– Ducktales com Zé Carioca?

Ôba! Para quem curte histórias em quadrinhos e personagens clássicos Disney, ficará feliz: na Comic Com (a feira de filmes e séries que está acontecendo em San Diego), foi anunciado que Zé Carioca e Panchito estarão se juntando em episódios da 2a temporada de Ducktales (as aventuras de Tio Patinhas, Pato Donald e os 3 sobrinhos menores).

Na minha infância, assisti várias vezes “Os 3 Amigos” e “Você já foi à Bahia”? Será muito legal rever esses icônicos personagens na TV!

bomba.jpg

Entertainment Weekly/Reprodução

– 30.000 crianças ao Deus-dará?

Uau! Me assustei e entristeci ao ler na Folha de São Paulo (23/05, pg B1), que mais de 30.000 crianças retiradas de pais que perderam a guarda estão em casas transitórias, SEM ENTRAREM NA LISTA DE ADOAÇÃO.

E aí, como fazer?

Os pais, por diversos motivos, não podem (e talvez nem devam) conviver com elas (afinal, algo grave devem ter feito). Ao mesmo tempo, a burocracia lentíssima (ou melhor, o burocratismo, a disfunção do seu mau uso) impede a agilidade do processo e faz com que a vida e o abandono maltrate esses inocentes.

O que fazer?

E a gente preocupado com tantas coisas menos importantes do que essas…

bomba.jpg

– Santa Maria Madalena, Prostituição e Conversão

Neste dia 22, celebra-se o Dia de Santa Maria Madalena, protetora das prostitutas!

Calma, você não leu errado: no Catolicismo, é ela quem está na Comunhão dos Santos e intercede com carinho especial a Jesus para a conversão dessas mulheres.

Mas de onde veio essa crença?

Diz-se que a venda do corpo por favores sexuais é a atividade profissional mais antiga do mundo. Na Bíblia, há vários relatos de mulheres pecadoras envolvidas em prostituição. Entre elas, supostamente, fora Maria, nascida em Magdala, uma das mulheres mais engajadas na Evangelização e apóstola de Cristo.

Nos Evangelhos não há explicitamente a menção de que Maria Magdalena fora prostituta. Mas a Tradição Católica crê que a mulher à beira do apedrejamento por se prostituir e que foi salva por Jesus era ela. Recordando: naquele tempo, o crime de prostituição era punido com apedrejamento em praça pública pelos judeus, embora, para o homem, nada acontecia. Uma mulher – e acredita-se que seria Maria de Magdala – foi pega e, na iminência de ser morta, apareceu Jesus que diz à multidão:

Quem de vós não tiver pecado, que atire a primeira pedra”.

Dito isso, a multidão desencorajou-se e foi embora. E à mulher, Cristo diz:

Ninguém te condenou? Pois eu também não te condeno. Levante-se, vai, e não peque mais”.

Dessa forma, a prostituta se arrependeu dos pecados e se converteu. Passou a seguir Jesus e tornou-se discípula, tendo sido ela a testemunhar pela 1a vez a Ressurreição de Nosso Senhor, quando iria cuidar do corpo e encontrou o Sepulcro vazio.

Conta-se que Maria Madalena morreu em Eféseo (comunidade grega) evangelizando. Nos últimos anos, estórias cinematográficas como O Código da Vinci” disseminaram o conto de que Maria Madalena casou-se com Jesus Cristo e com ele teve filhos.

O importante de tudo isso é: o processo de conversão! Alguns mudam de vida após uma experiência de amor; outros, à beira da dor. O certo é que algumas casas de apoio às prostitutas costumam levar o nome daquela que se converteu: Maria de Magdala. E ao contrário do que muitos pensam sobre “as mulheres de vida fácil” (que de fácil não tem nada), a maioria delas não quer se ultrajar em tal situação e precisa de AMPARO para o recomeço.

– Santa Maria Madalena, rogai por nós e por todas as mulheres que se humilham sexualmente para a sobrevivência. Amém.

Imagem relacionada

– Vingará?

Para quem assistiu a entrevista coletiva do jovem Vinícius Jr, gostou do seu comportamento. Boas frases, idéias claras, jeitão humilde e ao mesmo tempo bem à vontade. Arriscou até um “portunhol”!

Será que, estando em Madrid e nessa nova fase do time merengue, sem Cristiano Ronaldo no ataque e sem Zidane no banco, o garoto terá toda a “falta de pressão necessária” (ou seja: não será tão cobrado, dando a ele tranquilidade para se adaptar)?

Sou do tempo que exportávamos nossos craques como homens feitos: Zico, Sócrates, Falcão… entravam prontos nas equipes, sendo titulares sem discussão. Hoje, vendemos garotos que aprenderão não mais aqui, mas sim lá, a arte de jogar bola e conhecer tática de jogo.

Onde é que erramos: na formação da base ou na questão financeira para segurar por um tempo maior os jogadores?

Vejam só a capa do diário espanhol AS: só tem brasileiro!

DiocHPUX0AASjYd

– Tinturas de Cabelo durante a Gravidez faz mal. Muito mal…

Atenção mulheres grávidas: um estudo de 10 anos do Instituto Nacional do Câncer com a Escola Nacional de Saúde Pública comprovou: tinturas de cabelo no início da gestação dobram as chances de câncer nos bebês!

Extraído de: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/2010720/not_imp747185,0.php

QUÍMICA NO CABELO DURANTE GRAVIDEZ FAZ CRESCER RISCO DE BEBÊ TER LEUCEMIA

Por Fernanda Bassete

Estudo, feito pela Escola Nacional de Saúde Pública em parceria com o Instituto Nacional de Câncer, acompanhou 650 mães de todas as regiões do País, exceto o Norte; pesquisadores avaliaram substâncias existentes em 14 marcas de tintura e alisadores

O uso de tinturas ou alisadores de cabelo durante os três primeiros meses de gravidez aumenta em quase duas vezes o risco de o bebê desenvolver leucemia nos primeiros dois anos de vida. Embora seja considerada uma doença rara, a leucemia atinge cerca de 5% das crianças nessa idade.

A conclusão é do primeiro estudo epidemiológico brasileiro que investigou o tema. O trabalho foi realizado pela Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) em parceria com o Instituto Nacional de Câncer (Inca) por mais de dez anos. Ao menos por enquanto, os dados sugerem que as mulheres não devem pintar os cabelos durante a gravidez.

O trabalho foi realizado em 15 centros de todas as regiões do País, exceto a Norte. Foram analisadas 650 mães: 231 com filhos diagnosticados com leucemia antes de 2 anos de idade e 419 mães controle sem filhos com câncer.

Segundo o biólogo da ENSP Arnaldo Couto, autor do estudo, das 231 mulheres cujos filhos tiveram leucemia, 35 (ou 15,2%) usaram produtos químicos no cabelo no primeiro trimestre da gravidez. Entre as 419 mães controle, 41 (ou 9,8%) utilizaram tinturas no mesmo período.

“O estudo mostrou que a doença não se manifestou ao acaso. Há uma associação significativa entre a exposição a tinturas e alisantes com o desenvolvimento de leucemia”, diz Couto.

Maria do Socorro Pombo-de-Oliveira, chefe do Programa de Hematologia e Oncologia Pediátrica do Inca, que coordena o estudo, confirma a importância do achado e afirma ter ficado surpresa com os resultados.

“É a primeira vez que um trabalho olha para essa direção. Mas, como se trata de uma doença rara, o número de casos precisa ser confirmado em análises experimentais posteriores”, diz ela.

O estudo.

A partir do momento em que uma criança com menos de 2 anos era diagnosticada com leucemia em um dos centros parceiros, uma amostra de sangue seguia para o Inca para confirmação diagnóstica.

Além de confirmar o tipo de leucemia – mieloide aguda (LMA) ou linfoide aguda (LLA) -, os pesquisadores realizavam a entrevista materna. A LLA é a mais comum das leucemias infantis – cerca de 75% dos casos (mais informações nesta pág.).

Depois, uma equipe entrevistava cada uma dessas mães. O questionário incluía perguntas sobre hábitos de vida: alimentação, tabagismo, uso de álcool e medicamentos, exposição a agrotóxicos e tinturas.

Para cada mãe com filho com leucemia, os pesquisadores entrevistavam duas mães controle – com um filho da mesma idade e sem a doença maligna.

As perguntas eram direcionadas para os três meses antes de a mulher engravidar, os três trimestres da gestação e os três primeiros meses após o parto. “A ideia era identificar fatores ambientais que poderiam ter influência no desenvolvimento das leucemias”, explica Couto.

Compostos químicos.

Os pesquisadores analisaram os compostos existentes em 14 marcas de tinturas e alisadores. Foram identificados 150 componentes – 32 deles potencialmente prejudiciais à saúde do bebê.

Com os dados em mãos, Couto calculou a estimativa de risco de a criança desenvolver leucemia por a mãe ter feito uso desses produtos. De acordo com o pesquisador, esse risco é 1,8 vez maior em mães expostas aos cosméticos do que entre aquelas que não haviam utilizado os produtos durante a gestação.

“É justamente no primeiro trimestre que o bebê está em formação. Nessa fase existe uma divisão celular intensa e constante. Uma das hipóteses é a de que as substâncias químicas alteram o DNA e modificam a informação genética da criança”, diz Couto.

Segundo Maria do Socorro, o próximo passo é descobrir qual mecanismo levou a esses casos. Os compostos da família dos fenóis, que foram os mais associados ao aumento do risco, já estão sendo estudados pela equipe.

Resultado de imagem para tintura de cabelo

 

– Domingo: e que seja muito bom!

Bom dia. Mais uma oportunidade para se viver!

Para começar bem a jornada, vamos correr? Nossa foto-motivação:

bomba.jpg

Durante o cooper, pensando nas coisas do Alto. Hoje , desejando ter a fé pura como as das criancinhas. Nossa foto-meditação:

bomba.jpg

Pós-treino, alongando entre as flores do jardim. Que tal nossa foto-inspiração?

bomba.jpg

Pausando as atividades, alguns minutos reservados para admirar a natureza. Nossa foto-contemplação:

bomba.jpg

Ótimo domingo para todos!