– Saúde nas frutas.

Frutas sempre nos fortalecem!

Vitaminas, fibras e potássio no morango, na goiaba, na ameixa e nas uvas. Coma “saúde”!

🍇 🍓 #Saúde #Fruits #Health

– Transitoriedade da Vida.

Estava aqui num tempo de descanso e reli o folheto da Missa de Domingo (de semanas atrás). Que Evangelho bonito, mensagem sábia e esperançosa!

Jesus fala sobre as coisas que valem a pena! Viver na amizade, de bem com o próximo e consigo mesmo. Pra quê materialismo, se o que vale é a certeza da Vida Eterna? Estamos apenas num período de transitoriedade, de coisas passageiras.

Precisamos nos espiritualizar mais, dedicarmos às coisas que valem e que motivam. Nas dificuldades, respirar fundo e seguir em frente.

Alguém disse que não se pede para nascer e nem para morrer; portanto, deve-se viver bem esse grande intervalo“.

É isso aí.

Felicidade é saber apreciar as pequenas coisas da vida

– Amanhecer lusco-fusco.

Segunda-feira de céu “lusco-fusco”.

Ainda assim, o verde ajuda a colorir o infinito…

Imagem

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#amanhecer #morning #natureza #cloud #nuvens #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #mobgrafia #XôStress

– Uma experiência na Arquibancada na volta do futebol pós-pandemia.

Meu espaço num campo de futebol sempre se resumiu basicamente em dois ambientes: dentro do campo de jogo (no gramado ou à beira dele, enquanto árbitro) e nas cabines ou em frente ao “tubo” (enquanto comentarista). Na torcida, muito nas cativas do Estádio Jayme Cintra enquanto criança e, quando adulto, assistindo algumas poucas partidas pelo Interior e na Capital.

Confesso: nos últimos anos, estar em uma arquibancada foi um fato raríssimo (gosto de futebol, independente dos times, mas estar in loco não é uma praxe usual), e ontem revivi esse momento na experiência de expectador. Com meu pai, fui assistir Red Bull Bragantino x São Paulo no Estádio Nabi Abi Cheddid, junto a 3 queridos amigos.

Horário do apito inicial: 18h15. Compramos os ingressos pela Internet: uma facilidade o uso dos aplicativos voltados a isso; porém, em cada compra tem que se usar 1 CPF e 1 usuário diferente. Ou seja: você tem que fazer várias contas (portanto: vários logoffs e loggins) se quiser ir com a família e comprar de um único celular (isso é desagradável). Chegamos por volta das 16h15, e fomos direcionados ao ponto de aferição da documentação: se estávamos com os e-tickets de entrada, comprovantes de vacinação em ordem e aferição de temperatura. Feito isso, é fornecido uma pulseirinha do jogo, a fim de que na entrada do estádio possa se ter certeza de que a pessoa não esteja furando o protocolo sanitário.

Um adendo: os preços não são absurdos, olhe aí a tabela:

Passo seguinte: a fila para entrar. Não vi ninguém com “ingresso de papel” (nem sei se houve a oferta). Mas em todas as catracas, somente leitura de QR Code dos celulares (lembrando: se você for com a família, tem que estar cada um com um celular logado em sua conta, ou fazer os inúmeros logins e logoffs do mesmo aparelho). Ali, nova aferição de temperatura e um pouco de cansaço (pela demora; afinal, nem todos conseguem que a leitura do ingresso eletrônico seja perfeita – depende da luminosidade da tela, do modo em que o fiscal da catraca passa seu aparelho, etc).

Às 17h estávamos sentados na arquibancada branca, atrás de um dos gols. Imagino que quem chegou em cima da hora, sofreu e perdeu o começo da partida. Vimos as equipes chegarem com seus belíssimos ônibus e, naturalmente, os aplausos e vaias da descida dos atletas.

Apesar da garoa e do vento frio, penso que todos os ingressos foram vendidos. As arquibancadas vermelhas abarrotadas, muita gente nas cativas cobertas e nos ingressos populares, também muito público. A todo instante o pedido para uso de máscaras pelas “Stuarts(sim, somente moças como seguranças em nossa arquibancada, que na verdade também eram orientadoras), além dos avisos pelo sistema de som. Tudo bem organizado, ressalte-se isso. Na torcida, grupos de conhecidos / familiares se aglomerando, tentando se distanciar de grupos vizinhos (algo natural nessa retomada). Nas organizadas, naturalmente isso não aconteceu – mas todos estavam usando máscaras.

A minha dúvida: próximo do começo do jogo, as Torcidas Organizadas do São Paulo entraram em bloco e lotaram o espaço destinado a elas. Me custa crer que eles fizeram os mesmos procedimentos necessários que nós, simples mortais, que levamos 45 minutos para fazer devido ao movimento.

Vi um número elevado de famílias em campo (talvez pela cultura da cidade), e muita, muita gente jovem mesmo (meninos e meninas). Alguns torcedores com camisas antigas do Bragantino, mas a maior parte com as camisas da nova roupagem: as pretas, vermelhas, brancas e até azul marinho – incluindo não só as com a logo do Red Bull Bragantino, mas as de fórmula 1 da equipe Red Bull Racing. As faixas de torcedores organizados com os escudos antigos modificados (com suas agremiações de torcedores), algo que não muda pela lógica do futebol: não se coloca o clube em destaque, mas a logo da torcida organizada – essas, sabidamente, não mudam de nome).

O desconforto: nas arquibancadas mais baratas, as pessoas se acostumaram a assistir o jogo em pé. Faz parte do hábito de um local. Assim, mesmo podendo sentar, se você quiser assistir a partida a contento, deve ficar em pé os dois tempos de 45 minutos, sentando apenas no intervalo. Não faz muito sentido isso pra mim… você pode assistir sentado sem problemas. Talvez, insisto, pelo costume, esse desconforto seja aceito normalmente.

Não vi nenhuma briga entre torcedores; vi torcedores do São Paulo junto com outros do Red Bull Bragantino próximos a mim. Isso foi extremamente positivo – até porquê existia bastante harmonia nas arquibancadas. Nos bares da redondeza, por exemplo, testemunhei muita gente com camisa dos dois times se confraternizando.

Sobre o jogo: é impressionante como o São Paulo FC não demonstrou interesse na partida! O Red Bull Bragantino se impôs, fez valer o mando e tomava as iniciativas. O Tricolor não se lançava ao gol adversário, esperava o contra-ataque, e nos momentos em que o Massa Bruta ampliava o domínio, com muita malícia o time esfriava o jogo, caindo, pedindo atendimento médico ou fazendo cera. Mas não houve lance violento ou algo parecido – aliás, uma partida fácil para se apitar, onde o árbitro Felipe Fernandes de Lima (falamos sobre ele na análise pré-jogo desse blog e do “Pergunte ao Árbitro”) irritou bastante. Explico: 

  • Um excesso de conversa desnecessário. Ele apita “narrando o jogo”, e parece ter uma necessidade de justificar os lances aos atletas. Não é a situação do jogador procurar o árbitro, mas do árbitro querer aparecer buscando o jogador. Assim como fizemos críticas construtivas quando ele esnobou a série B no lamentável episódio do jogo do Vasco (citado anteriormente em outra postagem), alguém precisa dar um toque a ele sobre isso. Aliás, não posso deixar de fazer a observação dele teatralizar demais a aplicação dos cartões com trejeitos excessivos (em alguns momentos, deixou de ser discreto e começou a agir espalhafatosamente, quase imitando o árbitro Ricardo Marques Ribeiro, seu companheiro de Federação Mineira).
  • Felipe tem potencial, mas não pode deixar os jogadores fazerem tanta cera sem punição, ou a cada falta chamar atendimento médico dentro de campo. Retardou demais o jogo com isso, além da espera absurda de 2’01” para verificar o gol anulado do Red Bull Bragantino num simples lance de impedimento.

Como experiência, valeu a tarde/noite. Foi um lazer que não custou caro (embora com alguns desconfortos naturais e esperados de quem se propõe a ir a um jogo de futebol). Mas o ambiente amistoso, o número de mulheres e jovens no estádio, o ótimo policiamento nas redondezas, foram pontos positivos.

Ops: e o gol perdido pelo Pablo? Esse amigo que fizemos no bate-papo da arquibancada é são-paulino, e ele veio da cidade de Monte Sião para assistir a partida. Naquele momento de incredulidade pelo gol perdido, foi impossível não registrar essa foto:

Por fim, a imagem do campo lotado:

– Doe Sangue e Plaquetas!

Alguns aprendem pelo AMOR, outros pela DOR.

Foi pela DOR que me conscientizei e me tornei doador de sangue e de plaquetas. Após uma experiência pessoal, vi que tal ato humanitário é essencial, embora desprezado pela maioria.

Mas não venho usar espaço para isso nesse momento. Venho pedir: os bancos de sangue de todo o Brasil estão precisando com urgência de Doadores de Sangue e Doadores de Plaquetas! Com feriados (semana que vem temos mais), o número de doadores voluntários cai muito. Sem falar na pandemia…

Que tal um ato solitário que dignifica o homem? Doe sangue ou doe plaquetas. Não dói nada, é rápido e faz bem para o corpo e para a alma. Até eu que tenho fobia de agulhas sou doador! Qual o problema então?

Os necessitados de sangue e plaquetas agradecem!

img_9626

– Outubro Rosa.

CÂNCER e PREVENÇÃO – Neste Outubro Rosa, parabenizo minha irmã Priscila por testemunhar publicamente sua luta (por 2X) contra essa doença tão triste.

Compartilho sua história encorajadora,
em: https://professorrafaelporcari.com/2021/10/01/parabens-querida-priscila-por-tornar-publica-sua-luta-que-todos-se-lembrem-previnase-no-outubrorosa/

Imagem

– Bom dia, 2ª feira (4 de 4).

🌅 06h – Desperte, Bragança Paulista.

Que a segunda-feira possa valer a pena!

(E há de valer, mesmo nublada).

🍃🙌🏻 📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia

– Bom dia, 2ª feira (3 de 4).

🌺 Fim de cooper! Valeu o treino e o esforço.

Estou suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da natureza. Hoje, com essas delicadas plantas: lantanas!

Curta flores! Elas nos desestressam.

🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

– Bom dia, 2ª feira (2 de 4).

🙏🏻 Enquanto vou correndo, fico meditando e faço uma prece:

“- Ó Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa também, rogai por nós que recorremos a vós. Amém.”

Reze, e se o que você pediu for para seu bem, Deus atenderá.

⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

– Bom dia, 2ª feira (1 de 4).

👊🏻 Olá amigos! Tudo bem? Que friozinho chato… mas precisamos estar animados para começar a semana.

Por aqui, tudo pronto para suar mais uma vez em busca de saúde. Vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária endorfina?

Pratique esportes. Sempre!

🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #training #corrida #sport #esporte #running

– Lavando Roupa Suja na Internet: a Durabilidade dos Conflitos que são expostos nas Mídias Sociais

Walcyr Carrasco, jornalista e autor de novelas e peças de teatro, escreveu uma interessante coluna na Época (Ed 2811) sobre a exposição de conflitos e brigas entre casais, quando estes caem na Internet. 

E quando eles próprios fazem questão de expor?

Na rede, os conflitos de qualquer natureza costumam se eternizar. Sobre essa situação, Walcyr lembrou que

O amor acaba. A raiva diminui. O tempo alivia os corações. Mas a Internet pode durar sempre

Eu concordo, e você? Abaixo, o texto na íntegra:

ROUPA SUJA NA INTERNET

É de lascar. Antes, quando as pessoas brigavam, no máximo a fofoca corria solta entre amigos. Hoje a guerra explode na internet. Em casos de amor é pior. O risco de alguém ter a cor de suas cuecas divulgada na web é imenso. Bem… a cor das cuecas seria pouco diante do que ocorreu com um amigo. É um ator famoso da Globo. Casado, pai de filho, teve um breve romance com uma atriz. Acabou quando ela descobriu a existência de uma terceira. Irritadíssima, não deixou por menos. Sabe-se lá como, conseguiu uma foto dele e da nova rival, pelados, na cama. Eu a recebi, assim como todo nosso grupo de amigos. Um desastre. Salvou-se porque a esposa, cuidando do bebê em casa, não é ligada em tecnologia. Nem sequer desconfiava dos pulinhos do cônjuge. Liguei para a autora do e-mail:

– Você vai destruir a vida dele!

– Tomara!

Mas ele tem bons amigos que resolveram deletar a foto. Por sorte, a história aconteceu há um ano, e a imagem, para minha surpresa, passou batida. E não estourou nas revistas de celebridades. Fotos da atriz Scarlett Johansson nua bombaram na web não faz muito tempo. Ela mesma as enviara pelo próprio smartphone a seu então marido e atual ex, Ryan Reynolds. Suspeitou-se que o próprio Reynolds, no calor da separação, as houvesse disseminado. Para aplacar o escândalo, Scarlett afirmou ter sido vítima de um hacker. Conseguiu retirá-las dos sites onde era exibidas. As fotos haviam sido batidas pela própria atriz no auge da paixão. Na revista Vanity Fair, ela se saiu com uma explicação bem-humorada:

– Eu conheço meus melhores ângulos.

Diante de mico tamanho, dizer o quê?

Quando a fofoca fica restrita a uma lista de amigos, é possível segurar o estrago. Mas e quando os ex-pombinhos se bicam pelo Twitter e pelo Facebook? Recentemente, um casal gay que nem conheço pessoalmente separou-se. Apavorado, o primeiro, com quem sempre converso no Twitter, pediu-me um conselho. O outro havia entrado em seu Facebook e adicionado sua tia. E revelou o caso em detalhes à velha senhora, que contou tudo para a família. Ocorre que o rapaz pretendia manter em segredo suas preferências.

– Meus pais são evangélicos, queria ficar no armário!

– Seu armário está com cupim – alertei.

Além da tia, o outro também mandou mensagens ao grupo de amigos da net. Segundo contou, conhecera o primeiro na rua, fazendo programa. Endividara-se com os gastos exagerados do parceiro. Pelo Twitter, o primeiro descobriu que trocávamos mensagens. Não teve dúvidas: denunciou o ex como pedófilo, também pela web, em texto aberto a quem quisesse ler. Era baixaria demais. Bloqueei ambos no Twitter. Reapareceram em meu Facebook. Arrependidos, que surpresa!

– Exagerei, ele nunca fez programa.

– Pedófilo ele não é. Só caloteiro.

Adoro uma boa história. Permaneci em silêncio, mas desbloqueei os dois. E descobri que… estão fazendo as pazes! Inacreditável!

Pior é o caso de uma amiga, personal trainer. No auge da paixão, fez uns vídeos bem íntimos com o namorado. Falta de juízo? O amor é assim, quando está rolando ninguém pensa no perigo. Brigaram. Ele quer voltar, ela não. O rapaz já ameaçou botar tudo na web, como fez, há anos, o ex de Paris Hilton. (Alguém lembra? Na época foi um barulhão. Hoje sabemos que foi um ato de pioneirismo.) Minha amiga está desesperada. Voltar não quer. Nem pode, com tal chantagista mau caráter. A lavagem de roupa suja pode acabar com sua carreira. Pouco se fala no assunto, mas hoje em dia muitas empresas entram no Google para pesquisar o passado do funcionário. Academias não contratam uma personal trainer que apareça nua em qualquer site ou em situação ainda mais explícita.

– Que mulher vai querer o marido treinando com uma piriguete? – disse-me o gerente de uma delas.

Intimidade e internet não fazem uma boa parceria. Quando casais se separam, acusações explodem. No auge da fúria, ex-parceiros dizem coisas horríveis um ao outro. Normal. Mas, quando desembocam na internet, intimidades podem ser compartilhadas por um número incalculável de pessoas. Qual é a saída? Talvez seja bloquear o acusador no primeiro e-mail, tweet ou mensagem pelo Facebook. Quem briga quer reação e quem sabe desista. Mas a fúria também pode aumentar exponencialmente.

A lavagem de roupa suja pelas redes sociais está crescendo. Para quem quer brigar, é melhor pensar bem. O amor acaba. A raiva diminui. O tempo alivia os corações. Mas a internet pode durar para sempre.

bomba.jpg

– Sun!

☀️ Sol muito bonito de natureza e beleza indescritíveis de outro dia; afinal, hoje está nublado!

Obrigado, Mãe-Terra! Os raios de sol nos dão muita energia (ao menos, pela tela).

🌱🌞 #inspiração #amanhecer #morning #fotografia #paisagem #sol #sun #céu #landscapes

– Comungar-se com as Coisas que se Convive

Se você costuma praticar o bem, o hábito lhe transforma numa pessoa sempre boa. Se convive com solidários, a solidariedade se torna intrínseca em seu coração. Se procura pessoas sábias, a sabedoria se tornará cotidiana.

Acredito que a convivência influencia as pessoas (algumas em muito; outras, em pouco). Há de se ter muita resiliência para não se influenciar.

Compartilho tal reflexão:

Tudo o que amamos profundamente converte-se em parte de nós mesmos.

Helen Adams Keller, educadora americana(1880-1968)

Concordo e assino embaixo!

bomba.jpg

– E o Renato?

E o Flamengo perdeu para o Fluminense e vê o Brasileirão 2021 ficar cada vez mais difícil.

Renato Gaúcho, que colocou o time na final da Libertadores e na semifinal da Copa do Brasil (por enquanto), é criticado. Seria pelas desculpas e choramingos das coletivas?

Sempre o achei um treinador “boleirão”. Os mais jovens talvez não se recordem da “1a fase” dele como técnico, logo após o encerramento da carreira de atleta: trabalhos medianos, exceto o vice-campeonato da Libertadores pelo Fluminense, perdendo o título para a LDU do Equador no Maracanã (assim como acontece com o Mengão de hoje, o Flu tinha um excelente elenco com muito dinheiro do patrocinador na época).

Antes dessa última passagem pelo Grêmio, recorde-se: Renato fez um péssimo trabalho no Bahia, sendo demitido.

Será que estamos diante de um gestor de grupos, motivador, que só sabe trabalhar com elencos fortes mas que, taticamente, fica a desejar? E que com atletas medianos, não consegue resultados?

Respeito a história do jogador Renato (excepcional), mas entendo que como técnico, não tem nada de diferente…

– E quando as funcionárias são convidadas informalmente a não engravidarem?

Um tema difícil: empresas que, disfarçadamente, não querem que suas funcionárias engravidem.

É obvio que ninguém vai falar abertamente sobre isso, mas quantos casos não existem por aí onde chefes demovem suas funcionárias da possibilidade de terem filhos?

O custo das licenças-maternidades, a “exclusividade para com as preocupações do trabalho” (contra as da casa) e o lembrete de “pensar sobre a carreira” são alguns motivos para que isso infelizmente ocorra.

Diante de tudo isso, uma constatação: quantas empresas praticam isso, e fazem campanhas “solidárias”, ironicamente, até por crianças?

Pura demagogia…

Tamanho da barriga na gravidez mês a mês - Mãe-Me-Quer

– Bom dia, domingo (4 de 4).

🌅 Desperte, Interior Paulista, bem molhado.

Que o domingo possa valer a pena!

(E há de valer, faça chuva ou faça sol).

🍃🙌🏻 📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#prendedor #photo #nature #morning #gotas #fotografia #pictureoftheday #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia

– Bom dia, domingo (3 de 4).

🌺 Fim de cooper! Valeu o treino e o esforço.

Estou suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da natureza. Hoje, com essa delicada planta: Amor Perfeito.

Curta flores! Elas nos desestressam e aliviam a mente.

🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

– Bom dia, domingo (2 de 4).

🙏🏻 Enquanto vou correndo, fico meditando e faço uma prece:

“- Ó Virgem Maria, rogai por nós que recorremos a vós. Somos seus filhos carentes e a Senhora a Nossa Mãe intercessora. Amém.”

Reze, e se o que você pediu for para seu bem, Deus atenderá.

⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

– Bom dia, domingo (1 de 4).

👊🏻 Olá amigos! Tudo bem? Manhã chuvosa para correr. Hoje o treino será na esteira…

Vamos suar a fim de produzir e curtir a tão necessária endorfina? O aguaceiro não pode ser desculpa para a preguiça.

Pratique esportes. Sempre!

🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #training #corrida #sport #esporte #running

– O LinkedIn vai deixar a China.

E o LinkedIn vai fechar sua operação na China, lançando um site genérico sem postagens.

Motivo?

Exigências do Governo Chinês (as mesmas que foram feitas ao Facebook, Twitter e tantas outras Redes Sociais). Ou seja: aceitar censura e controle das autoridades locais contra qualquer coisa que possa ser crítica ao Partido Comunista.

Viver numa ditadura, seja de Esquerda ou de Direita, deve ser horroroso, não?

Sobre esse tema, em: https://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2021/10/14/microsoft-vai-fechar-linkedin-na-china-e-criar-versao-sem-posts-de-usuarios.ghtml

Logotipo do LinkedIn na sede da empresa em Mountain View, na Califórnia. — Foto: Robert Galbraith/Reuters