– Metas para 2014

Como é difícil traçar metas para o ano seguinte… Mais difícil, claro, são os objetivos a longo prazo.

Resolvi listar algumas coisas (às vezes, repetidas do ano passado). Não sei se vou conseguir realizá-las, mas vamos lá (não estão em ordem prioritária):

1) Emagrecer! Afinal, mesmo treinando diariamente após o encerramento da carreira como árbitro, o peso aumentou. Está controlado, mas gostaria de voltar a ter o peso do auge da minha forma física: 72 kg!

2) Aceitar novos convites para colunas e comentários de arbitragem. Eles surgiram, mas meu período sabático (quebrado várias vezes) me impediu. Agora, acho que entrarei de cabeça, oficialmente.

3) Arranjar mais tempo para a família. Já tenho feito isso, mas preciso de ainda mais!

4) Pagar as minhas dívidas e reduzir minhas despesas (snif snif). Dói ver o meu saldo sempre no Vermelhê!

5) Ajudar mais nas pastorais da Igreja Católica. Sempre fui um leigo engajado, mas nos últimos anos os diversos compromissos me impediram de continuar em alguns. Tenho que voltar a frutificar os talentos e dons que Deus nos dá!

6) Aceitar outros convites para lecionar em outras Universidades. Quero arranjar mais tempo para a docência (que contraditório, acabei de reclamar de falta de tempo para a família!)

7) Escrever (ou melhor, continuar a escrever) o livro: “Por trás do homem de preto: aventuras e desventuras do apito”, sobre casos e “causos” do futebol que vivi.

Mas, não posso também deixar de agradecer a Deus por 2013. Pelos meus empregos, pelas minhas experiências, pelos meus desafios e também pelos meus problemas. E, sem dúvida, agradecer a Ele pela minha família.

Quero te dar graças, Senhor, de todo o coração, proclamar todas as tuas maravilhas, alegrar-me e exultar em ti, cantar salmos ao teu nome ó Altíssimo”. (l 9 [9A], 2-4)

Ótimo 2014 a todos nós!

– O que você faria se ganhasse a Mega Sena da Virada?

Hoje será sorteada a Mega Sena da Virada, o super concurso das Loterias da Caixa com prêmio hiper-mega-blaster milionário.

A chance de acertar é de 1 em 50 milhões. Considerando todos os brasileiros vivos (incluindo as crianças), se todos apostarem uma vez e de maneira diferente, 4 pessoas ganham o prêmio. Como isso não é possível, só resta dizer: é muito difícil acertar!

E o que você faria se levasse a bolada de mais de R$ 200.000.000,00?

mega-sena-virada-2011-2012.gif

– Quem foi o melhor árbitro do mundo em 2013?

Em breve saberemos quem será eleito o melhor jogador do mundo: Cristiano Ronaldo, Lionel Messi ou Ribery?

Fazer listas e rankings é algo difícil. Carece-se de critério, bom senso, e eleitores e/ou aconselhantes isentos. Permitir voto pela Internet é algo surreal, pois, respeitosamente, sabe-se que se existir uma boa campanha um azarão ganha pela simpatia num pleito eletrônico.

E se a lista for para a escolha daqueles que tem pouca torcida e muita antipatia?

Pois é: eleger o melhor árbitro de um campeonato estadual tem grau de dificuldade médio. O de um país, a dificuldade aumenta. E do mundo?

Não dá para assistir jogos do planeta inteiro, quiçá um ou outro das principais ligas da Europa. Mas todas as partidas, impossível.

A grosso modo, você pode se basear nas grandes partidas e competições internacionais. E leio num desses blogs especializados do assunto (link enviado pelo árbitro Maicon Maia), o “Football Refereeing”, elegeu os 3 melhores do planeta em 2013: Björn Kuipers , Howard Webb e Sandro Meira Ricci.

Kuipers é o holandês que apitou os principais jogos da Champions League e a final da Liga Europa. Seu ápice foi a final a Copa das Confederações (Brasil x Espanha no Maracanã). Escolha justa.

Webb é o inglês que apitou a final da Copa de 2010 e de tantos outros jogos importantes. Tem muita personalidade e sempre figura entre os melhores.

Ricci é o brasileiro que entrou na lista da FIFA para representar o Brasil na Copa do Mundo em 2014. Quando apitou os principais e mais difíceis jogos do Brasileirão ainda como aspirante a FIFA, foi preterido, dizem, por motivos políticos. No ano seguinte entrou para o quadro internacional. Alguns o criticam por ter sido escolhido como árbitro da Copa por ser justamente “político demais”. Ora, se assim fosse, estaria a mais tempo no quadro da FIFA e de bate-pronto escolhido para o Mundial. A vaga era de Seneme que se lesionou, passou para Vuaden que reprovou no teste físico e ficou pingando para Ricci, que a agarrou. Acho justo. Quem está melhor do que ele hoje para a vaga? Heber Roberto Lopes? A torcida são-paulina não se esquece do fatídico SPFC x Grêmio deste ano. Paulo César? O admiro, mas sua vez já foi. Ricardo Marques Ribeiro, Péricles Bassols, Chicão de Alagoas ou Wilton Sampaio? Esqueça. Sobrou Marcelo de Lima Henrique para dividir a preferência.

Mas o mote é: Ricci é o 3o do mundo?

Nesse ano, não apitou os principais jogos do Brasileirão, mas em compensação esteve nas principais competições internacionais: Eliminatórias, Libertadores, Copa do Mundo Sub 20 e Mundial de Clubes, onde apitou a final da competição. Talvez isso o tenha tornado o mais importante árbitro da América do Sul.

Repito: não é fácil criar rankings, principalmente os de arbitragem. As vezes temos muita má vontade com os nossos árbitros. Carlos Eugênio Simon foi a 3 Copas do Mundo, e ainda assim o criticam. Marsiglia, Wright, Arnaldo e Romualdo fizeram bonito lá fora, mas o reconhecimento é pouco. O “complexo de vira-lata”, tão presente na Seleção Canarinho até a metade do Século XX, persiste no meio do apito. Por quê tantas críticas aos árbitros locais, se eles estão na média mundial?

Quando foi a Nazaré, sua terra natal, Jesus não realizou grandes milagres pela falta de fé do povo. Disse então que “um profeta não é reconhecido pelo seu próprio povo”. Foi daí que se eternizou o dito “Santo de casa não faz milagre”.

Sandro Meira Ricci não é Jesus Cristo para se chamar de santo ou perfeito e fazer milagres em campo. Tampouco para ser crucificado. Assim, que tal olharmos com bons olhos para tal destaque e torcermos para que o árbitro brasileiro apite a decisão do 3o e 4o lugar da Copa de 2014? Claro, não o queremos na final, pois lá estará a Seleção Brasileira contra qualquer outra; afinal, neste ano, Felipão afirmou que “O Brasil será campeão”.

Ou está tudo errado? Previsão de Scolari, escolha do árbitro, ranking e tudo mais?

E você, o que pensa sobre isso? Deixe seu comentário:

***********************

Observação 1: Novamente, não teremos árbitro central paulista na Copa (mas sim bandeira). Veja a relação completa:

1930 – Gilberto de Almeida Rego-RJ (árbitro, com 49 anos)

1934 – nenhum

1938 – nenhum

1950 – Mário Vianna-RJ (árbitro, com 42 anos), Alberto da Gama Malcher e Mário Gardelli (auxiliares)

1954 – Mário Vianna-RJ (árbitro, com 46 anos)

1958 – nenhum

1962 – João Etzel Filho-SP (árbitro, com 46 anos)

1966 – Armando Marques-RJ (árbitro, com 36 anos)

1970 – Ayrton Vieira de Moraes-RJ (árbitro, com 46 anos)

1974 – Armando Marques-RJ (árbitro, com 44 anos)

1978 – Arnaldo Cézar Coelho-RJ (árbitro, com 35 anos)

1982 – Arnaldo Cézar Coelho-RJ (árbitro, com 39 anos)

1986 – Romualdo Arppi Filho-SP (árbitro, com 47 anos)

1990 – José Roberto Wright-RJ (árbitro, com 46 anos)

1994 – Renato Marsiglia-RS (árbitro, com 43 anos) e Paulo Jorge Alves (assistente)

1998 – Márcio Rezende de Freitas-MG (árbitro, com 38 anos) e Arnaldo Pinto (assistente)

2002 – Carlos Eugênio Simon-RS (árbitro, com 37 anos) e Jorge Paulo Gomes (assistente)

2006 – Carlos Eugênio Simon-RS (árbitro, com 41 anos), Aristeu L Tavares e Ednilson Corona (assistentes)

2010 – Carlos Eugênio Simon-RS (árbitro, com 45 anos), Altemir Haussman e Roberto Braatz (assistentes).

2014 – Sandro Meira Ricci-MG (árbitro, com 40 anos), Emerson Augusto Carvalho e Alessandro Rocha Matos (assistentes).

***********************

Observação2: A matéria do texto-base pode ser acessada em: http://footballrefereeing.blogspot.com.br/2013/12/the-3rd-team-referee-of-year-2013-bjorn.html?m=1 (abaixo):

THE 3RD TEAM REFEREE OF THE YEAR 2013: BJÖRN KUIPERS

“From zero to hero” – that was a phrase issued by one member of this blog’s community that perfectly circumscribes the past year 2013 for Dutch referee Björn Kuipers. He is today honoured by The Third Team and its community as the world’s best Referee of the Year 2013.

Many people expected that EURO 2012 might have been a caesure for Kuipers’ referee career. Having been sent home after the group stage as one of four referees, he was somehow punished for his rather weak performances in Ireland – Croatia and Ukraine – France. It was indeed a caesura – but a positive one. In 2012/13, Kuipers outperformed all expectations and rapidly improved his skills on the pitch. Or, to formulate it differently, he finally managed to put his skills onto the pitch visible for everyone.

This culminated in a well-deserved semifinal in UEFA Champions League between Borussia Dortmund and Real Madrid which he handled almost faultlessly. He was then selected to take charge of UEFA Europa League Final 2013 in his home country – in Amsterdam Arena – between SL Benfica and Chelsea FC. The performance of his whole team including assistant referees Van Roekel and Zeinstra as well as the additional assistant referees Van Boekel and Liesveld has been impressive. As a logical consequence, Kuipers furthermore took control over the heated and combatted final at FIFA Confederations Cup between hosts Brazil and World Champions Spain. There is no need to say that this performance was very good as well. In the end, Kuipers has established at the peak of European refereeing which has led us to this award. Congratulations. He is following in the footsteps of Ravshan Irmatov and Cüneyt Çakır, who have been awarded this small prize in 2011 and 2012 respectively.

English Howard Webb has landed on the second place. Certainly, 2013 has been one of the best years of his career and probably the best year after 2010.

Brazilian Sandro Ricci has shown great progress over the last couple of months being somehow pushed into the role to represent the hosting nation Brazil at the next World Cup in 2014. He has coped well with these expectations and this pressure and has proven to be a very good referee at FIFA U-20 World Cup, where he handled four matches, and FIFA Club World Cup, where he took charge of the final between Bayern München and Raja Casablanca (last week).

Djamel Haimoudi of Algeria has been elected as the best African referee of the year, while Nawaf Shukrallah of Bahrain managed to do so as the best Asian official. While Haimoudi handled important matches within his confederation (CAF), such as the AFCON 2013 final in South Africa, and the third place match at Confederations Cup 2013 between Italy and Uruguay, Shukrallah very likely has qualified for next year’s World Cup by multiple achievements: he refereed the World Cup qualifier between Japan and Australia in a very good manner and was able to confirm this positive impression at FIFA U-20 World Cup where he, among others, took charge of a semifinal. In addition, he very well controlled the AFC Champions League Final between Guangzhou Evergrande and FC Seoul.

Mexico’s Roberto García has been elected as the best CONCACAF referee of the year. Certainly, his final appointment and performance at U-20 World Cup (Uruguay – France) were one vital reason for this vote.

This is the complete list. Every voter had sent a top 15. Every place (1 to 15) was linked to a certain amount of points that have been added so that a final list came into existence:

1. Björn Kuipers – Netherlands – 1973 – 370 points

2. Howard Webb – England – 1971 – 273 points

3. Sandro Ricci – Brazil – 1974 – 258 points

4. Jonas Eriksson – Sweden – 1974 – 218 points

5. Nawaf Shukralla – Bahrain – 1976 – 172 points

6. Djamel Haimoudi – Algeria – 1970 – 170 points

7. Roberto García – Mexico – 1974 – 162 points

8. Joel Aguilar – El Salvador – 1975 – 160 points

9. Wilmar Roldán – Colombia – 1980 – 158 points

10. Enrique Osses – Chile – 1974 – 138 points

11. Felix Brych – Germany – 1975 – 122 points

12. Milorad Mažić – Serbia – 1973 – 108 points

13. Svein Oddvar Moen – Norway – 1979 – 84 points

14. Bakary Gassama – Gambia – 1979 – 64 points

15. Benjamin Williams – Australia – 1977 – 57 points

16. Damir Skomina – Slovenia – 1976 – 54 points

17. Pedro Proença – Portugal – 1970 – 43 points

18. Cüneyt Çakır – Turkey – 1976 – 42 points

19. Yuichi Nishimura – Japan – 1972 – 37 points

20. Néstor Pitana – Argentina – 1975 – 31 points

21. Roberto Moreno – Panama – 1969 – 30 points

22. Ravshan Irmatov – Uzbekistan – 1977 – 29 points

23. Nicola Rizzoli – Italy – 1971 – 28 points

24. Abdul Bashir – Singapore – 1968 – 27 points

….. Alireza Faghani – Iran – 1978 – 27 points

26. Néant Alioum – Cameroon – 1982 – 18 points

27. Mark Geiger – USA – 1974 – 14 points

….. Antonio Arias – Paraguay – 1972 – 14 points

29. Craig Thomson – Scotland – 1972 – 13 points

30. Víctor Carrillo – Peru – 1975 – 12 points

….  Marco Rodríguez – Mexico – 1973 – 12 points

32. Courtney Campbell – Jamaica – 1968 – 11 points

33. Viktor Kassai – Hungary – 1975 – 10 points

34. Bouchaib El Ahrach – Morocco – 1972 – 9 points

33. Carlos Vera – Ecuador – 1976 – 8 points

….. Badara Diatta – Senegal – 1969 – 8 points

35. Roberto Silvera – Uruguay – 6 points

36. Daniel Bennett – South Africa – 1976 – 4 points

37. Stéphane Lannoy – France – 1969 – 3 points

….. Peter O’Leary – New Zealand – 1972 – 3 points

Sandro-Meira-Ricci-Apito-do-Bicudo.jpg

– Até quando a Vivo desrespeitará os clientes?

Um apagão da VIVO nos aparelhos celulares nesta segunda-feira perturba os consumidores. Quem é de Jundiaí, sabe o que está acontecendo. Ontem, foi a Internet que falhou.

Vai reclamar? O atendimento é péssimo! E a concorrência não é muito diferente. O problema é que a Vivo é muiiiiiito ruim. Mas nas propagandas é tudo uma maravilha!

Golpe, típico 171. Tô cansado de empresas como essa.

vivo_171.jpg

– Amar, Respeitar e Obedecer aos Pais

Ontem, a 1a Leitura da Santa Missa foi uma verdadeira aula de bons modos e aconselhamentos entre pais e filhos. Abaixo:

LEITURA DO LIVRO DO ECLESIÁSTICO (ECLO 3,3-7.14-17A):

Deus honra o pai nos filhos e confirma, sobre eles, a autoridade da mãe.

Quem honra o seu pai, alcança o perdão dos pecados; evita cometê-los e será ouvido na oração cotidiana.

Quem respeita a sua mãe é como alguém que ajunta tesouros.

Quem honra o seu pai, terá alegria com seus próprios filhos; e, no dia em que orar, será atendido.

Quem respeita o seu pai, terá vida longa, e quem obedece ao pai é o consolo da sua mãe.

Meu filho, ampara o teu pai na velhice e não lhe causes desgosto enquanto ele vive.

Mesmo que ele esteja perdendo a lucidez, procura ser compreensivo para com ele; não o humilhes, em nenhum dos dias de sua vida: a caridade feita ao teu pai não será esquecida, mas servirá para reparar os teus pecados e, na justiça, será para tua edificação.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Perfeito, e serve para filhos adolescentes, adultos e rebeldes.

Família, base de um mundo melhor!

167350_173211616052842_8260136_n.jpg

– O que esperar para 2014 no futebol?

O ano de 2013 já disse “Adeus”. E o que podemos falar sobre o Ano Novo, em especial no futebol brasileiro?

Teremos uma temporada agitada dentro e fora de campo. Duvida disso? Veja só:

1– A Política estará em alta devido as eleições na CBF. Há tempos que assistíamos seguidas reeleições de Ricardo Teixeira como presidente. Com sua saída (ou fuga, se preferir), assumiu José Maria Marin que apoiará o atual mandatário da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo Del Nero. Contra eles, devemos ter o ex-presidente corinthiano Andrés Sanches, que busca apoio das federações rebeldes.

2– A Copa do Mundo vem aí. Eu acredito que será um Mundial de melhor nível técnico, já que contará com Cristiano Ronaldo, Messi, Ribery, Iniesta, Ozil, Neymar e outros tantos craques. Até 82, tínhamos muitos craques em campo e futebol vistoso. Mas a partir de 90 e 94 passou-se a valorizar a força física, sendo que o pragmatismo tomou conta dos gramados. Agora, a bola volta a agradecer o bom trato. E os favoritos serão os de sempre: Brasil, Alemanha, Argentina, Itália e… Espanha, claro. Inglaterra e Uruguai eu descarto.

3– No Brasileirão, teremos novamente as discussões costumeiras: jogadores poupados para jogos da Libertadores, calendário desgastante e erros de arbitragem (e se preparem, críticos de plantão, pois a Lista de Árbitros da FIFA não teve nenhuma modificação para 2014, nenhum aspirante ascendeu e nem árbitro internacional de baixa competência saiu da relação, sendo que as alterações foram no quadro de bandeiras).

4- O que não faltará novamente em 2014 é a velha história de mala branca e mala preta (ambas são ruins para o futebol). Quando será que isso vai acabar? O cara recebe o salario do seu clube mas, para render mais e buscar a vitória (beneficiando outrem por tabela) fica esperando dinheiro extra? Isso é demonstração de falta de ética e mau profissionalismo. Se o jogador aceita grana para jogar melhor, a chamada mala branca, quem garante que ele não receberia também para fazer corpo mole, a mala preta?

5- Desejo, enfim, não esperar violência nas arquibancadas dos estádios (embora creio que ela continuará), bem como extirpar dos ouvidos as notícias de manipulação de resultados mundo afora (e aqui acho utopia, visto o crescente aumento de casas de apostas). Mas o que mais anseio (e espero, pacientemente) é: Paz no Futebol!

E você, o que espera para o ano futebolístico do seu time, da Seleção Brasileira e do futebol em geral?

crystallium_brindes_copa_mundo_2014_bola_cristal.jpg

– PM nos Shoppings

O tal de “rolezinho” está dando o que falar. Jovens sem educação que tentam invadir shoppings em conjunto (tipo arrastão) para promover arruaça.

Leio agora que os lojistas querem a Polícia Militar dentro dos estabelecimentos. Aí eu discordo. A segurança lá tem que ser privada, a PM é para a segurança nas ruas.

E você, o que pensa disso?

Batalhão-PM_ML.jpg

– Renan Calheiros é o Exemplo Maior!

Tudo aquilo que se fala sobre politicagem e uso da máquina pública em benefício ao próprio político, se resume bem em Renan Calheiros.

O presidente do Senado já renunciou para não ter o mandato cassado, foi inúmeras vezes acusados de corrupção e atitudes antiéticas, mas mesmo assim voltou à Brasília. E se conseguiu ser eleito, é porque tem eleitores cativos!

Na última semana, Renan, em dia útil de serviço, usou um jatinho da FAB e foi para Recife. Motivo: implante capilar!

Só pode ser gozação com a população. Viaja as custas do Governo (com o nosso dinheiro), dá um prejuízo violento aos cofres públicos para obter “sua nova cabeleira” e demonstra estar pouco se lixando com a repercussão!

Isso é servir ao povo? Ganha fortuna, tem mordomia e realiza escárnio sem fazer cerimônia. Essa é em geral a regra da política brasileira! Ou não?

renan0021.jpg

– O que muda no Brasil com 5 estrangeiros por time?

Antes eram só 2; há dez anos, mudou para 3. Agora, serão 5! Esse é o número de atletas estrangeiros permitidos pela CBF para jogarem nas competições oficiais em 2014.

Na Europa, onde nos grandes centros não há limitações, algumas equipes já vivenciaram experiências inusitadas: o londrino Arsenal foi o primeiro clube da Inglaterra a jogar na Premier League sem nenhum inglês em campo. Igualmente o milanês Internazionale foi o pioneiro na Itália em jogar sem nenhum italiano.

E isso significa o quê?

Duas coisas:

1- Nos países ricos economicamente, tal fenômeno leva a um aumento de qualidade nas suas esquadras. Manter Neymar, Messi, Cristiano Ronaldo e tantas outras estrelas é para poucos. Para isso, buscam-se parceiros ideais para os ajudar, independente de quanto custam ou de onde eles vem. Os campeonatos tornam-se sensacionais.

2- No Brasil, vivenciaremos uma invasão de paraguaios, argentinos, uruguaios e outros latino-americanos de qualidade duvidosa, já que os craques desses países não serão importados pelo Flamengo, Corinthians ou Cruzeiro: irão para o Real Madrid, Milan e Manchester City, devido a oferta econômica. E o campeonato não mudará de nível.

Como consequências negativas, teremos jogadores brasileiros perdendo emprego e atletas jovens, das categorias de base, sem oportunidade para subir ao profissional, já que o pé-de-obra peruano, boliviano ou venezuelano é bem barato.

Eu não gostei do aumento de estrangeiros nas equipes. E você?

Deixe seu comentário:

gringos-1.jpeg

fonte: Revista Placar

– Correios não Entregarão Cartas em Lugares de Violência. Principalmente em… Jundiaí!

Os Correios não entregarão mais cartas em alguns pontos de diversas cidades por culpa da: violência!

É o cúmulo, mas é a realidade. Não dá para aceitar isso. O que as autoridades estão fazendo DE VERDADE para acabar com a criminalidade da nossa sociedade?

Em Jundiaí, bairros como São Camilo, Jardim Tarumã, Jundiaí-MIrim, Novo Horizonte e até o Caxambú estão na lista.

Eu fico envergonhado ao ler isso. Nossa sociedade aceita isso numa boa? A solução será escolta armada!!!

Para aqueles que não receberem suas correspondências, terão que buscá-las na Agência Central do Correio em Jundiaí. A que ponto chegamos…

Involução.

correios.jpg

– Especulações ou Mentiras?

Dia 28 de dezembro foi “Dia da Mentira” na Espanha, França, Portugal e em boa Europa Ocidental. Os jornais de lá costumam brincar com as manchetes nessa data, como “Balotelli jogará no Ghanghzou da China por US$ 3 milhões/mês” ou “David Beckman voltará aos gramados pelo Manchester United”.

No meio destas, surgiram duas que parecem mas não são trotes: Felipão no Barcelona e Lionel Messi no Paris Saint German.

Felipão no Barcelona após a Copa de 2014? Algum gozador jogou tal chute no ar e muitos creram como especulação. Para mim, notícia sem fundamento. Tata Martino está bem na equipe catalã e não creio que esteja ameaçado por problemas de resultado. Luís Felipe Scolari nada tem a ver com o Tik Tak (ou Taka Taka) do Barça, estilo diferente que surgiu em meados dos anos 70 com os holandeses e se tornou uma filosofia do clube.

Já Messi se envolveu numa desavença por salários no clube. Chelsea, PSG e todo clube comandado por magnatas o desejam. Aí já é algo mais aceitável, pois dinheiro nos cofres esses clubes têm. Em especial o PSG, que quer se firmar como potência na Europa.

Cá entre nós? Felipão vai para algum país árabe encerrar a carreira e garantir a aposentadoria, e Messi continuará mais um ano no Barcelona. Eu escrevi só “mais um”, pois penso que se Neymar seguir arrebentando nos jogos, será difícil o argentino conter a vaidade e aceitar a perda do posto de número 1 do time.

E você, o que pensa sobre isso?

Bola-Portugal-Mundial-Scolari-Brasil_LANIMA20121129_0076_1.jpg

– Você curte Vale-Tudo?

Que febre é o tal de MMA. Eu sou do tempo da Luta Livre e Telecatchs com Fantomas, Marreta Valentino, Índio Apache… Era tudo marmelada, por isso era divertido. O atual, não curto mas respeito.

Mas hoje isso se profissionalizou e virou um grande negócio. O que dizer da luta do Anderson Silva e a fatalidade desta noite?

O lutador brasileiro fraturou a tíbia. Que cena horrível! Abaixo:

1528700_364792406997683_2104054483_n.jpg

– Corpo, Mente e Alma bem Saudáveis!

Gosto muito de correr e, durante a atividade física, meditar. Hoje realizei um ótimo treino, e compartilho algo importante para corpo, mente e espírito estarem em sintonia (afinal, senti que tal reflexão é importante).

Abaixo, quando a adrenalina estava a mil, durante o alongamento final (com as hastags e tudo mais):

Depois de cuidar do #corpo e da #mente, é hora de cuidar da #alma. Vamos à #Missa? Porque #sábado também é dia de #rezar! Hoje, lembrando o #Desterro de #NossaSenhora com o #MeninoJesus e #SãoJosé. Leia e pense: vivemos num tempo menos difícil, não?

#EVANGELHO DE SÃO MATEUS 2,13-18

Depois que os magos partiram, o #Anjo do #Senhor apareceu em sonho a José e lhe disse: “Levanta-te, pega o #menino #Jesus e sua #mãe e foge para o #Egito! Fica lá até que eu te avise! Porque Herodes vai procurar o menino para matá-lo”. #José levantou-se de noite, pegou o menino e sua mãe, e partiu para o Egito. Ali ficou até a morte de #Herodes, para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: “Do Egito chamei o meu #Filho”. Quando Herodes percebeu que os magos o haviam enganado, ficou muito furioso. Mandou matar todos os meninos de Belém e de todo o território vizinho, de dois anos para baixo, exatamente conforme o tempo indicado pelos #magos. Então se cumpriu o que foi dito pelo profeta Jeremias: “Ouviu-se um grito em Ramá, choro e grande lamento: é Raquel que chora seus filhos, e não quer ser consolada, porque eles não existem mais”.

nossa-senhora-desterrojpg1272012180953.jpg

– Questionamentos de Lusa x STJD

A Portuguesa foi rebaixada definitivamente para a série B. Numa apresentação bem melhor do que na primeira oportunidade, o advogado Dr João Zanforlin fez a defesa cobrando um julgamento técnico. Falou sobre o Estatuto do Torcedor e outras tantas coisas. E, na hora dos julgadores falarem, simplesmente ignoraram tudo.

Aliás, independente do voto, o menosprezo ao Estatuto do Torcedor me impressionou. Para que ele serve, se na Justiça Desportiva foi deixado de lado?

Parece que as leis foram criadas para se usar quando deseja, e deixá-lo de lado caso não exista interesse num determinado resultado. Nitidamente os membros do Tribunal foram decididos a votarem contra.

Agora, algumas questões perturbadoras:

– Se a Portuguesa reclama que o advogado carioca que ela contratou não avisou da punição, qual o motivo dela não processá-lo?

– O presidente da FPF Marco Polo Del Nero declarou que “não trabalha sob pressão”, e se omitiu totalmente do caso. Por quê?

Se a Lusa não entrar na Justiça Comum, ficará uma grande indagação: não o fez por fraquejar ou a pedido de alguém, como a CBF, por exemplo?

Tudo o que aconteceu deixa no ar a dúvida: se o beneficiado indireto fosse a Portuguesa e o prejudicado o Fluminense, teria sido 8 x 0 o julgamento? E mais dúvidas sobre o futuro: se conseguir a vaga na Justiça Comum, teremos um Brasileirão inchado, com 21 times (ou 24, se o presidente José Maria Marin fizer politicagem e cancelar o rebaixamento)?

Me recordo do caso Botafogo, Gama e Sandro Hiroshi, que salvou o clube carioca e fez o time candango ganhar a permanência na série A nos tribunais. Tenho medo desse triste episódio se repetir.

br4.jpg

– E o que vai dar na última Rodada do Brasileirão?

Nesta sexta-feira teremos “Lusa x STJD” pela irônica 40a rodada do Campeonato Brasileiro.

Eu acho que o jogo não acaba ainda. Teremos a “41a rodada” onde, infelizmente, acontecerá a anulação do rebaixamento e a criação de um Brasileirão com 24 equipes.

E você, o que acha que acontecerá?

uniforme-flusa.png