– O STJD não fala nada sobre a agressão ao árbitro no Clássico do Nordeste e nem da confusão do Clássico Paulista?

Thiago Duarte Peixoto, árbitro paulista que se equivocou em um recente Corinthians x Palmeiras expulsando erroneamente Gabriel, tem moral na Comissão de Árbitros da CBF. Mesmo com vários erros e polêmicas em jogos diversos (vide aqui: https://wp.me/p4RTuC-i9B), esteve escalado em um importante clássico da Série B e foi covardemente agredido. Em resumo, aconteceu o seguinte: estando Santa Cruz 2×2 Náutico, Thiago marcou um pênalti duvidoso a favor do Náutico (lance interpretativo), aos 45 minutos do 2o tempo (e cobrado somente aos 49’, fazendo o 3o gol). Aos 51 minutos, o Santa Cruz foi ao ataque tentando o empate e Augusto sofreu pênalti (esse, não duvidoso; porém, não marcado). O árbitro mandou seguir o jogo e encerrou a partida segundos depois. Final: a Cobra Coral perdeu em casa para o Timbu, em dois lances polêmicos.

Aí… o “pau comeu”. O atleta Derley deu uma cabeçada no árbitro após ser expulso, vários (sim, vários) integrantes da Comissão Técnica do Santa Cruz foram relatados por agressões verbais, pedra arremessada em campo e porta do vestiário arrombada. No site da CBF, uma loooonga súmula.

Por pior que seja uma atuação de qualquer juiz de futebol, a pancadaria é sempre um ato covarde.

Tomara que Thiago seja defendido (independente da qualidade da sua atuação) e os agressores punidos, pois até agora o STJD não se manifestou (bem como na confusão nos vestiários de Itaquera entre Felipe Melo e Clayson).

Nessa mesma hora em que acontecia o lamentável episódio, ocorria no Hotel Panamby, em São Paulo, um curso de formação de instrutores de árbitros com os convidados palestrantes Coronel Marinho, Arthurzinho do SAFESP (falando de profissionalização dos árbitros, mesmo ele não querendo que a CBF ou a FPF sejam os patrões) e Sérgio Correa da Silva falando sobre ética do árbitro.

Poderiam colaborar e levar esse curso como evento de conscientização aos dirigentes também (apesar de eu não gostar de pessoas que se perpetuam em seus cargos, pois isso me leva a contestar a meritocracia). Ademais, você viu na grande imprensa esses senhores defendendo o árbitro agredido?

7B23A546-2BB1-4B41-8FD6-C5E1ABC612F6

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s