– Finished.

Ufa! Terminando “o turno do dia”, com uma ótima aula sobre vendas e marketing.

Pegando a estrada, retornando à base, parando somente para uma água e uma “lavada de rosto”…

Até amanhã! Celular e volante não combinam!

– O esforço é realmente visto ou somente as conquistas?

Essa figura retrata uma grande verdade traduzida naquele velho ditado popular: “você vê as ‘pingas que eu tomo’, mas não os ‘tombos que eu levo'”, em referência ao esforço realizado para conquistar alguma vitória.

Mas e quem se importa com isso?

O que vale, mesmo se o objetivo não for alcançado, que seu suor foi realizado e que você tem valor, pois batalhou!

Não se importe com o pensamento alheio.

– Crepúsculo.

Crepúsculo campineiro!

Olhe aí o céu em Campinas, às 18h30. Que cores, amigos!

Imagem

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#landscapes #paisagem #inspiration #fotografia #nature #inspiração #sunset

– Quando as Redes Sociais cansam!

Já reparou como tem gente que escreve de maneira violenta, arrogante ou odiosa nas redes sociais? Ou que publica uma vida inexistente de beleza e felicidade?

Pra quê?

Muitos ofendem o próximo com palavrões via Twitter, coisa que pessoalmente não fariam. Outros usam do Facebook para destilar veneno por X ou Y (na política isso acontece demais). No Instagram, um mundo de belas paisagens, sorrisos e outras coisas que encantam – quando, vez ou outra, surge um idiota ameaçando você de qualquer coisa que nunca se imaginou!

Novamente: pra quê?

Parece que nesse âmbito, as Redes Sociais tornaram-se a arquibancada do século XXI, onde se permite e se pode tudo! Pensa-se que é terra de ninguém, maltrata-se por qualquer coisa, se difama por bobagem e desrespeita-se a opinião alheia.

Uma derradeira vez: pra quê?

Por muitas vezes, as Redes Sociais se tornam Antissociais, nos levando a pensar: por quê estamos inseridos nelas?

E você: por quê está? Precisa mesmo delas?

Conheço muita gente que está fora e não sente necessidade de estar. Muitas vezes, penso: vale a pena abandoná-las… mas aí você repensa sobre os contatos que tem, as atividades profissionais que possam ser exercidas através delas e pela comodidade / diversão de estar nesse mundo virtual. E desiste de sair!

Enfim: use com moderação, sem deixar que se torne um vício. Não as faça como algo obrigatório, desconfie das publicações que ali existam e cuidado com suas postagens, pois, afinal, dependendo do teor, haters podem surgir. E aí você se cansará delas.

Resultado de imagem para Redes Antissociais

– Bye, bye, sol.

E vai entardecendo… o sol já vai se pondo e o dia vai acabando…

Vai mesmo?

Ops: hoje a minha labuta terminará bem tarde!

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#entardecer #sunset #sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #mobgrafia #XôStress

Continuar lendo

– Febraban contra Nubank?

Que os bancos digitais estão na moda e são um sucesso, não há o que discutir. Mas ao ler essa publicação da Febraban, não dá impressão que é um pouquinho de chororô?

Veja só, extraído de: https://www.istoedinheiro.com.br/febraban-viraliza-com-publicacao-contra-nubank-entenda-o-caso/

FEBRABAN VIRALIZA COM PUBLICAÇÃO CONTRA NUBANK

A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) fez uma publicação em suas contas nas redes sociais com críticas às fintechs. Entre as empresas citadas pela entidade estão o Nubank e a Zetta, associação fundada pelo Nubank, Mercado Pago e Google no início do ano.

A publicação questionava o posicionamento das fintechs em relação ao pagamento de impostos e obrigações trabalhistas. Além disso, a Febraban pontuou que as taxas do Nubank são mais altas que as dos bancos tradicionais.

O post repercutiu bem entre os executivos das grandes instituições financeiras do país. A publicação no LinkedIn conta com 517 reações, entre elas curtidas dadas por economistas do Itaú, Santander, Bradesco e XP.

Confira a sequência de posts no Twitter, a seguir:

Nubank atualiza marca oito anos após fundação - Época Negócios | Empresa

– Vale a pena investir em Educação.

Que ótima iniciativa da Prefeitura de Bragança Paulista! As crianças de 4 anos receberam livros infantis para montarem as suas “primeiras bibliotecas”.

Material didático e de ótima qualidade

Por mais iniciativas assim Brasil afora…

📚 #educação #ensino #infância

– Veja fotos de 15 animais que foram extintos nos últimos 250 anos

Em tempos de preocupação com o meio-ambiente, vale a pena ler essa matéria para maior conscientização: animais extintos nos últimos 250 anos!

Veja fotos de 15 animais que foram extintos nos últimos 250 anos

(Blog de: https://vivimetaliun.wordpress.com)

— Leitura obrigatória em: vivimetaliun.wordpress.com/2019/09/19/veja-fotos-de-15-animais-que-foram-extintos-nos-ultimos-250-anos/

AnimaisExtintos62

– Socorrendo-se à Mãe Maria!

Gostei demais dessa imagem mariana. Repare no simbolismo: o manto da Padroeira, a coroa da Realeza, estrelas em forma da Cruz de Nosso Senhor no infinito, o Imaculado Coração e as crianças e anjos representando a Pureza e confiança na maternidade divina.

Em nossas dificuldades, procuramos sempre ajuda. Um colo de mãe muitas vezes ajuda, e a Virgem Mariaque não é deusa e nem adorada pelos seus filhos católicos, mas sim amada e venerada por ser a Mãe de Jesus, Serva do Pai e Esposa do Espírito Santoestá pronta para interceder por nós a seu Filho Amado.

Em nossas angústias, socorremo-nos à Nossa Senhora, sem ter vergonha de ficar embaixo da barra de sua saia (como na imagem abaixo).

  • Rogai por nós, ó Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém.

– Palmeiras 0x0 Atlético Mineiro: que joguinho indigno!

Era uma semifinal de Libertadores da América? Mas que jogo feio fizeram Verdão e Galo…

Há quem teorize que: se reconhecendo inferior como equipe dentro de campo, o Palmeiras usou a estratégia de retranca montada pelo seu treinador, Abel Ferreira, a fim de jogar pelo contra-ataque em Minas Gerais. Ou seja: “não tomo gol em casa, e jogo a responsabilidade para o adversário na próxima partida”.

Aí me vem a lembrança de Vanderlei Luxemburgo, quando dizia que “o medo de perder tira a vontade de ganhar”. Não é por aí mesmo?

Enfim: não teve torcida em São Paulo, e seria magnífico desportivamente falando que o Atlético Mineiro não vendesse ingressos em Belo Horizonte…

Em tempo: já pensou se tivéssemos público no Allianz, pagando uma nota pela entrada e assistindo uma partida desse nível?

Palmeiras x Atlético-MG: como assistir o Brasileirão Sub-20 AO VIVO TV

– Dia da Banana?

Quem é atleta DEVE comer banana (mas a nanica) pelo fato de ser fonte natural de potássio (e ajuda a evitar cãibras).

Recebo agora algo que não sabia: hoje é o DIA DA BANANA (22/09)!

Uai, quem e porquê inventaram uma data para a fruta? Logo teremos o dia da maçã, da melancia, da lima da Pérsia…

Falando sério: a banana nanica é uma fruta com potencial risco de extinção. Motivos abaixo, extraído de: http://g1.globo.com/natureza/noticia/2016/01/bananas-correm-risco-de-extincao.html

BANANAS CORREM RISCO DE EXTINÇÃO

A banana é a fruta mais popular do mundo. E além dos seus predicados gastronômicos, ela já foi usada tanto para designar governos corruptos em países tropicais – as Repúblicas das Bananas – quanto para sinalizar algum comportamento estranho – no inglês “going bananas”. Também tem se mostrado útil a atletas, como repositora de nutrientes. Quem não lembra do tenista Gustavo Kuerten comendo bananas no intervalos de jogos?

Atualmente, mais de 100 milhões de bananas são consumidas anualmente no planeta.

Mas agora o mundo enfrenta uma nova ameaça que pode provocar, segundo especialistas, a extinção da variedade mais comum da banana, a Cavendish (no Brasil, banana d’água e/ou nanica). E talvez da fruta em todas as suas espécies.

Tal possibilidade tem a ver com uma propriedade rural no condado de Derbyshire, Inglaterra. Ali, há 180 anos, foi desenvolvida a variação da fruta que se tornaria a mais consumida no mundo.

‘Planta exótica’
O jardineiro da propriedade de Chatsworth, Joseph Paxton, recebeu, em 1830, um cacho de bananas importadas das Ilhas Maurício. Paxton havia visto bananas em um papel de paredes de um dos 175 quartos da propriedade. Na esperança de cultivar o fruto, o jardineiro plantou o que seria a primeira bananeira daquela propriedade.

“Paxton sempre esteve atento a novas plantas exóticas e era bem relacionado, o que lhe permitiu saber que bananas haviam chegado à Inglaterra”, comenta o atual jardineiro-chefe da propriedade, Steve Porter.

Em novembro de 1835 a bananeira de Paxton finalmente deu frutos. Mais de 100, o que rendeu ao jardineiro a medalha durante a exposição da Sociedade Horticultural britânica.

A banana acabou batizada pelos empregados da propriedade de Cavendishii, já que Cavendish era o nome de família dos donos do local, a duquesa e o duque de Devonshire.

“Naquela época, era muito interessante para uma família inglesa plantar bananas e servir a fruta a seus visitantes”, diz Porter. “E ainda é”, comenta.

Missionários acabaram levando as bananas Cavendish para o Pacífico e Ilhas Canárias. Com a epidemia da Doença do Panamá, que dizimou as plantações de outros tipos de bananas a partir de 1950, mas não afetou a Cavendish, esta variação da fruta passou a ser a preferida de agricultores mundo afora.

A Cavendish era imune ao fungo assassino. E acabou sendo o tipo-exportação. A fruta rendeu, em 2014, US$ 11 bilhões em exportações da fruta, sendo o Equador o principal vendedor. O Brasil é o sexto maior produtor, com mais de 7 milhões de toneladas produzidas, mas consome quase toda a banana que produz.

O problema é que, enquanto produtores aperfeiçoavam a banana Cavendish, encontrada em supermercados do Ocidente quase sempre com o mesmo tamanho e sem manchas, o fungo da Doença do Panamá também evoluiu. E, agora, ameaça seriamente as Cavendish.

O novo fungo é ainda mais poderoso do que o que atacou o tipo mais popular de banana antes dos anos 50, a Gros Michel, e agora afeta plantações em diversos lugares no mundo. Mais de 10 mil hectares de plantações foram destruídos.

Como o todas as Cavendish produzidas atualmente são clones daquela plantada pelo jardineiro Joseph Paxton há quase dois séculos, se uma for atingida, as demais também serão.

Perigo
O fungo foi redescoberto em 1992, no Panamá, e detectado desde então na China, Indonésia, Malasia e Filipinas. E, de acordo com a Panama Disease.org, – entidade formada por pesquisadores holandeses para alertar sobre o perigo da doença- afetará logo, e em larga escala, plantações da América do Sul e África.

“O problema é que não temos outra variação da banana que seja imune à doença e que possa substituir a Cavendish”, diz Gert Kema, especialista e produção da planta na Wageningen University and Research Centre, na Holanda, e um dos membros do Panama Didease.org.

Pesquisadores trabalham com duas linhas de ação para salvar a banana. Primeiro, conter o avanço da doença através de campanhas.

Mas é mais fácil falar do que fazer, alerta Alistair Smith, coordenador internacional da organização Banana Link, que reúne cooperativas de agricultores ao redor do mundo.

“É mais ou menos possível conter (o fungo) com medidas severas, mas isso não significa que a doença não será transmitida”, diz.

Temos tecnologias mais avançadas agora do que tínhamos quando perdemos a Gros Michel”, complementa Kema. “Podemos detectar e rastrear o fungo muito melhor do que antes, mas o problema persiste, pelo fato de que a Cavendish é muito vulnerável à doença”.

Outra banana
Daí surge a segunda linha de atuação: achar uma banana não vulnerável ao fungo.

“Continuar plantando a mesma banana é burrice”, alerta Kema. “Podemos tentar aperfeiçoar a Cavendish geneticamente. Mas, em paralelo, precisamos aumentar a diversidade”.

A eventual extinção da banana traria impacto severo para a economia e a dieta de vários países, lembram os pesquisadores.

Enquanto isso, ainda distante da crise, a plantação de bananas iniciada por Joseph Paxton em 1830 segue firme em Chatsworth, na Inglaterra, onde são colhidos de 30 a 100 cachos por ano.

“Elas parecem mais com plântano, mais densas e não tão doces”, comenta o atual jardineiro, Steve Porter. “Mas ficam bonitas na decoração e são usadas também em alguns pratos da casa. Equanto pudermos, vamos manter nossa plantação”.

bomba.jpg

– Até que enfim um pouco de azul…

Arre! Depois de um amanhecer tão carrancudo, um pouco de azul no infinito.

Aqui: Lago do Taboão, em Bragança Paulista, 08h30.

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#amanhecer #morning #sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #mobgrafia #XôStress #lago #lake #nature

– Dê valor ao seu cunhado, seu irmão-postiço!

Um texto cristão que aborda um assunto bem cotidiano: o relacionamento com os… cunhados!

Você trata seu cunhado / cunhada como segundo-irmão / segunda-irmã?

Compartilho a introdução em vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=Ly57_diuWTQ

O texto escrito no link em: https://professorrafaelporcari.com/2020/09/10/cunhado-e-cunhada-voce-os-trata-como-irmaos-tambem/

– Bom dia, 4ª feira (4 de 4).

🌅 Desperte, Bragança Paulista, com bastante vento.

Que a quarta-feira, mesmo nublada, possa valer a pena!

(E há de valer).

🍃🙌🏻 📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia

– Bom dia, 4ª feira (3 de 4).

🌺 Fim de cooper! Valeu o treino e o esforço.

Estou suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da natureza. Hoje, com essas delicadas plantas: roseiras creme.

Gostaram desse botão?

Curta flores! Elas nos desestressam.

🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

– Bom dia, 4ª feira (2 de 4).

🙏🏻 Enquanto vou correndo, fico meditando e faço uma prece:

“- Ó Virgem Maria, chamada carinhosamente de Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento, rogai por nós que recorremos a vós, intercedendo ao seu Filho Jesus – presente na Eucaristia. Amém.”

Reze, e se o que você pediu for para seu bem, Deus atenderá.

⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

– Bom dia, 4ª feira (1 de 4).

👊🏻 Olá amigos! Tudo bem? Que vento lá fora!

Por aqui, tudo pronto para suar mais uma vez em busca de saúde (e a blusa está reservada, se a ventania não parar). Vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária endorfina, controlando sempre o cortisol?

Pratique esportes. Sempre!

🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #training #corrida #sport #esporte #running