiente profissional.

“O uso do celular no trabalho para fins pessoais tem incomodado, mas veio para ficar. Portanto, é preciso encontrar um equilíbrio. Se o uso for proibido, o funcionário pode não atender uma ligação profissional após o expediente, por exemplo. As empresas precisam ser flexíveis, e os funcionários precisam estar atentos para o celular não atrapalhar suas entregas, sua relação com os colegas nem sua saúde.”

Sobre este último item, a especialista dá o exemplo de transtornos da era digital, como o Fomo (fear of missing out, ou medo de perder algo se ficar sem acesso ao celular) ou a sensação equivocada de que o aparelho está tocando.

O QUE DIZ A JUSTIÇA 

O desafio não pode ser tratado da mesma maneira para lidar com diferentes profissões. O juiz Fábio Augusto Branda, do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) de São Paulo, exemplifica: pessoas que trabalham em laboratórios podem comprometer as análises caso manipulem celulares, extremamente sujos. Em áreas de segredo industrial, smartphones podem facilitar a captura de dados sigilosos. Render um vigilante fica mais fácil se ele não estiver atento ao ambiente, mas sim à tela do aparelho. Ligado no WhatsApp –situação testemunhada pela reportagem–, o caixa do supermercado aumenta as chances de erro enquanto passa as compras do cliente.

“O ideal é estabelecer o que é ou não permitido no trabalho, pois regras não escritas podem causar mal-entendidos. Se elas não existirem, vale o bom senso: o funcionário é pago por seu tempo e, se estiver trocando mensagens pessoais durante o expediente, não está trabalhando”, explicou o juiz, que ainda não julgou casos deste tipo, mas afirma que eles devem se tornar cada vez mais comuns.
Para ele, deve ser levado em conta se este uso atrapalha o rendimento do funcionário, se aumenta suas chances de distração e se compromete a segurança de alguma forma.

Segurança foi o que sustentou a demissão por justa causa de um serralheiro de Maringá (PR). Em fevereiro de 2017, o TRT do Paraná manteve esta decisão da vara de Maringá, sob alegação de que o uso do celular durante o horário do expediente descumpria uma regra de segurança da empresa. A determinação diz que ele havia sido advertido várias vezes sobre esta proibição, pois sua função envolvia manipulação de máquinas de corte, de polimento e soldas, além de produtos químicos com algum grau de toxicidade.

REGRAS PRECISAM SER CLARAS

Claudinor Barbiero, professor de direito trabalhista da Faculdade Presbiteriana Mackenzie Campinas, reforça a importância de as regras serem claras. Isso pode estar previsto no contrato de trabalho ou em uma circular apresentada a todos os funcionários, logo que admitidos na empresa. Sua opinião, no entanto, vai de encontro com a importância da flexibilização destacada anteriormente. “Cabe ao empregador definir se o uso do celular é permitido ou não. A flexibilização dificulta esse controle. Quando pode? Quanto tempo pode? Esses são pontos mais difíceis de serem determinados.”

Mas, se não pode, não pode. Tanto que a proibição do uso já respaldou outra demissão por justa causa –desta vez, de um operador de telemarketing. “Ele sabia que estava infringindo norma da empresa que vedava o acesso ao ambiente de trabalho com o aparelho e foi dispensado por insubordinação e indisciplina”, diz a determinação do Tribunal Superior do Trabalho, de 2015.

Na ocasião, o funcionário alegou que não havia guardado o aparelho em um armário para objetos pessoais, pois de lá já haviam desaparecido objetos de valor. A decisão respondeu que o empregado não poderia “fazer uso arbitrário de suas próprias razões e deixar de cumprir as normas da empresa”.

Empresas podem proibir o uso do celular no ambiente de trabalho

Imagem extraída de: https://www.contabeis.com.br/noticias/41316/empresas-podem-proibir-o-uso-do-celular-no-ambiente-de-trabalho/

– 28 anos da Conquista do Tetracampeonato Mundial.

Em 17 de Julho de 1994, a Seleção Brasileira conquistava a Copa do Mundo dos EUA!

Seleção de futebol pragmático e que quase não se classificou. Parreira teve que trazer a contragosto Romário (que havia brigado com ele desde que foi reserva de Müller, contra a Alemanha, em Porto Alegre). No Maracanã, contra o Uruguai, o Baixinho chamou a responsabilidade pra si e carimbou-se ali o passaporte.

Duas coisas marcantes daquele Mundial: o baixíssimo nível técnico da competição e o pênalti desperdiçado pelo italiano Baggio, na final.

Puxa, voltamos aos anos 90 na memória ao escrever tudo isso…

Imagem extraída da Internet. Quem conhecer a autoria, favor indicar para crédito na postagem.

– Quais são as coisas que realmente importam?

No Evangelho deste domingo, vemos Marta e Maria recebendo Jesus em sua casa. Na mensagem: uma está preocupada com as coisas mundanas, e a outra, com as coisas espirituais.

Cristo nos traz uma perturbação: preocupamo-nos demais com coisas bobas, desrespeitamos o próximo, ficamos presos ao materialismo do mundo, ou nos dedicamos às coisas que valem: o amor, a paz, o perdão…?

Abaixo: 

EVANGELHO Lc 10,38-42.

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 38Jesus entrou num povoado, e certa mulher, de nome Marta, recebeu-o em sua casa. 39Sua irmã, chamada Maria, sentou-se aos pés do Senhor, e escutava a sua palavra.

40Marta, porém, estava ocupada com muitos afazeres. Ela aproximou-se e disse: “Senhor, não te importas que minha irmã me deixe sozinha, com todo o serviço? Manda que ela me venha ajudar!”

41O Senhor, porém, lhe respondeu: “Marta, Marta! Tu te preocupas e andas agitada por muitas coisas. 42Porém, uma só coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte e esta não lhe será tirada”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Contemplando a DEUS - Disse-lhes Jesus

Imagem extraída de: https://disselhesjesus.blogspot.com/2016/04/contemplando-deus.html

– Porque o VAR não poderia ter marcado o impedimento a favor do Palmeiras:

Respeito todas as opiniões contrárias às minhas, converso com muita gente que entende mais de “regra do jogo” e de “futebol jogado” do que eu, mas ao ouvir os áudios (enfim liberados pela CBF), dá para humildemente esclarecer o ocorrido no polêmico lance que resultou no gol para o São Paulo (sobre os 3 lances polêmicos, já abordamos aqui: https://wp.me/p4RTuC-F8A, para quem queira acompanhar):

  • Ninguém fez as linhas de impedimento pois não era um lance crasso, era lance de campo. Entendo também que o VAR e o AVAR, na preocupação de “caçar uma infração” entre ataque e defesa de Calleri e Gustavo Gómez, nem bola deu para isso.
  • O árbitro de vídeo vai procurar um impedimento QUANDO SAI UM GOL, não um ato infracional (é sua atribuição). Ele não pode fazer isso aleatoriamente, a não ser se for um erro crasso (repare que percebeu-se o impedimento bem depois do ocorrido, pois naquele momento – por ser um lance rápido – não havia a percepção).
  • É lance para o bandeira (e se ele errar, é o erro tolerável, que acontece nas partidas comumente).
  • Se o bandeira tivesse dúvida, ele deveria falar pelo rádio que é um lance duvidoso e deixar o jogo seguir (é recomendação oficial). Afinal, se ele levantar seu instrumento, pode matar uma jogada de gol legal, já que tem uma incerteza. Portanto, deve permitir a continuidade da jogada, e saindo o gol, o VAR fazer a verificação. Se não sair o gol, aquele impedimento fica não marcado (já que não ocorreu um gol ilegal e a jogada prosseguiu).
  • Lembre: em lances ajustados deve prevalecer a marcação de campo (por isso a insistência em “lance do bandeira”). Só serão vistos se o bandeira manifestar que está deixando seguir em dúvida. Serão verificados pelo VAR, por iniciativa dele próprio, se forem lances CLAROS e ÓBVIOS.

Portanto, o impedimento (que houve) não é um erro crasso de marcação, mas corriqueiro pela dificuldade (os troncos estão em mesma linha, é ajustada a questão das partes não-jogáveis e jogáveis), que deveria ter sido acertado pelo bandeira e não obrigatoriamente traçado pelo VAR. O erro foi: o pênalti inexistente marcado.

O pepino é esse, a palavra oficial da CBF: “CBF diz que é lance ajustado e precisa ser checado”.

AO CONTRÁRIO!

Lance ajustado é do bandeira, deve prevalecer a decisão de campo. Quem falou em nome da CBF errou, e levou as pessoas a crerem ao contrário!

Em: https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2022/07/16/palmeiras-x-spfc-cbf-admite-que-var-nao-checou-impedimento-de-calleri.htm?utm_source=twitter&utm_medium=social-media&utm_campaign=esporte&utm_content=geral

Em tempo 1: com a tecnologia do impedimento semi-automático por inteligência artificial, essa discussão deve acabar (essa tecnologia foi aprovada para a Copa do Mundo, com sensores espalhados e chip na bola). Vide em: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2021/11/25/na-copa-arabe-o-teste-do-impedimento-automatico-por-ia-enfim-ocorrera-dara-certo/

Em tempo 2: a citação “clara e óbvia” está no protocolo oficial, em: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2022/07/07/o-grande-erro-do-uso-do-var-no-brasil-a-partir-do-livro-de-regras/

Em tempo 3: sobre decisão do bandeira ou lance do VAR (lances ajustados), no 3o item do 3o parágrafo, aqui: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2019/11/05/o-que-a-ifab-pede-ao-var-e-o-que-o-brasil-faz-com-ele/

Imagem extraída do print de GE.com

– Amanhecer bonito!

🇺🇸 A spectacular sunrise in the interior of Brazil! Look at the vibrant colors leaving the sky with a unique feat! / 🇧🇷 Um amanhecer espetacular no Interior do Brasil! Vejam só que cores vibrantes deixando o céu com um feito único!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Feedback e Feedforward: ações necessárias para a gestão de pessoas.

Feedback e Feedforward: a primeira palavra é mais conhecida (precisamos ter retorno do que fazemos profissionalmente – para nós nos aprimorarmos / corrigirmos / melhorarmos) e a segunda não é tão usada, mas é importante (precisamos nos antever para potencializarmos nossas virtudes, baseadas no que conhecemos).

Um simples e resumido quadro:

– Pureza.

Como não me sentir amado?

O carinho dos filhos é que nos move mesmo em meio às dificuldades mundanas… por eles, a vida ganha cores mesmo quando tudo está nebuloso!

Momento simples, cheio de ternura e registrado num clique, representando as palavras acima:

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Liturgia Diária de 17/07/2022 – VI Domingo depois de Pentecostes

Domingo de 2ª Classe – Missa Própria Este domingo é uma pequena Páscoa. Na Páscoa, pelo Batismo, nos conferiu Deus a vida que é alimentada pela …

Continua em: Liturgia Diária – 17/07/2022 – VI Domingo depois de Pentecostes

– Surgiu o sol!

Amo ver o sol surgindo entre as folhagens. Veja só nosso amanhecer desse domingo: que brilho!

Que tenhamos uma boa jornada (de trabalho ou de descanso), iluminados pelo Astro-Rei.

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#morning #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #landscapes #inspiração #mobgrafia #XôStress

– Bom dia, domingo (4 de 4).

🌅 06h30 – Desperte, Bragança Paulista, bem inspiradora.

Que o domingo possa valer a pena.

(E há de valer – creiamos nisso).

🍃🙌🏻 📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#clouds #nuvens #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia

– Bom dia, domingo (3 de 4).

🌺 Fim de cooper! Valeu o treino (além do esforço).

Estou suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da natureza. Hoje, com essas delicadas plantas: rosas.

Curta flores! Elas nos desestressam e aliviam a mente.

🏁🙆‍♂️#corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

– Bom dia, domingo (2 de 4).

🙏🏻 Enquanto vou correndo, fico meditando e faço uma prece:

“- Ó Virgem Maria, Mãe de Deus e Nossa Mãe, rogai por nós que recorremos a vós. Hoje, especialmente pelos que perderam a fé e não crêem em mais nada. Amém.”

Reze, e se o que você pediu for para seu bem, Deus atenderá.

⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

– Bom dia, domingo (1 de 4).

👊🏻 Olá amigos! Tudo bem? Domingão também é dia de se exercitar!

Por aqui, tudo pronto para suar mais uma vez em busca de saúde. Vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária endorfina (controlando o cortisol)?

Pratique esportes. Sempre!

🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #training #corrida #sport #esporte #running