– A utópica situação pós-jogo de Patrick no Internacional 1×0 Grêmio.

E no mundo ideal, após a confusão criada por Patrick (ter levantado um caixão gremista com a ironia da série B, como um dia o pessoal do adversário fez com o colorado – ambos errados), veríamos:

  1. O empresário do jogador o alertando: “Você não sabe que a sua imagem fica prejudicada? Um dia você está aqui, outro ali. Veja o Luizão, centroavante: jogou no Trio de Ferro Paulista e tem portas abertas. Até o Renato Gaúcho, com todas as polêmicas, pode estar nas Laranjeiras e na Gávea.”
  2. A esposa dele, quando chega em casa: “Você sabe a cáca que fez? E quando as crianças forem para a escola? E quando a gente for em um restaurante? E na hora em que eu for ao supermercado, imaginou a reação, deixando a família visada?”
  3. O clube dele: “Precisamos acabar com a violência, e você faz isso? Você é profissional, não é torcedor para fazer essa bobagem. Temos patrocinadores querendo retratação. E a imagem do time?”
  4. A CBF: “Você está depreciando o campeonato. Já não bastam os problemas existentes, e agora provoca uma confusão como essa?”

Neste cenário imaginário, um diretor do Internacional multaria o atleta pela confusão ocorrida, pela expulsão desnecessária sofrida e pelo comportamento irresponsável. Mas… será que no mundo real ele não foi aplaudido?

Patrick, do Internacional, provoca o Grêmio após vitória do Colorado no clássico Foto: DIEGO VARA / REUTERS

Foto extraída de “O Globo”. Patrick, do Internacional, provoca o Grêmio após vitória do Colorado no clássico Foto: DIEGO VARA / REUTERS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.