– Na vitória do Galo, o que deu certo e o que deu errado? E paciência com os jovens jogadores (incluindo o jovem treinador)…

Já falamos da boa arbitragem de Paulista/SP 2×0 Bragantino/PA ontem (vide em: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2022/01/08/analise-da-arbitragem-de-paulista-sp-2×0-bragantino-clube-pa/).

Vamos abordar a parte técnica e tática?

O treinador Baiano acertou na escalação inicial: colocou Bruno Pará (21) no lugar de Wesley (8), e o time ganhou dinamismo. O atleta entrou com muita vontade, e sua disposição contagiou seus companheiros, como Enzo (7), que jogou mais a vontade, e Matheus Lima (9), muito mais pró-ativo e chamando o jogo. Uma escalação que refletiu nesses outros jogadores, sem dúvida. De tal forma, a zaga ficou mais protegida pois Lucas Morungaba (5) se tornou o volante à frente dos defensores sem ter a obrigação de se sobrecarregar e descer ao ataque. Com isso, Bruninho (10) pode jogar mais despreocupado em marcar ou ajudar a defesa (que, vale destacar, esteve muito segura com Guilherme (3) e Hilário (4)).

  • O que deu certo:

Neste esquema de futebol “coletivo de verdade”, o time correu bastante e conseguiu ter superioridade no domínio de bola. Berguer (6) neutralizava as descidas de seu “quase xará” do Bragantino, o atacante Berg. O centroavante paraense Luíde (9) nada fez, pois a zaga ganhou todas, a não ser um chute a queima-roupa defendido pelo seguro goleiro Gabriel (1). Viana (2) descia com tranquilidade e foi preciso nos cruzamentos. E com a proximidade do meio-campo com o ataque, tivemos um primeiro tempo de excelente futebol do Galo. Talvez os melhores 45 minutos desde o time de Umberto Louzer de 2017.

  • O que deu errado:

No segundo tempo, se elogiamos a escalação de Baiano com a entrada de Bruno Pará no lugar de Wesley, por coerência se faz necessária a observação crítica da “destroca” no segundo tempo. O camisa 21 fez um golaço (levantou a cabeça, viu o goleiro adiantado e chutou para o canto alto), foi fundamental para que o Galo tivesse o controle das ações de ataque e ainda ajudou a marcação. Eu não o substituiria! E com a sua saída, Wesley não teve o mesmo rendimento (sejamos justos: ele jogou um pouco melhor do que o 1o jogo, mas ainda bem aquém do seu substituto). E acabamos voltando ao mesmo problema do confronto com o São Bernardo: perdemos o meio-campo. Para dar “vida nova” ao ataque e tentar corrigir isso, Baiano colocou Cristopher e Léo nos lugares de Klismann e Matheus Lima. Foi uma necessária dupla alteração, mas como o torcedor – que é inteligente – estava descontente com a alteração anterior, vaiou a entrada dos novos atacantes. E esse será um problema que o treinador deve administrar: a animosidade com uma parte da torcida, vista em muitos momentos da partida.

Duas observações finais:

1- Ainda sobre Baiano: assim como muitos atletas, é um treinador iniciante. Vai errar e acertar como muitos jovens da Copinha, pois ninguém nasce “Telê Santana”, “Rubens Minelli” ou “Osvaldo Brandão”. Terá um enorme problema em convencer seus críticos de que trabalha independente da relação com seu filho Matheus Lima (muito bem observado na transmissão da Difusora, pelo Rafael Mainini).

2- Bruninho, extremamente habilidoso e diferenciado, cometeu uma falta totalmente desnecessária no jogo contra o São Bernardo e recebeu Cartão Amarelo (comentamos na oportunidade: atacante não sabe marcar nem costuma fazer falta na defesa, e quando isso ocorre, “erra”). Ontem, recebeu outro Cartão Amarelo no final da partida, também evitável, e permaneceu reclamando. Pelo gestual do árbitro ao bandeira, houve até dúvida de que pelas insistentes reclamações após o Amarelo, recebesse uma segunda advertência e consequentemente o Vermelho. Por sorte, Berguer o afastou. Por esses dois amarelos que não precisava tomar, Bruninho está fora do importante jogo contra o Ceará, onde o Galo depende somente dele.

Por fim: o que ficou do jogo ontem na sensação de todos: ESPERANÇA! O time tem qualidades, pode se superar e não está atrás do time cearense em questão de qualidade. Creio que a chave terminará com o São Bernardo com 7 pontos, o Paulista com 6 (por isso, ambos classificados), o Ceará com 2 e o Bragantino com 1.

É lotar o Jayme Cintra na 3a feira, pessoal! Levar a família e formar novos torcedores!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.