– Tite, o Inteligente Gestor de Pessoas. Mas como Scolari ou não?

O treinador da Seleção Brasileira, Tite, inegavelmente consegue sempre ter o vestiário ao seu favor. E a base de tudo isso é o respeito dele para com os atletas convocados.

Ao fazer o rodízio de capitães (até o outrora contestado pelo comportamento Casemiro terá esse privilégio), contenta o elenco e premia o grupo, permitindo que todos se sintam importantes. Típico de um bom gestor de pessoas, minimizador de conflitos.

Aí vem a observação: Tite repete (de maneira muito mais moderna e tecnicamente mais bem trabalhada com a bola nos pés) a “Família Felipão” de 2002. Repararam que ele resiste a algumas não-convocações (por exemplo: Vanderlei, goleiro do Santos FC) e insiste com outras questionáveis (como Renato Augusto, no futebol chinês)? A mesma estratégia de Scolari, que barrou alguns atletas pedidos e levou alguns inesperados.

Estando a aproximadamente 9 meses da Copa do Mundo da Rússia, o grupo já estaria fechado? Se sim, isso é bom? Se não, em quais posições?

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s