– Perguntas sobre o Cruzeiro SAF nas mãos de Ronaldo:

O Cruzeiro, um dia, vendeu o jogador Ronaldinho para a Holanda. De lá, ganhou o mundo e virou Fenômeno. Agora, o empresário e ex-atleta Ronaldo Nazário compra o time que o revelou

Sem paixões, analisemos: foram R$ 400 milhões por 90% de ações. Porém, os 10% que restam ao clube impedem algumas coisas drásticas, como mudar as cores da agremiação, escolher outra cidade-sede ou alterar o escudo ou nome (chamamos isso de Golden Share, ou seja: 1% das ações, se estiverem com o clube, permite o poder de veto a tais itens).

Quando o investidor é uma pessoa jurídica, obrigatoriamente ela deve indicar uma pessoa física responsável pela operação. No caso da Raposa, a “Tara Sports”, empresa espanhola que de fato é quem faz o negócio, indicou um dos seus sócios, Ronaldo Nazário (a Tara é dona do Valladolid, o outro clube no qual Ronaldo é dono e que caiu para a 2a divisão).

A questão é: o valor médio de investimento será de R$ 6,6 mi / mês nos próximos 5 anos. No futebol, tal valor é relativo. Mesmo sendo o novo dono das receitas (e das despesas – pois o clube deve quase 1 bilhão de reais), fica a pergunta: ao final do período, terá valido a pena a operação? Você ouve falar de atletas ganhando 800 mil no futebol brasileiro em times de ponta. O Cruzeiro, partindo disso, terá um time modesto e a prioridade é não deixar a coisa piorar?

Algo que vale discutir: apesar do “auê” do anúncio do negócio, o que foi acertado é a intenção da concretização do acordo. Ele ainda dependerá da auditoria do comprador, onde comprovará se as contas e pendengas financeiras e jurídicas foram apresentadas corretamente pelo vendedor. Ou seja: se existirem dívidas não sabidas ou alguns processos não declarados, tudo pode ser cancelado.

Com o Cruzeiro, um dos grandes do futebol brasileiro, funcionou assim. Como será quando investidores de outros países ou até mesmo “suspeitos” de negócios escusos (como ocorre na Inglaterra) desejarem adquirir clubes de outro porte?

Aliás, fica a pergunta: qual o interesse em adquirir SAFs que nascem extremamente endividadas e que não tem projeção nacional (as dívidas do Cruzeiro, reforço, continuam a existir, pois o CNPJ de uma SAF não “cancela” os débitos do CNPJ que o substituiu, apenas dá condições de ter um fôlego).

Por fim: Andrés Sanches, ex-presidente do Corinthians, confirmou que Ronaldo o convidou para ser CEO da SAF. É mole? O mesmo recusou porque disse: “não dá, sou corintiano”. Mas quando ele queria presidir a CBF não teve essa desculpa…

Agora dono do Cruzeiro, Ronaldo foi vendido pelo clube ao futebol europeu com apenas 17 anos; relembre! | LANCE!

Imagem extraída de: https://www.lance.com.br/cruzeiro/agora-dono-do-cruzeiro-ronaldo-foi-vendido-pelo-clube-ao-futebol-europeu-com-apenas-17-anos-relembre.html. Montagem da Foto: Lance, com Crédito da divulgação do Cruzeiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.