– Emenda às Regras do Jogo. Você Gostou das Mudanças?

Amantes do Futebol, atenção! A partir de domingo, dia 01 de Julho, o esporte mais popular do mundo terá Regras Novas.

 

A propósito: alguém viu divulgação maciça das mudanças das regras do futebol? Claro que não, pois elas costumam ser sutis e só são percebidas quando surgem as dúvidas.

 

Vamos lá: para os campeonatos que se iniciarem no domingo, algumas novidades:

 

1)- No banco de reservas, poderemos ter entre 3 a 12 substitutos (a critério das Confederações Nacionais). Nos jogos da FIFA, serão 12. No Brasileirão, continuarão a ser 7 até o final do ano, e em 2013, passarão a ser 12 (aqui, sou favorável a uma 4ª substituição de atleta, e retorno de substituído ao jogo, mas acho que seria voto vencido…)

 

2)- Esparadrapos nas meias: deverão ser da cor predominante das meias. Será proibido jogar com fita que tenha cor diferente ao equipamento. Por exemplo: se a meia é azul, deverá se usar esparadrapo azul (essa foi radical, não?).

 

3)- Um gol direto de bola ao chão não será mais consignado. Se um jogador chutar uma bola para o gol direto de um bola ao chão, será marcado tiro de meta. Se ele fizer um gol-contra direto de bola ao chão, deverá se marcar escanteio (quantas vezes você viu tais lances em jogos profissionais?).

 

4)- A mais polêmica: a relação dos atletas que entrarão em campo poderá ser modificada antes do início da partida SEM PRÉVIO AVISO AO ÁRBITRO. Hoje, a escalação deve ser entregue aos árbitros 45 minutos antes do início; caso ocorra alguma lesão nesse ínterim, o árbitro deverá ser comunicado e a lista retificada. Com a nova decisão, o clube poderá apresentar 11 titulares na lista, e na hora do jogo, alterá-los sem prévio aviso.

 

O que isso significa?

 

Que treinadores que adoram esconder a escalação reinarão nos pré-jogos. Uma medida sem lógica… Não dá para entender o motivo/ justificativa de tal alteração! Imaginaram nos grandes clássicos, que bagunça será? Jornalistas e árbitros com uma lista, e na hora de começar a partida, um desespero total em atualizá-la…

 

Vai dar problema!

 

Lembrando: tudo isso (e mais alguns detalhes menores) valerão a partir de 1º de julho nas competições que se iniciarão. Para os campeonatos vigentes, valem as regras atuais (na Copa Sulamericana, por exemplo, regras novas; no Brasileirão, regra atual).

 

E você: gosta das modificações?

– Emenda às Regras do Jogo. Você Gostou das Mudanças?

Amantes do Futebol, atenção! A partir de domingo, dia 01 de Julho, o esporte mais popular do mundo terá Regras Novas.

A propósito: alguém viu divulgação maciça das mudanças das regras do futebol? Claro que não, pois elas costumam ser sutis e só são percebidas quando surgem as dúvidas.

Vamos lá: para os campeonatos que se iniciarem no domingo, algumas novidades:

1)- No banco de reservas, poderemos ter entre 3 a 12 substitutos (a critério das Confederações Nacionais). Nos jogos da FIFA, serão 12. No Brasileirão, continuarão a ser 7 até o final do ano, e em 2013, passarão a ser 12 (aqui, sou favorável a uma 4ª substituição de atleta, e retorno de substituído ao jogo, mas acho que seria voto vencido…)

2)- Esparadrapos nas meias: deverão ser da cor predominante das meias. Será proibido jogar com fita que tenha cor diferente ao equipamento. Por exemplo: se a meia é azul, deverá se usar esparadrapo azul (essa foi radical, não?).

3)- Um gol direto de bola ao chão não será mais consignado. Se um jogador chutar uma bola para o gol direto de um bola ao chão, será marcado tiro de meta. Se ele fizer um gol-contra direto de bola ao chão, deverá se marcar escanteio (quantas vezes você viu tais lances em jogos profissionais?).

4)- A mais polêmica: a relação dos atletas que entrarão em campo poderá ser modificada antes do início da partida SEM PRÉVIO AVISO AO ÁRBITRO. Hoje, a escalação deve ser entregue aos árbitros 45 minutos antes do início; caso ocorra alguma lesão nesse ínterim, o árbitro deverá ser comunicado e a lista retificada. Com a nova decisão, o clube poderá apresentar 11 titulares na lista, e na hora do jogo, alterá-los sem prévio aviso.

O que isso significa? Que treinadores que adoram esconder a escalação reinarão nos pré-jogos. Uma medida sem lógica… Não dá para entender o motivo/ justificativa de tal alteração! Imaginaram nos grandes clássicos, que bagunça será? Jornalistas e árbitros com uma lista, e na hora de começar a partida, um desespero total em atualizá-la… Vai dar problema!

Lembrando: tudo isso (e mais alguns detalhes menores) valerão a partir de 1º de julho nas competições que se iniciarão. Para os campeonatos vigentes, valem as regras atuais (na Copa Sulamericana, por exemplo, regras novas; no Brasileirão, regra atual).

E você: gosta das modificações?

– Pessoas mais Bonitas são mais Egoístas?

Sabem aqueles estudos que beiram o preconceito? Este é um deles.

As universidades de Barcelona, Madri e Edinburgo resolveram pesquisar a relação Beleza x Comportamento, e chegaram a conclusão que pessoas atraentes cooperam com o próximo em 45,7%; já os menos atraentes cooperam em 67,3%.

Conceito de beleza: simetria facial!

Cá entre nós: que grande bobagem, não? Como os reitores deixam o dinheiro dessas instituições escoarem pelo ralo… além do conceito de “belo” ser subjetivo, o que deve valer é a beleza interior!

(informações extraídas da Revista Superinteressante, out/2011, pg 18,por Fernando Badô)

E aí, você tem a mesma impressão ou não? Deixe seu comentário:

– Minhas Tribunas

Amigos, convido aos leitores do blog para acessarem meu trabalho no portal do Jornal Diário de SP / Rede Bom Dia. Naquele espaço, escreverei sobre administração esportiva, futebol, sociocultura do esporte e arbitragem. Muita coisa bacana e peço o seu prestígio.

Visite: http://www.redebomdia.com.br/blog/lista/109

******************

Convido também para que mantenha a audiência no “Blog do Professor Rafael Porcari”, um espaço sobre Administração de Empresas, Atualidades, Esporte, Política, Religião e Cultura – Atualidades e Contemporaneidades em Geral.

Visite: http://professorrafaelporcari.blog.terra.com.br/

******************

Se você é árbitro de futebol ou apaixonado pelo tema, acesse o Blog: “Pergunte ao Árbitro”.

Visite: http://pergunteaoarbitro.blog.terra.com.br/

******************

Se o seu negócio é cultura futebolística, entre no site Memória do Futebol, do amigo José Renato Sátiro Santiago, e navegue pelo ótimo espaço (http://www.memoriafutebol.com.br/)

Visite: http://www.memoriafutebol.com.br/blog/categoria/4

******************

Obrigado pelas visitas! Conto com sua audiência.

Att

Rafael Porcari

– O Sopão da Discórdia de Kassab

Há polêmicas que poderiam ser evitadas. Gilberto Kassab, prefeito de São Paulo, declarou ao Estadão que poderia proibir a distribuição de sopas aos moradores de rua. Ele quer que a alimentação aos pobres se concentrem em uma das 9 tendas sociais montadas pela Prefeitura.

Ora, o trabalho social e caridoso realizado por igrejas, ONGs e pessoas de boa vontade faz, é infinitamente superior ao da Prefeitura! O prefeito foi extremamente infeliz (principalmente em época de eleição…).

– Profissionais ao Extremo: o Osmólogo

Leio na Galileu de Julho/2012, pg 31, uma interessante matéria de Thaís Sant’Ana: os osmólogos na indústria.

Osmólogo é o profissional contratado para cheirar o odor de veículos. A Volkswagen do Brasil, por exemplo, possui 11 osmólogos, que cuidam dos estofados, porta-mala, peças internas, entre outras partes.

Os profissionais precisam ser formados em química, cuidar bem do olfato e do nariz.

Você conhece alguma criança que sonha em ser osmólogo quando crescer? Claro que não. Que tal investir nesse nicho de trabalho?

– Copa do Mundo e os Sem-Teto

Um interessante artigo foi escrito por Raquel Rolnik, urbanista e representante da ONU para “moradia adequada”. Ela abordou um tema polêmico: “Copa e Olimpíadas vão deixar gente sem teto” (perdoe-me a falta de referência bibliográfica, tenho dúvidas se foi na “Brasileiros” ou na “Piauí”).

Ela aborda as desapropriações, consideradas de valor baixo e sem critério. Abordando ainda o tema de Megaeventos no Brasil, a crítica sobre o desrespeito ao cidadão local é pesada.

Rolnik pede paralisação urgente nas obras, até que se defina coerentemente o programa de remoções do entorno das obras, além de garantias do legado delas.

Se levarmos em conta os gastos já realizados, e os muitos “elefantes brancos” que surgirão, a Copa do Mundo é uma grande demagogia…

– Crianças/Desenhos X Fátima/Amenidades

Tenho grande dificuldade em arranjar tempo para ver TV. Mas é notório que a Globo investiu bastante num programa matinal para Fátima Bernardes. Porém, passada a estreia, eis que os desenhos do SBT venceram a Globo nesta quinta-feira na audiência.

A Globo abandonou por completo os programas infantis na TV Aberta, colocando-os no seu canal a cabo, o Gloob. Tal perda no Ibope seria, como dito pelo Marcelo Tas, a revolta das crianças?

Fico imaginando os executivos globais perdendo cabelo por essa derrota, pois, sem dúvida, a programação da concorrente é muito mais barata que a da Vênus Platinada.

– Os Novos Parceiros dos Universitários: Igrejas e ONGs

Entrar para a Faculdade é um sonho para muitos brasileiros. E para concretizá-lo, às vezes precisa-se de uma ajuda.

A Folha de São Paulo traz uma matéria interessante: estar ligado a uma ONG ou a alguma Igreja pode ser um bom passo para o ingressante. Abaixo:

Em: http://www1.folha.uol.com.br/saber/980890-faculdades-pagam-ongs-e-igrejas-para-captar-novos-alunos.shtml

FACULDADES USAM ONGS E IGREJAS PARA CAPTAR NOVOS ALUNOS

Surgiu nova figura no meio universitário. Associações de moradores, líderes comunitários, ONGs e igrejas agora estão sendo intermediários entre as faculdades privadas e os jovens trabalhadores de menor renda que se tornaram o principal público-alvo de algumas instituições.

De acordo com o texto, as entidades intermediárias são remuneradas de duas formas: pelos alunos –que pagam uma taxa semestral ou anual para ter o nome incluído no cadastro para bolsas de estudo– e pelas faculdades, que chegam a pagar R$ 100 por matriculado.

As faculdades justificam a contratação da rede de intermediários dizendo que isso é mais eficiente e barato do que gastar com publicidade nas mídias convencionais.

Instituições de São Paulo como Uniban –recentemente adquirida pelo grupo Anhanguera–, Universidade de Guarulhos, UniRadial –ligada ao grupo Estácio de Sá–, Faculdade Sumaré e UniSant’Anna são algumas das que aderiram à prática.

– O Jogo dos Favelados

O que pensar sobre isso: uma empresa alemã criou o jogo cujo mérito é ser “Rei dos Favelados”, associando a imagem dos moradores de favelas (de acordo com as fases do game) com a de bandidos, mendigos e vagabundos. Exalta ainda as qualidades de ser favelado no Rio de Janeiro, e ironiza o restante do Brasil e as autoridades!

E o jogo é um grande sucesso no exterior… Extraído de: Uol Notícias

MP DO RIO INVESTIGA JOGO DOS FAVELADOS

Por Rodrigo Teixeira

“Torne-se um favelado! Grátis e sem riscos!” Essa é a bandeira do “Favelado Game” do site alemão http://www.faveladogame.com, que promove a violência e a busca por um “rei dos favelados” — e também enaltece a miséria de moradores em comunidades cariocas. Quem não achou graça na brincadeira promovida pelo site foi o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, que abriu investigação para apurar abusos.

Moradores de comunidades como Vidigal, Vigário Geral, Complexo do Alemão, Cidade de Deus, entre outras, ficaram indignados como o site os retrata e denunciaram preconceito ao Ministério Público. No game, o jogador vira favelado e pode ganhar dinheiro catando lata ou cometendo crimes.

Na internet desde 2008, o jogo vem causando polêmica nos 30 países em que foi lançado. Aqui, o MP apura se há incentivo ao preconceito contra moradores de favelas e à prática de crimes.

Segundo a assessoria de imprensa do MP do Rio, ainda não houve denúncia, e a investigação está na fase inicial, levantando informações sobre o site em um procedimento interno da instituição. Um pedido de esclarecimento já foi pedido à empresa Farbflut Entertainment, sediada em Hamburgo, Alemanha, responsável pelo site. Se houver denúncia, a ação deverá ser encaminhada para o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

A Farbflut Entertainment GmbH afirma que os fundadores e diretores, Marius Follert e Niels Wildung, ambos com 21 anos, criaram o jogo em 2007,  e que o “Favelado Game” não faz um retrato fiel da realidade. “O jogo visa, através de sua concepção satírica, nem sempre politicamente correta, a alertar os jovens, de forma lúdica, sobre os problemas dos menores de rua, iniciando também uma discussão sobre as enormes diferenças entre as classes no Brasil”, afirmam em uma das páginas do site.

Ao se cadastrar no site, o usuário recebe a seguinte mensagem em seu e-mail, “Aí cumpadi, bem-vindo ao Rio de Janeiro! Aqui a vida é superdiferente da do resto do Brasil. A cerveja é mais gelada; a gororoba, mais gostosa; os animais, mais diferentes; e a música, muito mais maneira que no resto da terrinha. Mas para ser um favelado bem-sucedido, você vai ter que ralar! Quem quiser conquistar o Maraca vai ter que acordar cedo e ficar de olhos bem abertos”.

Ao criar perfil, o jogador escolhe a favela e, depois, quanto mais arriscado o crime que cometer, mais dinheiro ele ganha. O usuário ganha ainda uma barata  como animal de estimação, que se alcançada uma determinada pontuação pode ser trocada por outros animais.

Também recebe um copo para mendigar em determinados “pontos de esmola” espalhados pela cidade virtual do Rio de Janeiro. No perfil do site é possível o usuário receber esmolas de seus amigos da rede social Orkut. Também é possível explorar jogos de azar na cidade.

O site dita o humor do avatar “favelado”. “Você está mal-humorado e agressivo”, por exemplo. Também é permitido entrar para uma gangue para aprender golpes de luta e praticar crimes. O usuário deve fazer sua tarefa diária, que varia de guardar os “trecos” da gangue em um banco a cometer crimes pela cidade para poder reinar em comunidades cariocas.

– Análise da Arbitragem de Boca Jrs X Corinthians, La Bombonera. Como foi o árbitro?

O árbitro chileno Enrique Osses não decepcionou e mostrou as características esperadas para Boca X Corinthians. Se posicionou bem, não entrou na malandragem de brasileiros e argentinos, aplicou corretamente o cartão amarelo para Riquelme por reclamação, impondo-se e demonstrando extrema segurança na condução do jogo.

Os dois lances mais polêmicos / difíceis para a arbitragem:

 

1) a falta aos 41m do Roncaglia sobre o Emerson. Se não fosse sobre o Emerson e se o Roncaglia não tivesse amarelo, seria apenas mais uma falta de jogo. Emerson foi o mais argentino dos brasileiros, jogou com a dose exata de catimba, evitando exceder na malícia e se complicar com uma expulsão. Parabéns a ele. E nesse lance, fez como Neymar costuma fazer: cortou para cima do adversário, ao invés de sair da falta. Ele tentou ser obstruído para cavar o segundo cartão do adversário, e Osses não entrou. Ali, era faltinha normal de jogo, ou, dependendo do árbitro, nem falta. Se fosse árbitro fraco, expulsava Roncaglia. Acertou o árbitro ao não dar o segundo amarelo, embora houvesse muita reclamação corinthiana.

 

2) O gol do Boca. A Regra funciona assim-

2.1- se o zagueiro coloca a mão na bola e evita o gol, vermelho e pênalti.

2.2- se o zagueiro tenta colocar a mão na bola e não consegue, e a bola não entra mesmo assim, não é nada (pois, afinal, “mão na bola” não existe a tentativa, só o fato consumado).

2.3- se o zagueiro coloca a mão na bola, mas ela acaba entrando no gol por ter sido chutada forte e a mão não for suficiente para desviá-la para fora, confirma-se o gol e dá-se cartão amarelo por uso indevido das mãos na bola.

2.4- se o zagueiro coloca a mão na bola, evita o gol, mas a bola sobra em vantagem ao adversário numa situação clara e manifesta de gol, ESPERA-SE A CONCRETIZAÇÃO DA JOGADA e:

a) se no rebote for gol, confirma o gol e dá amarelo;

b) se o jogador perder o rebote (acertou a trave, bateu em um adversário); volta atrás, dá pênalti e cartão vermelho pois não se concretizou uma vantagem;

c) se o jogador ficar com o gol escancarado, sozinho e chutar para a lateral (por ruindade), dá o amarelo e não volta atrás na marcação, pois ele desperdiçou a vantagem.

O lance do Chicão foi marcado corretamente pela arbitragem: deu vantagem e posteriormente cartão amarelo (situação “a”).

 

Importante: existe sim vantagem em pênalti, pois ele surge de uma infração como outra qualquer, diferenciando-se por ser dentro da área. Porém, como está muito próximo do gol, a real vantagem, na maioria das vezes, é marcar o pênalti do que deixar a jogada seguir, já que a chance maior de gol poderá ocorrer na penalidade máxima (dizer que não existe vantagem em pênalti é mito).

– Análise da Arbitragem de Boca Jrs X Corinthians, La Bombonera.

O árbitro chileno Enrique Osses não decepcionou e mostrou as características esperadas para Boca X Corinthians. Se posicionou bem, não entrou na malandragem de brasileiros e argentinos, aplicou corretamente o cartão amarelo para Riquelme por reclamação, impondo-se e demonstrando extrema segurança na condução do jogo.

Os dois lances mais polêmicos / difíceis para a arbitragem:

1) a falta aos 41m do Roncaglia sobre o Emerson. Se não fosse sobre o Emerson e se o Roncaglia não tivesse amarelo, seria apenas mais uma falta de jogo. Emerson foi o mais argentino dos brasileiros, jogou com a dose exata de catimba, evitando exceder na malícia e se complicar com uma expulsão. Parabéns a ele. E nesse lance, fez como Neymar costuma fazer: cortou para cima do adversário, ao invés de sair da falta. Ele tentou ser obstruído para cavar o segundo cartão do adversário, e Osses não entrou. Ali, era faltinha normal de jogo, ou, dependendo do árbitro, nem falta. Se fosse árbitro fraco, expulsava Roncaglia. Acertou o árbitro ao não dar o segundo amarelo, embora houvesse muita reclamação corinthiana.

2) O gol do Boca. A Regra funciona assim-

2.1- se o zagueiro coloca a mão na bola e evita o gol, vermelho e pênalti.

2.2- se o zagueiro tenta colocar a mão na bola e não consegue, e a bola não entra mesmo assim, não é nada (pois, afinal, “mão na bola” não existe a tentativa, só o fato consumado).

2.3- se o zagueiro coloca a mão na bola, mas ela acaba entrando no gol por ter sido chutada forte e a mão não for suficiente para desviá-la para fora, confirma-se o gol e dá-se cartão amarelo por uso indevido das mãos na bola.

2.4- se o zagueiro coloca a mão na bola, evita o gol, mas a bola sobra em vantagem ao adversário numa situação clara e manifesta de gol, ESPERA-SE A CONCRETIZAÇÃO DA JOGADA e:

a) se no rebote for gol, confirma o gol e dá amarelo;

b) se o jogador perder o rebote (acertou a trave, bateu em um adversário); volta atrás, dá pênalti e cartão vermelho pois não se concretizou uma vantagem;

c) se o jogador ficar com o gol escancarado, sozinho e chutar para a lateral (por ruindade), dá o amarelo e não volta atrás na marcação, pois ele desperdiçou a vantagem.

O lance do Chicão foi marcado corretamente pela arbitragem: deu vantagem e posteriormente cartão amarelo (situação “a”).

Importante: existe sim vantagem em pênalti, pois ele surge de uma infração como outra qualquer, diferenciando-se por ser dentro da área. Porém, como está muito próximo do gol, a real vantagem, na maioria das vezes, é marcar o pênalti do que deixar a jogada seguir, já que a chance maior de gol poderá ocorrer na penalidade máxima (dizer que não existe vantagem em pênalti é mito).

– O Drama de Marcelo Duarte

Leio que o árbitro da FPF, Marcelo Duarte, passa por difícil situação de saúde: está com câncer no globo ocular!

Trabalhei muito tempo com Marcelo. Ele é natural de Flórida Paulista, morou em São Paulo e estava residindo aqui em Jundiaí (onde está internado).

Tomei ciência do fato através do site especializado em arbitragem “Voz do Apito” (em: http://www.vozdoapito.com.br/arbitro_marcelo_duarte_e_internado_em_sao_paulo.php).

Como nessas horas o contato deve ser evitado para não desgastar o paciente (segundo o site, Marcelo já passou por cirurgia), ficam as orações, que serão mais frutíferas do que uma visita.

Boa recuperação, Marcelo!

– Participe dos HangOuts no Google Plus

Ontem, realizamos mais um HangOut no Google Plus. Fizemos o TPJ – Tensão Pré-Jogo, no G+ , um programa dentro de uma ferramenta interativa muito bacana, comandado pelo jornalista Fernando Sampaio.

Quer participar?

Entre no Google + e assista. O próximo ocorrerá na próxima 4ª feira.

Para quem não assistiu, aqui vai o nosso bate-papo de ontem: https://plus.google.com/113168241479555170113/posts/NQZt7BJSzUu