– Gastos com Educação: Dinheiro Bem ou Mal Gasto?

Ouvi uma entrevista do ex-Ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega, falando sobre investimentos em Educação. Quem mais gasta (em percentual do PIB) é a Islândia (7%).

O Brasil, por incrível que pareça, é um dos que mais investe no mundo (em números percentuais). Nosso gasto com Educação é maior que o dos Estados Unidos, do Japão, da Coréia do Sul e da China!

O problema é lógico: gastamos mal. A gestão do dinheiro é ruim (sem contar com os prováveis desvios de verba).

Já imaginaram se os recursos fossem melhores destinados, e chegassem integralmente para quem realmente é da área educacional?

O país seria outro…

– A Pisada de Bola do Secretário de Segurança Pública

E o Secretário de Segurança Pública de São Paulo, Antonio Ferreira Pinto?

Enquanto o crime organizado aterroriza no Estado, com essa onda de ataques a PMs e queima de ônibus, o Secretário estava licenciado, passeando em Buenos Aires, assistindo ao jogo Boca Jrs X Corinthians!!!

Faltou ética, respeito e inteligência.

No pior momento para se licenciar, sai do seu cargo por futebol?

– A Corona agora é da Brahma!

E a Ambev, hein? na verdade, Anheuser-Busch InBev.

Está realmente se firmando como a maior do mundo. Depois de Stella Artois, Beck’s, Budweiser, Bud Light, Quilmes, Leffe, Brahma, Skol, Antarctica e Bohemia (ufa), agora adquiriu a cerveja Corona.

Sabe por quanto?

Por 20 bilhões de dólares!

Extraído de: http://economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201206290725_TRR_81357181

AB INBEV ASSUME A CERVEJARIA CORONA

O grupo belga-brasileiro Anheuser-Busch InBev, maior companhia cervejeira do mundo, confirmou, na madrugada desta sexta-feira, a compra da parte restante do Grupo Modelo, empresa mexicana que comercializa a Corona Extra, uma das bebidas mais populares do planeta, disponível em mais de 180 países e a cerveja importada mais vendida em 38 deles (incluindo os Estados Unidos). A InBev já possuía 50,4% do grupo mexicano e concluiu a expansão do negócio por USS$ 20,1 bilhões.

Segundo a própria Inbev, após a aquisição, o grupo passará a produzir um total de 400 milhões de hectolitros (equivalente a 100 litros) de volume de cerveja por ano e terá receitas estimadas em US$ 47 bilhões em 2012.

Além da Corona, a Anheuser-Busch InBev já possui licenças de outras marcas entre as mais vendidas mundialmente, como Stella Artois, Beck’s, Budweiser, Bud Light, Quilmes e Leffe; além de Brahma, Skol, Antarctica e Bohemia, fortes no mercado brasileiro.

Segundo a AB InBev, a aquisição vai gerar uma economia de custos de pelo menos US$ 600 milhões por ano.

A AB InBev informou ter buscado US$ 14 bilhões em novos empréstimos bancários para financiar a transação em dinheiro, acrescentando que reduzirá a relação dívida líquida sobre Ebitda (geração de caixa) para uma proporção de duas vezes durante 2014.

Alguns analistas acreditam que a AB InBev pode, então, buscar a SABMiller, número dois do mundo, como próximo alvo de aquisição. Outros dizem que as operações de bebidas da PepsiCo fazem mais sentido.

A nova AB InBev expandida deve produzir cerca de 400 milhões de hectolitros de cerveja por ano, com receitas estimadas em US$47 bilhões.

Em uma transação separada, mas relacionada, a Modelo venderá sua fatia de 50% na joint-venture Crown Imports para a parceira Constellation Brands por US$ 1,85 bilhão. A Crown Imports distribui as cervejas da Modelo nos EUA.

– Dia de São Pedro e São Paulo

Que pena. Pouco ouvi sobre hoje ser dia de São Pedro e São Paulo, os santos considerados primeiros Papas da Igreja Católica.

Abaixo, a história desses gigantes do Cristianismo, extraído de CançãoNova.com, link “Santo do Dia”:

FESTA DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO APÓSTOLOS

Hoje a Igreja do mundo inteiro celebra a santidade de vida de São Pedro e São Paulo apóstolos. Estes santos são considerados “os cabeças dos apóstolos” por terem sido os principais líderes da Igreja Cristã Primitiva, tanto por sua fé e pregação, como pelo ardor e zelo missionários.

Pedro, que tinha como primeiro nome Simão, era natural de Betsaida, irmão do Apóstolo André. Pescador, foi chamado pelo próprio Jesus e, deixando tudo, seguiu ao Mestre, estando presente nos momentos mais importantes da vida do Senhor, que lhe deu o nome de Pedro. Em princípio, fraco na fé, chegou a negar Jesus durante o processo que culminaria em Sua morte por crucifixão. O próprio Senhor o confirmou na fé após Sua ressurreição (da qual o apóstolo foi testemunha), tornando-o intrépido pregador do Evangelho através da descida do Espírito Santo de Deus, no Dia de Pentecostes, o que o tornou líder da primeira comunidade. Pregou no Dia de Pentecostes e selou seu apostolado com o próprio sangue, pois foi martirizado em uma das perseguições aos cristãos, sendo crucificado de cabeça para baixo a seu próprio pedido, por não se julgar digno de morrer como seu Senhor, Jesus Cristo.

Escreveu duas Epístolas e, provavelmente, foi a fonte de informações para que São Marcos escrevesse seu Evangelho.

Paulo, cujo nome antes da conversão era Saulo ou Saul, era natural de Tarso. Recebeu educação esmerada “aos pés de Gamaliel”, um dos grandes mestres da Lei na época. Tornou-se fariseu zeloso, a ponto de perseguir e aprisionar os cristãos, sendo responsável pela morte de muitos deles.

Converteu-se à fé cristã no caminho de Damasco, quando o próprio Senhor Ressuscitado lhe apareceu e o chamou para o apostolado. Recebeu o batismo do Espírito Santo e preparou-se para o ministério. Tornou-se um grande missionário e doutrinador, fundando muitas comunidades. De perseguidor passou a perseguido, sofreu muito pela fé e foi coroado com o martírio, sofrendo morte por decapitação.

Escreveu treze Epístolas e ficou conhecido como o “Apóstolo dos gentios”.

São Pedro e São Paulo, rogai por nós!