– 5 fáceis dicas para avaliar o gol mal anulado em Chapecoense 0x1 Corinthians. Mão na bola ou bola na mão?

Quer entender melhor e didaticamente como se avalia o lance do gol anulado de Rodriguinho, já que houve mais uma interpretação equivocada de bola na mão / mão na bola, desta vez na Arena Condá? Então vamos ao lance:

Aos 30 minutos do 1o tempo, Jô avança no ataque, vai à linha de fundo e cruza para Rodriguinho. A bola bate no seu braço quando tenta o domínio, sobra a ele que faz o gol. O árbitro Paulo Roberto Alves Júnior anula a jogada por “mão intencional na bola – infração da Regra 12”, restando saber se por decisão própria (o que não creio) ou levado a decidir pela ajuda do AAA2 (árbitro adicional) Fábio Filipus (que estava melhor posicionado e provavelmente o auxiliou).

Para saber se foi infração de mão deliberada na bola, questione (lembrando: NUNCA avalie tais lances como imprudência, pois não existe na Regra a avaliação de mão imprudente, somente intencional):

  1. – É a mão que vai intencionalmente em direção da bola ou a bola que vai acidentalmente na mão (e o conceito de mão é: mão / braço / antebraço)?;
  2. – Havia tempo hábil para tirar o braço e evitar o contato?;
  3. – A velocidade em que a bola chega é razoavelmente rápida?;
  4. – A distância da bola;
  5. – O movimento antinatural do atleta (ou seja: o atleta poderia evitar o contato, mas o movimenta antinaturalmente no esforço físico para que ela bata disfarçada e propositalmente, tirando proveito disso).

Assim, esqueça qualquer dito popular de que: “mas houve o domínio”, ou “ía em direção ao gol”, ou pior ainda: “mudou a trajetória da bola”. Tudo isso não existe, é como “lenda urbana de que tomar leite com manga faz mal e pode matar”. O que vale, acima de tudo, é: HOUVE INTENÇÃO DE COLOCAR A MÃO NA BOLA OU NÃO?

Tal pergunta resume as 5 dicas citadas acima (seja por jogadas de movimento explícito/disfarçado, natural/antinatural). Infelizmente, aqui no Brasil se criou a mania de interpretar equivocadamente, na qual chamamos ironicamente a Regra 12 de Regra 12B, a que transforma o lance em DodgeBall (ou se preferir: queimadachutou, bateu, é falta!).

bomba.jpg

Anúncios

2 comentários sobre “– 5 fáceis dicas para avaliar o gol mal anulado em Chapecoense 0x1 Corinthians. Mão na bola ou bola na mão?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s