– Rei da América de Língua Espanhola?

Puxa, não pensei que isso ocorreria um dia: o tradicional jornal uruguaio El País realiza costumeiramente a premiação dos melhores jogadores que atuam na América do Sul e escolhe o “Rei da América”.

Em 2014, nenhum brasileiro na lista da Seleção da América do Sul!

Que coisa…

O melhor jogador da América foi o colombiano Téo Gutiérrez, atacante do River Plate (em 2011 e 2012, Neymar venceu; em 2013, Ronaldinho Gaúcho).

A Seleção Sulamericana de 2014 foi:

Goleiro:

Marcelo Barovero (River Plate)

Defensores:

Daniel Bocanegra (Atlético Nacional)

Santiago Gentiletti (San Lorenzo/Lazio)

Leonel Vangioni (River Plate)

Meio-campistas:

Carlos Sánchez (River Plate)

Charles Aránguiz (Internacional)

Néstor Ortigoza (San Lorenzo)

Leonardo Pisculichi (River Plate)

Atacantes:

Ignacio Piatti (San Lorenzo /Montreal Impact de Canadá)

Edwin Cardona (Atlético Nacional/Monterrey)

Teófilo Gutiérrez (River Plate)

Treinador:

José Pekerman (Seleção da Colômbia)

Abaixo, os mais votados da escolha do “Rei da América” e o histórico da votação em outros anos (ops, faltou a escolha: e o melhor Árbitro da América do Sul?):

bomba.jpg
bomba.jpg

– Sobra dinheiro para as festas de Reveillon?

A carestia aumenta aos olhos do povo e as Prefeituras estão falidas Brasil afora, mas para fazer festa tem dinheiro em caixa?

Digo isso pois leio: no Rio de Janeiro, “seu Jorge” receberá 700 mil reais para cantar na praia!

Ora bolas: o artista que tem o privilégio de cantarolar em tal evento (seja ele quem for) é quem deveria agradecer a oportunidade.

Tanta grana para um cantor tocar meia dúzia de músicas numa única noite faz pensar: será que não tem gente levando algum?

bomba.jpg

– Parabéns ao Prefeito Bigardi. E atenção a ele próprio!

Sou bem crítico às coisas que cheiram a demagogia e papo-furado. Mas devo ser justo: o prefeito Bigardi anunciou um pacotão interessante ao transporte público de Jundiaí, incentivando o bilhete único, segurando a tarifa aos estudantes e bancando subsídios aos domingos.

Ótimo. Mas falta muita coisa; e se o assunto é transporte, uma delas é: olhar com mais carinho ao trânsito frenético das regiões que crescem desordenadamente.

Um dos exemplos é aqui no Medeiros: se torna inadmissível que sem planejamento viário algum, numa região conhecida por casas de veraneio e sítios, carente de escolas e creche, permitam PRÉDIOS sem respeitar a estrutura do bairro.

Ao mesmo tempo que leva palmas de louvor, vale o puxão de orelha ao prefeito.

Será que as autoridades estão ignorando o que acontece por aqui?

bomba.jpg

– Virtude Derradeira do Ano!

A paciência é uma virtude cristã. Sendo assim, compartilho uma linda oração àqueles que carecem ter paciência (de Santa Teresa D’Ávila) e que nos dias atribulados e de correria em que vivemos, se faz necessária:

Nada te perturbe. Nada te espante. Tudo passa. A paciência tudo alcança.

Nada me perturbe. Nada me amedronte. A quem tem Deus nada falta. Só Deus basta.

Simples e belo, não?

imgres.jpg

– Obrigado pela Convivência!

Amigos, obrigado por suportarem meus convites às práticas esportivas madrugadoras, meus ensejos às meditações religiosas, meus posts dos meus blogs, minhas análises de arbitragem, meus textos acadêmicos, minhas “enchições” de saco, etc, etc e etc.

Prometo: a partir de 2015… TEM MAIS DE TUDO ISSO!

Meus blogs:

“Discutindo Contemporaneidades”: http://professorrafaelporcari.com

“Pergunte ao Árbitro”: http://pergunteaoarbitro.wordpress.com

E no “Bom Dia / Diário de SP”: http://www.redebomdia.com.br/blog/109/rafael-porcari/1

– E se você ganhar na Mega Sena hoje?

Hoje será sorteada a Mega Sena da Virada, o super concurso das Loterias da Caixa com prêmio hiper-mega-blaster milionário.

A chance de acertar é de 1 em 50 milhões. Considerando todos os brasileiros vivos (incluindo as crianças), se todos apostarem uma vez e de maneira diferente, 4 pessoas ganham o prêmio. Como isso não é possível, só resta dizer: é muito difícil acertar!

E o que você faria se levasse a bolada de mais de R$ 200.000.000,00?

mega-sena-virada-2011-2012.gif

Os números de 2014

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2014 deste blog.

Aqui está um resumo:

Um comboio do metrô de Nova Iorque transporta 1.200 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 6.400 vezes em 2014. Se fosse um comboio, eram precisas 5 viagens para que toda gente o visitasse.

Clique aqui para ver o relatório completo

– Não era proposta da oposição?

Quer dizer que a presidente Dilma está mexendo nos direitos previdenciários para garantir economia das contas públicas?

Ué, mas em toda a campanha eleitoral não foi ela quem acusou Aécio de querer promover essas medidas? Acusava-o de querer violar os direitos dos trabalhadores caso fosse eleito e fez o que condenou?

As medidas antipopulares tomadas hoje eram pregadas como crimes contra o cidadão durante a campanha. E agora?

Ridículo… A presidente se mostra demagoga tanto como Luís Inácio e mentirosa. Não deveria ser sabatinada para que respondesse os motivos que a fizeram em tão pouco tempo praticar o que criticava?

Ridículo. E não venha militante encher o saco! Aliás, seja petista ou peessedebista, militante é como torcedor fanático de futebol – ou seja, não merece tanto crédito.

Trabalho desde 7 anos – eu e todos os meus primos. Com carteira assinada, desde os 12. Creio que me aposentarei quando estiver no caixão e recebendo menos que 1 SM, pelo que parece.

Viva o PT de Genoíno, Dirceu e Vaccari!

bomba.jpg

– O que você pedirá para seu time em 2015?

Se você pudesse pedir alguns presentes ao seu time de futebol para 2015, o que seria?

  1. Jogadores consagrados ou jovens promessas?
  2. Títulos mesmo jogando mal ou boas apresentações?
  3. Vitórias a qualquer custo ou fair play em campo?
  4. Cartolas velhacos ou dirigentes éticos?
  5. Treinador caro e experiente ou técnico barato e emergente?
  6. Estádio lotado com ingresso acessível ou arena confortável e custosa?
  7. Torcida organizada cantarolando ou sócio-torcedor mais acomodado?
  8. Galáticos com as finanças sacrificadas ou time barato e contas em dia?

Enfim… o futebol ultimamente ficou chato. Falamos de STJD, tapetão, briga entre torcidas, estádios da Copa superfaturados e outras tantas coisas!

Se fosse pedir alguns presentes para o futebol, sem dúvida minha lista teria como prioridades:

1) Espírito Esportivo – como as pessoas se esqueceram que acima de tudo o futebol é esporte, vale lembrar que perder também faz parte do jogo.

2) Honestidade – e aqui vale a ética, os bons modos e o desejo de disputar sem manipulações ou trambiques.

3) Paz e Conforto – minha filha de 5 anos diz a todos que torce para o seu “Paulistinha do Coração”, em referência ao Paulista de Jundiaí. Ela já assistiu no Estádio Jayme Cintra o Galo Tricolor pela Copa Paulista, pois o movimento nas arquibancadas é mais calmo. Mas confesso: a levar aos jogos da A2 contra os times rivais é irresponsabilidade que não cometerei por um simples motivo: a violência que cega os fanáticos. Além disso, como um pai pode levar sua filha a um banheiro de estádio? Os chamados banheiros-famílias são ilusão no Brasil, só existem em shoppings e o coitado do pai se vê em maus lençóis.

E você, o que pediria para o Ano Novo ao futebol brasileiro?

Caixa_de_Presente.jpg

– Frases de efeito do Papa Francisco

E a Jornada Mundial da Juventude na Cracóvia está se aproximando. Me recordo que aqui no Brasil, quando esteve, o Papa Francisco deu um exemplo de carisma, santidade e humildade em sua passagem pela JMJ-14 RJ (e tantos homens que se fazem arrogantes e se acham tão importantes…).

Talvez nunca eu, particularmente, ouvi tantas frases de efeito quanto as dele e sobre ele. Aqui no Brasil, compartilho 10 delas:

“ 1 – Dinheiro, poder, sucesso e prazer são ídolos passageiros.”

“ 2 – Jovens não devem se acostumar ao mal.”

“ 3 – Traficantes são mercadores da morte. Não se deve liberar drogas para que se aumente o vício.”

“ 4 – Pra onde Jesus nos manda? Não sei, mas não tenham medo”.

“ 5 – O melhor instrumento para evangelizar um jovem é… outro jovem!”

“ 6 – Jesus se une na cruz com quem é perseguido por religião, sexo, raça ou ideologia”.

“ 7 – bota fé que a vida terá novo sabor. Bote fé, bote esperança e bote amor.”

E a melhor delas:

“ 8 – Deixe-se surpreender por Deus”.

Tais palavras de Francisco deveriam ser ouvidas diariamente, como catequese do dia a dia. Sempre com falas objetivas, simples e com uma grande profundidade. Nada de enfadonhas falas de meia hora repetitivas (aliás, exemplo para muitos sacerdotes que se alongam e se tornam cansativos).

Naquele domingo, nós vimos talvez 3 ou 4 milhões de jovens na praia em Copacabana, orando e pedindo um mundo melhor, dispostos a por a mão na massa.

Será que Deus não ouviu? Claro que ouviu e viu.

Por fim, termino com duas opiniões sobre o Papa, dadas por religiosos:

Dom Odílio Scherer:

“ 9 – Francisco não é um nome, mas projeto de vida.”

Padre Zezinho:

“ 10 – O Papa que só tem um pulmão está oxigenando a Igreja e ensinando jovens e anciãos a respirarem melhor a sua fé!”

Que Deus o abençoe, pois parece ser um revolucionário do bem!

url.jpg

– Exame de Consciência no Final de Ano!

Um puxão de orelha necessário! É isso que penso ao ler esse texto escrito pelo Papa Bento XVI, em sua última homilia de Natal:

Estamos completamente repletos de nós mesmos, sem tempo e espaço suficientes para Deus, para as crianças e para os pobres”.

Tem ou não razão? Ótimo para refletirmos nesse final de ano…

imgres.jpg

– Você é Multitasking?

Um mal dos tempos modernos: excesso de tarefas que não nos permite fazer uma coisa por vez. E, por isso, faz várias atividades ao mesmo tempo!

Você sofre disso?

Não é o único… Veja que interessante:

(extraído da Revista Galileu, Ed Outubro/2011, pg 42-45, por Priscilla Santos, Daniela Arrais e Érika Kokay)

FAÇA UMA COISA DE CADA VEZ

Não dá pra ser multitarefa. Muita gente já descobriu isso. Conheça pessoas que conseguiram se concentrar em uma atividade por vez, diminuíram a angústia e ganharam tempo pra curtir a vida

Você começa a escrever um e-mail de trabalho, mas é interrompido pelo toque do celular. Atende à ligação e, quando desliga, vê avisos de mensagens na telinha. Abre uma delas mas, antes mesmo de responder, algum colega chama você para terminar aquela conversa que começaram de manhã… E assim você vai, pulando de uma tarefa para outra. Ao final do dia, o desconforto de ter começado muitas coisas, concluído algumas e produzido bem menos do que gostaria. Vem a angústia de que sobrou muita coisa para o dia seguinte — e pouco tempo para aproveitar a vida.

Esse comportamento, comum no multitasking, estilo dos que desempenham várias tarefas ao mesmo tempo, começa aos poucos a ceder espaço a um estilo oposto: o monotasking. Ou seja: concentrar em uma coisa de cada vez com a intenção de fazer tudo bem feito, de preferência passando algum tempo longe das distrações da internet. “É uma contra-tendência, uma antítese ao excesso de informação e estímulos que vivemos”, diz Linda Stone. Para essa ex-executiva da Apple e Microsoft e uma das maiores estudiosas de atenção humana hoje, estamos deixando a era da Atenção Parcial Contínua (CPA, em inglês), em que prestamos um pouco de atenção a várias coisas o tempo inteiro, para entrar na era do unifoco, em que de fato nos concentraremos nos que estamos fazendo no momento. “Tudo que é escasso se torna valioso. A nova escassez é ter tempo para pensar e se concentrar”, afirma Henry Manson, chefe de pesquisa da agência de tendências de consumo Trendwatching, uma das maiores do mundo. “Vivemos uma aceleração do tempo: tudo tem que ser rápido, imediato. Mas não se pode ter inovação sem períodos de reflexão e preguiça”, diz a filósofa Olgária Matos, professora da USP.

O analista de sistemas Fabiano Morais, 40 anos, de Brasília, é um representante dessa tendência. Fabiano é obrigado a passar horas e horas à frente do computador por conta de seu trabalho — ele desenvolve sistemas para a web. E entende bem o significado da palavra dispersão: “É aquela fissura de saber se alguém te mencionou no Twitter ou fez um post novo no Facebook”. Como empreendia seus próprios projetos e trabalhava de casa, o empresário não sabia mais o que era horário de expediente, final de semana ou feriados. Mas reagiu a essa falta de limites, e criou espaço para folgas e diversão. “Quis comandar o ritmo da minha vida”, diz. Um exemplo: Fabiano passou a fechar o e-mail e sites tentadores enquanto executa uma tarefa. Virou adepto da yoga e de meditação para aumentar seu foco no presente.

Quando percebeu que os resultados eram positivos, acabou criando um projeto próprio em torno do tema: o Moov, um serviço na web que permite compartilhar listas de tarefas, contatos e histórico de relacionamento entre uma equipe. Fabiano coordena ainda 15 pessoas em uma empresa de tecnologia da informação e aplica em grupo os benefícios do que aprendeu. “As noites e finais de semana, agora, se transformaram em tempo livre ao lado da família.”

imgres.jpg

– Presente Encorajador!

Filhota nos emocionando: depois de tantos médicos, escreveu uma cartinha encorajadora!
Nós estávamos desanimados com faringite, asma, gripe e outros inconvenientes. E eis que ela nos escreve:

EU AMO MINHA FAMÍLIA. 
MAS AS VESES NÒS TEMOS PROBLEMAS E RESOUVEMOS JUNTOS. 
EU AMO VOCÊZ, TODA A MINHA FAMÍLIA. 
ACINADO MARINA. 
MAMA E PAPI – EU AMO VOCÊS”

Filha, o pai e a mãe amam muito você, pelo seu carinho e pela sua maravilhosa sensibilidade. E até com as palavrinhas erradas!!!

Caramba, as crianças nos surpreendem!

bomba.jpg