– Sites de Apostas poderão ser proibidos de patrocinar clubes de futebol na Inglaterra.

O Governo da Inglaterra acenou em proibir que empresas de apostas esportivas patrocinem clubes de futebol por lá. Para evitar que seja uma imposição governamental, a Premier League quer bani-las por conta própria, gradativamente, para não gerar impacto imediato nas finanças. 

Já imaginou se isso acontece no Brasil? Repare quantas equipes da Série A e B tem algum anunciante desse setor.

Abaixo, extraído de: https://www.mktesportivo.com/2022/07/premier-league-quer-apoio-dos-clubes-para-banir-apostas-do-patrocinio-de-camisa/

PREMIER LEAGUE QUER APOIO DOS CLUBES PARA BANIR APOSTAS DO PATROCÍNIO DE CAMISA

Está partindo da própria Premier League um pedido para que os clubes apoiem a saída das casas de apostas dos uniformes. O objetivo da liga é impedir que a proibição do patrocínio de empresas do setor seja imposta pelo governo. Segundo a Sky News, a saída seria gradual e dentro de um período de três anos.

A proibição voluntária entraria em vigor no início da próxima temporada, permitindo que os atuais contratos seja mantidos desde que expirem até 2024/25.

Pelas regras da Premier League, o apoio à proposta de pelo menos 14 clubes faria com que ela fosse adotada imediatamente.

Inicialmente, a liga tentou fazer com que os patrocínios de casas de apostas com presença na manga da camisa fossem mantidos, aplicando a medida apenas para o patrocínio máster. No entanto, ela valerá para todo o kit. Sinalização nos estádios e placas de publicidade ainda seria permitida.

Quase metade dos clubes da Premier League foram patrocinados por empresas de apostas na última temporada. Nos bastidores, especula-se que Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United e Tottenham apoiariam a medida, afinal, nenhum deles possui uma marca do setor em seus uniformes.

A proibição não é novidade na Inglaterra

A Liga Inglesa de Futebol (EFL), responsável pelos três níveis de futebol profissional abaixo da primeira divisão, destaca que a proibição pode gerar um impacto negativo de £ 40 milhões por ano.

Como se sabe, o tema é debatido há um tempo. Um comitê da Câmara dos Lordes já abordou a proibição em 2020. Uma revisão do Gambling Act foi lançada posteriormente pelo DCMS em dezembro de 2020, afirmando que esses aportes poderiam ser proibidos a partir de 2023.

Em abril, o Comitê de Prática de Publicidade (CAP) do Reino Unido anunciou planos para proibir anúncios de apostas utilizando a imagem de celebridades do esporte e influenciadores.

Como se sabe, hoje, Espanha e a Itália já iniciaram movimento similares de proibição de contratos de patrocínio com empresas de apostas. Na Bélgica, o mesmo está prestes a ocorrer.

Premier League anuncia datas da janela de transferências internacional

Imagem: divulgação PL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.