– E os bandeiras levaram um gancho bravo…

Lembram da bobeada dos árbitros brasileiros em Chile x Argentina?

Pois é: receberam 4 meses de gancho da Conmebol pelo desleixo talvez inédito.

Vide o ocorrido aqui: – Chile 1×2 Argentina com bandeirinhas adaptadas por brasileiros! Que circo…

O comunicado de afastamento, abaixo:

 

– Nativos e Imigrantes digitais, mais os mal-educados que se apropriam da Web.

O fenômeno da Internet, quando nasceu, era algo surpreendente para nós, mais velhos. Mas já há uma geração que não se surpreende com as maravilhas e possibilidades da Web: as crianças e os adolescentes, que nasceram com os computadores, tablets e smartphones no seu dia-a-dia. E isso fez com que todas as gerações, etnias, faixas de renda e níveis de comunicação pudessem comunicar entre si, indistintamente.

Porém, há aqueles que fazem o mau uso de tal possibilidade: pessoas mal educadas, trolls, ignorantes sociais e outros atores sociais que perturbam e nada agregam. Conheço gente que se viu obrigada a abandonar Facebook, Twitter, Instagram e outros meios de socialização por trollagem de gente que não aceita opinião de outrem. E nessa linha, Umberto Eco, pensador italiano, disse recentemente:

Redes Sociais deram voz à legião de imbecis

Hum… é pra refletir. Já encontrou gente assim na Internet? Infelizmente, há aqueles que, ao não concordarem com algo, atacam simplesmente por atacar!
bomba.jpg

Imagem recebida pela Web, de autoria desconhecida. Quem puder ajudar a descobrir a autoria, informar para os créditos.

– Pais e Mães quando os filhos crescem…

A paternidade e a maternidade são vocações divinas! Nem todos as têm, mas quem tem essa chance, sabe o quão difícil – mas prazeroso – é.

Pai e mãe devotam sua vida para seus rebentos. Quando crianças, os filhos os têm como heróis imaculados. Quando perdem a pureza da infância, surgem as desconfianças (afinal, na juventude a pessoa passa a não temer os perigos como antes e é natural que se sinta “auto-suficiente na vida”) e os primeiros desencontros emocionais surgem. Disso nasce a contradição de sentimentos. O herói vira vilão, sem muita justificativa – e desvira com o passar dos anos, com a maturidade.

  • Nem sempre os pais e as mães estão preparados para isso. Quanto maior o amor, maior a dor para tal aceitação. Afinal, quem cria, ama e educa, faz tudo para a felicidade dos seus herdeiros.
  • Nem sempre os filhos têm a noção de tudo isso. E é normal que não tenham, afinal, os hormônios estão a mil! Na puberdade, o mundo é cor-de-rosa e tudo o que se diga ao contrário do coração daquele aventureiro ser, passa a ser entendido como portador de inimizade.

É duro. É a vida. É passageiro.

Para que se tenha mais firmeza, paciência e incentivo, vale pensar em Santa Mônica, que ensinou aos católicos que “mães e pais devem se preocupar com a salvação e santificação de seus filhos, cuidando deles e desenvolvendo a vida espiritual”.

Sigamos esse sábio conselho!

Dia de Santa Mônica: Oração para guardar e agradecer | Saúde Bragança  Paulista | G1

Imagem extraída de: https://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/especial-publicitario/santa-casa-braganca-paulista/saude-braganca-paulista/noticia/2020/08/27/dia-de-santa-monica-oracao-para-guardar-e-agradecer.ghtml

– Roberval Davino no Paulista: importante para ambos.

Anos atrás, alguns times eram considerados tradicionais nomes nas elites regionais e importantes agremiações nas divisões menores do Brasileirão: o Paulista FC, por exemplo, que quase subiu à Serie A do Brasileirão, era um desses nomes.

Também treinadores respeitados eram considerados “Reis do Acesso” e Especialistas em Clubes do Interior: Vágner Benazzi, Luis Carlos Martins, o saudoso Ferreirão e Roberval Davino.

Em 2022, tanto o Galo da Japi quanto o respeitado Davino estão “fora dos holofotes nacionais”. Ambos tem muita história e conquistas, e justamente por isso, quem sabe agora que o treinador foi confirmado como treinador do Paulista, a “fome com a vontade de comer” poderá dar certo?

– Roberval (além de ótima pessoa) é um estudioso do futebol (aliás, me recordo de algumas jogadas ensaiadas que ele tinha na série A2 em 2015, na sua segunda passagem em Jundiaí, aproveitando detalhes da Regra do Jogo, mostrando que conhecia e aplicava possíveis benesses desse saber). 

O Paulista é um clube mais do que centenário, com a torcida ansiosa em voltar a lugares melhores do que está hoje.

Diante de tudo isso, fica o desejo de sucesso e a expectativa de um bom trabalho. Entretanto, é inevitável perguntar: Roberval renascerá indicando jogadores? Trabalhará com o que se tem em Jayme Cintra? Clube e técnico buscarão parceiros para reforçar a equipe? Como se dará?

Torço muito para que dê certo.

Técnico Roberval Davino | Independente 1x0 Paulista - 1ª rod… | Flickr

Imagem extraída de: https://www.flickr.com/photos/128179553@N04/16497779755/

– Quem nasceu em 1900 e sobreviveu, foi um vitorioso. E você, mais jovem, será?

Roda um texto nas Redes Sociais interessantíssimo sobre enfrentamentos de calamidades do século XX e sobrevivência dos nossos antepassados.

Vale a pena a leitura atenta e compare com a nossa comodidade:

Imagine por um momento que você teria nascido em 1900.
Quando você tem 14 anos, começa a Primeira Guerra Mundial e termina quando você tem 18 com um saldo de 22 milhões de mortos.
Logo depois aparece uma pandemia mundial, a gripe espanhola, matando 50 milhões de pessoas. E você está vivo e com 20 anos.
Quando você tem 29 anos sobrevive à crise econômica mundial que começou com o desmoronamento da Bolsa de Nova York, causando inflação, desemprego e fome.
Quando você tem 33 anos, os Nazistas chegam ao poder.
Quando você tem 39 anos começa a Segunda Guerra Mundial e termina quando você tem 45 anos com um saldo de 60 milhões de mortos. No Holocausto morrem 6 milhões de judeus.
Quando você tem 52 anos começa a guerra da Coreia.
Quando você tem 64 anos começa a guerra do Vietnã e termina quando tem 75 anos.
Uma criança que nasce em 1985 pensa que os seus avós não fazem ideia do quão difícil a vida é, mas eles sobreviveram a várias guerras e catástrofes.
Hoje encontramo-nos com todas as comodidades num mundo novo, no meio de uma nova pandemia.
A gente reclama porque por várias semanas devem ficar confinados em suas casas, com eletricidade, celular, comida; alguns até com água quente e um telhado seguro sobre suas cabeças. Nada disso existia em outros tempos. Mas a humanidade sobreviveu a essas circunstâncias e nunca perdeu a alegria de viver.
Hoje queixamo-nos porque temos que usar máscaras para entrar nos supermercados…
Uma pequena mudança na nossa perspectiva pode gerar milagres. Vamos agradecer (você e eu) que estamos vivos e vamos fazer tudo o que é necessário para nos proteger e nos ajudar uns aos outros.

(Texto de Autor Desconhecido, com alterações deste blog).

Imagem extraída de: http://adriankawuba.com/services/

– Homens e Mulheres devem sempre ter idêntica remuneração.

Neste repost de Escola feminista, (extraído de: https://escolafeministacom.wordpress.com/2021/04/21/146/), uma discussão pertinente: como pode ainda existir diferença salarial entre homem e mulher nos cargos de trabalho de idêntica natureza?

Abaixo:

SALÁRIO IGUAL PARA TRABALHO IGUAL

Aqui no Brasil, o artigo sétimo, inciso trinta de nossa Constituição Federal de 1988 garante uma das mais antigas e principais reivindicações feministas: os salários iguais para homens e mulheres. O dito inciso proíbe diferenciação de salários, funções e critério de admissão em todos os trabalhos por motivo de discriminação de sexo.

Dra. Bertha Lutz, advogada e cientista brasileira, foi sufragista, líder da Federação Brasileira pelo Progresso Feminino, organizadora do Primeiro Congresso Internacional Feminista (Rio de Janeiro, 1922) e representante do Brasil no Ano Internacional da Mulher (Cidade do México, 1975). Graças a feministas como ela, desde a década de 1930 foram conquistados vários direitos na legislação – um dos mais fundamentais foi o princípio de salário igual para trabalho igual.

Apesar disso, como em todo o mundo, no Brasil há diferença entre o salário masculino (maior) e o feminino (menor), exceto no ambiente do funcionalismo público. As empresas discriminam, prejudicam as mulheres e não respeitam a lei magna, pagando-lhes salários inferiores e demitindo-as ou não as contratando por motivo de seu sexo.

Por isso, é necessário que o Estado reprima tanta injustiça, discriminação e preconceito: deve haver sanções para empresas machistas, que retiram da mulher a dignidade que ela lutou para conquistar. Essa proposta está presente no projeto de lei da Câmara número 130 de 2011 (PLC 130/2011), que impõe multa para empresas discriminadoras, multa essa que será recebida pela mulher trabalhadora como compensação financeira pelo prejuízo sofrido. O Senado aprovou o projeto e o re-enviou à Câmara dos Deputados, que em seu site está fazendo uma enquete para saber quantas pessoas apoiam o projeto de lei. Pedimos a todas as pessoas: participem! Sejam uma voz a favor da mulher e do direito de salário igual para trabalho igual.

Depois que a Câmara aprovar o PLC 130/2011, resta conquistar a sanção presidencial. Pedimos a quem está lendo este texto que, quando chegar o momento, peçam ao Presidente Bolsonaro por carta, e-mail, redes sociais ou outro meio que sancione a lei e garanta justiça para as mulheres. Pedimos às pessoas feministas (brasileiras e de outros países): vamos nos unir em prol da mulher, pois a revolução feminista é um lindo e promissor ideal.

Acima, foto do Primeiro Congresso Internacional Feminista, no Automóvel Club, Rio de Janeiro, 1922.

– No lago.

🌄🇺🇸 An extremely beautiful sunset in Bragança Paulista, interior of Brazil. Cheer the nature! / 🇧🇷 Um entardecer extremamente bonito em Bragança Paulista, interior do Brasil. Viva a natureza!

(Aqui: lago do Taboão), 17h00.

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#entardecer #sunset #sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #landscapes #inspiração #mobgrafia #XôStress #nuvens #clouds #lago #lake

– Chile 1×2 Argentina com bandeirinhas adaptadas por brasileiros! Que circo…

A informação vem do jornal Extra (que é do grupo Globo), por Fernando Moreira: os auxiliares brasileiros de Chile x Argentina esquecem as bandeirinhas no hotel e improvisaram na partida, usando coletes luminosos e tubos de plástico!

O árbitro foi Anderson Daronco, com Fabricio Vilarinho e Rodrigo Figueiredo como seus assistentes…

Que fase, Arbitragem do Brasil!

Extraído de: https://extra.globo.com/noticias/page-not-found/auxiliares-brasileiros-de-chile-argentina-esquecem-bandeirinhas-em-hotel-improvisam-na-partida-25371008.html

CADÊ?

Auxiliar brasileiro de Chile x Argentina improvisa em campo: bandeirinha com colete fluorescente preso a tubo de plástico
Auxiliar brasileiro de Chile x Argentina improvisa em campo: bandeirinha com colete fluorescente preso a tubo de plástico Foto: Reprodução/Twitter

Os auxiliares brasileiro Fabricio Vilarinho e Rodrigo Figueiredo, auxiliares do árbitro Anderson Daronco na partida entre Chile e Argentina, na noite de quinta-feira (27/1), em Calama (Chile), esqueceram as bandeirinhas no hotel em que estavam hospedados.

Auxiliar brasileiro de Chile x Argentina improvisa em campo: bandeirinha com colete fluorescente preso a tubo de plástico
Auxiliar brasileiro de Chile x Argentina improvisa em campo: bandeirinha com colete fluorescente preso a tubo de plástico Foto: Reprodução/Twitter

A solução foi improvisar, assim que perceberam a falta do material (sem tempo para voltar ao hotel), no estádio Zorros del Desierto. Os auxiliares usaram coletes fluorescentes presos tubos de plástico para fazer as marcações do jogo, válido pelas Eliminatórias da América do Sul para a Copa do Qatar, contou a emissora argentina TyC. Mais perto do fim da partida, os bandeirinhas receberam o equipamento adequado.

Imagens da improvisação viralizaram nas redes sociais. “É o futebol na América do Sul”, lamentou um intenauta. Já outro se divertiu: “Tenho que amar as Eliminatórias sul-americanas”.

A partida foi vencida pelos argentinos, já classificados para o Mundial (como os brasileiros), por 2 a 1.

– Como identificar um ótimo professor?

O artigo de Gustavo Ioscpe na Revista Veja (Ed 13/02/2013) é uma das boas coisas que mentes brilhantes criam. Independente se você for professor ou aluno, tenho certeza que gostará:

COMO IDENTIFICAR UM BOM PROFESSOR

Vou fazer uma pergunta fácil: você teve algum Professor especial, que fez diferença na sua vida? Se você passou mais de dez anos estudando, aposto que não apenas a resposta foi positiva, como imediatamente lhe veio à mente aquele(a) Professor(a). Agora, uma pergunta mais difícil: você poderia descrever as qualidades desse Professor especial, de forma que seus atributos pudessem ser copiados por todos os outros Professores em atividade?

Uma série de estudos demonstra que um bom Professor exerce influência substancial sobre seus Alunos, não apenas durante o período Escolar mas por toda a vida. Boa Educação melhora a saúde, diminui a criminalidade e aumenta o salário. Eric Hanushek, pesquisador de Stanford, calcula que um Professor que esteja entre os 25% do topo da categoria e que tenha uma turma de trinta Alunos gera, a cada ano, um aumento na massa salarial desses Alunos de quase 500 000 dólares ao longo da vida deles. O problema é que, mesmo que todos saibam intuitivamente quem é um bom Professor, ainda não conseguimos explicar e decompor o seu comportamento de forma que seja possível identificar os
bons profissionais, promovê-los e reproduzir a sua atuação. Os estudos estatísticos, que se valem de dados facilmente quantificáveis, nos trazem alguns bons indícios — por exemplo, a experiência do Professor só importa nos dois a cinco primeiros anos de carreira; Professores que faltam às aulas têm Alunos que aprendem menos; Professores que obtiveram notas melhores em testes padronizados, estudaram em universidades mais competitivas e têm mais habilidade verbal exercem impacto positivo sobre o aprendizado dos Alunos; quanto mais sindicalizados os Professores, mais eles faltam e mais insatisfeitos estão com a carreira; e Professores com expectativas mais altas para seus Alunos também obtêm resultados superiores. Essas são todas variáveis “de fora”; estudos mais recentes começam a entrar na Escola e na sala de aula e tentam explicar os componentes de um bom Professor.

Um estudo lançado em janeiro representa um grande passo à frente (esse e todos os outros estudos citados aqui estão em http://www.twitter.com/gios-chpe). Patrocinado pela fundação Bill & Melinda Gates, ele conseguiu criar um “mapa da mina” para a identificação de bons Professores, depois de acompanhar milhares de Professores e Alunos em sete distritos Escolares americanos (incluindo Nova York, Dallas e Denver) ao longo de três anos. Normalmente, só cito neste espaço estudos publicados em revistas acadêmicas ou simpósios, que são revisados e criticados por outros acadêmicos, porque é pequena a probabilidade de uma fundação privada reconhecer em um relatório que, “depois de três anos de esforços e milhões de dólares gastos, não encontramos nada de relevante”. Nesse caso, porém, creio que a exceção é justificada, não apenas por se tratar de uma fundação séria, que chamou pesquisadores renomados para o trabalho, mas também por seu design inovador.

Em 2009-2010, o estudo tentou criar instrumentos que identificassem Professores competentes. Chegou a um menu de três itens: observação de Professores em sala de aula, questionários preenchidos pelos Alunos e ganhos dos Alunos em testes padronizados, ou seja, quanto os Alunos daquele determinado Professor ganhavam em aprendizado de um ano a outro nesses testes (equivalentes ao nosso Enem ou Prova Brasil). Fez-se um trabalho cuidadoso para estabelecer quem deveria observar os Professores, quantas vezes e olhando para quais dimensões; como inquirir os Alunos; e no quesito valor agregado, teve-se a precaução de controlar uma série de variáveis dos Alunos (status social, situação familiar etc.) para que se pudesse isolar a qualidade do Professor, não do Aluno.

Mesmo com todos esses cuidados, ainda há muito que não sabemos nem controlamos que pode interferir nos resultados. Pode ser que os melhores Alunos procurem os melhores Professores, ou que os melhores Professores escolham dar aulas para turmas ou séries melhores, e aí o que pareceria o impacto do Professor seria uma complexa interação entre Professores e Alunos que inviabilizaria qualquer análise. (Seria como examinar a eficácia de um médico julgando apenas a taxa de cura dos seus pacientes. Se os casos mais complicados procuram os melhores médicos, ou se os melhores médicos procuram os pacientes mais intratáveis, é provável que os melhores médicos e os piores tenham pacientes com expectativa de vida similar, apesar de terem competências radicalmente distintas.) A fundação então conseguiu fazer o que se faz nas ciências exatas para isolar o efeito de uma variável: no ano seguinte, distribuiu os Professores aleatoriamente. A turma a que cada um ensinaria foi totalmente determinada por sorteio. Mais de 1 000 Professores, atendendo mais de 60 000 Alunos, participaram. E os resultados são fascinantes.

Em primeiro lugar, a performance esperada dos Professores ficou muito próxima da performance real (ambas medidas pelo aprendizado de seus Alunos). Ou seja, os Professores identificados como bons através das observações de seus pares, questionários de Alunos e valor agregado em anos anteriores continuaram, grosso modo, sendo bons Professores ensinando a turmas aleatoriamente escolhidas.

Em segundo lugar, foi possível sofisticar o modelo. Testaram-se quatro variações das ferramentas de avaliação dos Professores, e notou-se que uma das melhores combinações era aquela que dava peso igual (33% a cada um) aos três componentes (performance em teste, observação e questionário de Alunos). Quando alguns Professores reclamam que é reducionismo avaliá-los somente pela performance de seus Alunos em testes, aparentemente têm razão: é melhor adicionar essas duas outras variáveis. Também se testaram vários modelos diferentes de observação Docente, desde aquele em que o Professor é avaliado por seu diretor até versões mais complexas. Os modelos mais confiáveis se mostraram aqueles em que o Professor foi avaliado por pelo menos quatro observadores, em aulas diferentes, sendo dois deles pessoas da administração da Escola (é importante que seja mais de uma para evitar a influência de conflitos/preferências pessoais) e dois, outros Professores, treinados para a tarefa.

Nenhum estudo é definitivo, muito menos um feito por uma fundação, e nada garante que os mesmos achados serão encontrados no Brasil, ainda que normalmente o que apareça nos Estados Unidos também se verifique aqui. Mas, ante o modelo atual, obviamente fracassado, em que o Professor é contratado por concurso no início da carreira e depois fica esquecido em sua sala de aula, fazendo o que bem entender e sendo promovido por nível de estudo e experiência, o horizonte descortinado por essa pesquisa é bem mais promissor. Precisamos encontrar e premiar os bons Professores. E ter ferramentas objetivas e mensuráveis para tirar os maus profissionais da sala de aula. Sem isso, dificilmente sairemos dessa pasmaceira.

Comportamento humano professor lousa aprender fonte, nuvem de giz, ângulo,  apresentação, professor png | PNGWing

Imagem extraída de: https://www.pngwing.com/pt/free-png-ipzdk

– Dia de São Tomás de Aquino.

Hoje é dia de um grande santo e filósofo: São Tomás de Aquino.

É dele a idéia de que: 

O homem é corpo e alma inteligente, incorpórea (ou imaterial), e se encontra, no universo, entre os anjos e os animais. Princípio vital, a alma é o ato do corpo organizado que tem a vida em potência.

Extraído do Uol Biografias, abaixo:

ORAÇÃO DE SÃO TOMÁS DE AQUINO

Criador inefável,
Tu que és a fonte verdadeira da luz e da ciência,
derrama sobre as trevas da minha inteligência um raio da tua claridade.

Dá-me inteligência para compreender,
memória para reter,
facilidade para aprender,
sutileza para interpretar,
e graça abundante para falar.

Meu Deus,
semeia em mim a semente da tua bondade.
Faz-me pobre sem ser miserável,
humilde sem fingimento,
alegre sem superficialidade,
sincero sem hipocrisia;
que faça o bem sem presunção,
que corrija o próximo sem arrogância,
que admita a sua correção sem soberba,
que a minha palavra e a minha vida sejam coerentes.

Concede-me, Verdade das verdades,
inteligência para conhecer-te,
diligência para te procurar,
sabedoria para te encontrar,
uma boa conduta para te agradar,
confiança para esperar em ti,
constância para fazer a tua vontade.

Orienta, meu Deus, a minha vida,
concede-me saber o que tu pedes
e ajuda-me a realizá-lo,
para o meu próprio bem
e de todos os meus irmãos.
Amém.

bomba.jpg

Imagem extraída da Internet.

– Choverá?

Quase Meio-Dia e o céu está carrancudo. Teremos água daqui a pouco?

Horizonte, apesar de tudo, muito bonito.

Viva a natureza e a sua beleza.

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #landscapes #inspiração #mobgrafia #XôStress #nuvens #clouds

– As 6 situações discutíveis da arbitragem de Wilmar Roldán em Equador 1×1 Brasil.

A última boa partida que vi Wilmar Roldán apitando foi Palmeiras x São Paulo pela Libertadores da América. Com atuações irregulares, algumas boas e outras ruins, tem um histórico de lambanças (algumas delas aqui: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2021/08/15/o-que-esperar-de-wilmar-roldan-para-palmeiras-x-sao-paulo-no-jogo-de-volta-da-libertadores/). E foi protagonista nesta 5a feira no Equador 1×1 Brasil pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Vamos aos lances?

1) 13 minutos: o goleiro Domínguez (ECU) salta e acerta com a sola da chuteira na cabeça do atacante Matheus Cunha (BRA). Pelo fato do local em que o brasileiro foi atingido (pescoço) estar fora da área, é falta (independente do pé estar ou não dentro da área penal). Mas o juiz não expulsa o equatoriano até o chamado do VAR.
Por que Roldán errou?
Porque ele estava encoberto. Repare na imagem desse lance (ela é perfeita e didática): há um equatoriano à direita (na frente do bandeira), outro à esquerda (na frente do juiz) e aí vem o goleiro. Roldán apitou sem saber a gravidade do que aconteceu. Somente as câmeras do VAR poderiam mostrar o que houve.
Errou o árbitro em um primeiro momento; acertou no fato da primeira atitude ter sido o atendimento do jogador atingido; por fim, foi correto em ir à cabine do VAR. Ou seja: o árbitro de vídeo (que provavelmente já tinha dito a ele que era lance para Cartão Vermelho antes de ver as imagens no monitor) salvou Roldán.

2) 19 minutos: Emerson Royal (BRA) já tinha recebido corretamente Cartão Amarelo por ter deixado o braço em Moisés Caicedo (ECU), a 1 minuto de jogo (as novas orientações da FIFA, desde 2020, obrigam a arbitragem a ser rigorosa com lances desse tipo, sendo Cartão Vermelho se a intensidade for maior e atingir a cabeça com mão, braço ou cotovelo). Na segunda falta cometida pelo lateral (uma dividida por ação temerária em Estrada) outro Amarelo corretamente aplicado. Portanto, expulsão justa, acertou o árbitro.

3) 25 minutos: a 1a Expulsão e “Desexpulsão”, num grande equívoco: Roldán estava longe da jogada, e ao ver o pé do goleiro Alisson (BRA) atingindo Enner Valência (ECU), aplica o Vermelho. Seis minutos depois, devido à verificação com o VAR e muita discussão, retira o Cartão.
Neste lance, Alisson, estando em uma distância considerada segura, dá um chutão para frente. Valência vê que o goleiro ganha a jogada (repare também nessa imagem) e já vai virando a cabeça para minimizar o choque com a perna que já está em queda (é o chamado “lance vencido”). Quando há o contato, não é falta, mas sim casualidade (Valência não conseguiria mais disputar a bola, estava em velocidade e não frearia a tempo de evitar o encontrão no goleiro. Erro crasso do juiz, novamente corrigido pelo VAR.

4) Intervalo: Os acréscimos de um jogo existem para recuperar o tempo gasto com atendimento médico, substituições diversas e tempo perdido com as conversas / discussões junto ao VAR. Nos lances dos Cartões Vermelhos de Dominguez e Emerson Royal, além da confusão com Alisson, somei em meu modesto relógio 16 minutos de paralisação (repito: somente nestas 3 situações). Portanto, errou o árbitro ao dar 9 minutos de acréscimo.

5) 54 minutos: Estupiñán (ECU) dribla Daniel Alves (BRA) e quando vai passar por Raphinha (BRA) adianta a bola e simula ter sofrido pênalti. Roldán, estando atrás da jogada, imagina que o equatoriano realmente foi travado pelo brasileiro (já que por trás existe essa impressão). Pela imagem da frente, é claro que Raphinha não toca em seu adversário. Viva o VAR, que corrige equívocos como este: o de um pênalti mal marcado e com a sua ajuda, desmarcado.

6) 92 minutos: Preciado (ECU) vai disputar a bola com o goleiro Alisson (BRA), que a atinge de maneira legal, sem infração contra o adversário (o contato físico posterior é normal, por consequência do lance). Não dá para entender um erro tão infantil do árbitro como esse (já que ele tem muita experiência). De novo expulsou Alisson, que novamente foi salvo pelo VAR e “desexpulso”.

O VAR Leodán González acertou em tudo: lembrando que ele foi o mesmo árbitro que apitou muito bem River Plate 0x3 Palmeiras pela Libertadores; mas, recordando também que ele foi muito mal em Palmeiras 1x 2 Defensor Y Justicia pela Recopa Sulamericana.

Curiosidade: Na Copa de 2018, Roldan apitou Tunisia x Inglaterra e desprezou o uso do VAR. Por tal motivo, foi retirado do Mundial após sua atuação. No ano seguinte, em Bucaramanga, pelo Campeonato Colombiano, anulou um gol e foi consultar o VAR... só que neste torneio não tinha o VAR! Olhe que loucura: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2019/04/10/wilmar-roldan-pagando-micoem-bucaramanga-2×1-santa-fe/

Teria sido trauma de árbitro de vídeo desde a Rússia?

Extraído de: www.trivela.com.br(Rodrigo Buendia-Pool/Getty Images/One Football)

– Nossa apaixonante flor!

De dias atrás, para embelezar nossa tela:

Não pude deixar de publicar: e a nossa foto da roseira champanhe, que maravilhosamente desabrochou hoje?

Pura inspiração…

Jardinagem é nosso hobby (e fotografia também).

bomba.jpg

– Bom dia, 6a feira (post 4 de 4).

🌅 07 – Desperte, Bragança Paulista, à espera de chuva. Ela virá?

Que a sexta-feira possa valer a pena!

(E há de valer, creiamos nisso).

🍃🙌🏻 📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#clouds #nuvens #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy

– Bom dia, 6a feira (post 3 de 4).

🌺 Fim de cooper! Valeu o treino (além do esforço).

Estou suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da natureza. Hoje, com essas delicadas plantas: roseiras brancas!

Curta flores! Elas nos desestressam e aliviam a mente.

🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

– Bom dia, 6a feira (post 2 de 4).

🙏🏻 Enquanto vou correndo, fico meditando e faço uma prece:

– Ó Virgem Maria, Mãe de Deus, rogai por nós que recorremos a vós. Hoje, em especial, pelos que não sonham mais. Amém.

Reze, e se o que você pediu for para seu bem, Deus atenderá.

⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

– Bom dia, 6a feira (post 1 de 4).

👊🏻 Olá amigos! Tudo bem? Ainda com sono, mas bem, disposto.

Por aqui, tudo pronto para suar mais uma vez em busca de saúde. S’imbora correr a fim de produzir e curtir a tão necessária endorfina (controlando o cortisol)?

Pratique esportes. Sempre!

🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #training #Adidas #Mizuno #corrida #sport #esporte #running