– 5×0? 7×1? A discrepância dos confrontantes nos jogos eliminatórios da Libertadores.

Em qualquer “mata-mata” de torneio importante (estando em fase mais avançada da competição), não são compatíveis resultados tão largos como Palmeiras 5×0 Cerro Porteño, Flamengo 7×1 Tolima ou algo tão elástico, como ocorridos na Libertadores da América. Em tese, seriam jogos mais disputados (mesmo sabendo da qualidade dos clubes mais ricos). Insisto: é 2ª fase eliminatória, não é (ou não seria) um momento de grupos onde você tem equipes de muita diferença técnica, algumas sem historicidade na competição ou limitação financeira.

Será que não se deveria apenas classificar o 1º de cada chave, a fim de melhorar a qualidade?

Sabemos que o torneio tem um desnivelamento técnico grande. Mas na preocupação da “dona Conmebol” em incluir muita gente, vemos situações como a de ontem. Claro, isso não tira o mérito das equipes que golearam.

Em tempo: Rony e Navarro, tem 7 gols. Raphael Veiga, 6 (ambos do Palmeiras). O Corinthians, apenas 5  assustador…

Imagem: Reprodução da Conmebol

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.