– Pata de Ganso: Eu já tive uma…

Certa vez, “ganhei” uma tendinite difícil de sarar, conhecida nos meios ortopédicos como “Pata de Ganso”. Felizmente, após um bom tratamento, nunca mais a tive e quero distância dela!

Há dias, li esse artigo publicado e, para aqueles que praticam esporte, vale a pena se prevenir com as boas dicas aqui contidas.

Texto do Fisioterapeuta Marcelo Luiz de Souza, extraído do CartãoVermelho.esp (http://www.cartaovermelho.com.br/modules.php?op=modload&name=Sections&file=index&req=viewarticle&artid=573&page=1)

TENDINITE DA PATA DE GANSO OU ANSERINA

Chamam-se “pata de ganso” os tendões dos músculos que inserem na região medial do joelho no terço proximal da tíbia. São eles: tendão do semitendinoso, grácil e sartório. Cada um tem localização, origem e ação específica, entretanto, todos têm (em tese), a mesma inserção, formando a referida “pata de ganso”.

O semitendinoso origina-se na tuberosidade isquiática, na região posterior da coxa, sendo um dos responsáveis pela flexão e rotação interna do joelho e, acessório na extensão do quadril. O grácil, tem origem no corpo e ramo inferior do púbis e é um dos responsáveis por auxiliar a flexão, rotação interna do joelho e adução da coxa. O sartório origina-se na espinha ilíaca ântero-superior, auxiliando na flexão do quadril, flexão e rotação interna de joelhos.

Como mencionado, estes têm inserção “relativamente” comum, no terço proximal medial da tíbia (região interna do joelho). Juntamente com os tendões da “pata de ganso”, temos a bolsa sinovial, que lubrifica os tendões dando mais funcionalidade ao movimento, evitando atritos. Esta bolsa também pode ser sítio de dores isoladas ou estar associada à tendinite da “pata de ganso”, provocando a bursite da pata de ganso ou anserina.

MECANISMO DA LESÃO

 

 

Tendinite comum no meio desportivo, a tendinite da pata de ganso ocorre geralmente por excesso de uso, overuse, sobrecarga e esforço repetitivo. Um estresse biomecânico, provocado por um joelho valgo ou varo, pé pronado ou supinado pode ser um fator preditivo. Pancadas na região também podem provocar a lesão, associando com a bursite da pata de ganso.

Clinicamente, é difícil distinguir qual estrutura está afetada, se é o tendão ou a bursa. A literatura revela que, na maioria dos casos, o problema é de origem bursal. A inflamação da bursa (bursite) pode resultar de um trauma agudo na parte medial do joelho ou por overuse (sobrecarga), na qual há uma fricção repetitiva da bursa entre a tíbia e os tendões devido a estresses em valgo ou uso excessivo dos isquiotibiais, principalmente naqueles que tem um encurtamento dos músculos posteriores da coxa. É comum ocorrer nos esportes que exigem mudanças rápidas e bruscas de direção.

FATORES QUE PODEM DESENCADEAR A LESÃO

-Treinamento excessivo (overtraining);
– Gesto esportivo incorreto;
– Aumento súbito dos treinamentos e corridas em aclives;
– Encurtamento dos isquiotibias;
– Lesão do menisco medial;
– Deformidade em valgo;
-Instabilidade medial.

SINAIS E SINTOMAS

– Dor ao subir e descer escadas na região medial do joelho;
– Dor ao sair da posição sentada para em pé;
– Edema no local (inchaço);
– Dor a palpação da região;
– Dor para caminhar.

TRATAMENTO

• Fase aguda: crioterapia, ultra-som no modo pulsátil, laser e tens, podem ser recursos da eletrotermofoterapia que se aplicam bem ao quadro clínico do paciente. Quando a dor for diminuindo, incluir: exercícios suaves de alongamentos para os referidos músculos (semitendíneo, grácil e sartório), bem como exercícios de fortalecimento, com carga leve e progressiva. Na fase de resolução, incluir exercícios proprioceptivos (sensório-motores) específicos e, exercícios funcionais para retorno breve à prática desportiva. O uso de antiinflamatórios, é um recurso que deve ser utilizado também, de acordo com orientação e critério médico.

• Fase crônica: Calor, ultra-som no modo contínuo, laser como cicatrizante, são recursos benéficos. Entretanto, os exercícios de alongamentos, exercícios de fortalecimento muscular, exercícios proprioceptivos e funcionais são fundamentais no processo de recuperação deste paciente. Bandagens funcionais podem ser utilizadas, bem como palmilhas específicas, caso haja alguma alteração biomecânica que justifique. Em geral, é auto-limitada (melhora com ou sem tratamento), mas o tratamento fisioterapêutico acelera e evita recidivas do quadro clínico.

Até a próxima!
Marcelo Luiz de Souza
Fisioterapeuta – Crefito 2: 74644-F
marceloluizsouza@globo.com
Tels: (21) 78526135 (ID: 83*17295) e 9627-5472

22 comentários sobre “– Pata de Ganso: Eu já tive uma…

  1. VENHO SOFRENDO COM DORES NO JOELHO À ALGUM TEMPO, SEM CONTUDO OBTER SUCESSO NAS IDAS E VINDAS AO ORTOPEDISTA, RESOLVI, ENTÃO, BUSCAR UM REUMATOLOGISTA, O QUAL SÓ DE OLHAR, DEFINIU O QUE VIU (JOELHO MUITO INCHADO ) E AS QUEIXAS DE DORES COMO PATA DE GANSO E APERTOU EM 2 PONTOS QUE ME FIZERAM TREMER DE DOR. RESOLVI ENTÃO PESQUISAR E AQUI SR DESCREVEU EXATAMENTE O QUE SINTO. MUITO OBRIGADA PELA AJUDA. DEUS O ABENÇOE.
    ATT: LINDALVA

    Curtir

  2. Estou há um mês com uma tendinite da pata de ganso no joelho esquerdo cuja dor está me matando. Já fui ao ortopedista e tenho ido ao fisioterapeuta, mas a dor tem andado tão forte que eu não estou aguentando nem dirigir e tive que tirar uma licença do trabalho. Esse dor é brutal assim mesmo? Estou muito preocupada!

    Curtir

  3. Estou com este problema devido a excesso de exercicios, principalmente corrida, já estou me tratando a 4 dias com anti-inflamatorio e com exercicios de musculação para fortalecer os musculos.
    Gostaria de saber em média qual o tempo de recuperação e em quanto tempo poderei voltar aos treinos.

    Curtir

  4. Gabriel, 6 meses foi a minha. Muito alongamento e muito gelo. Mas depende muito do médico, do fisioterapeuta, do seu corpo. É relativo mesmo!

    Curtir

  5. Estou com esse problema a 2 anos, ela vai e volta.
    Já fui em vários ortopedistas, nenhum sabia de dizer o que era. Fui em reumato que me dise que tinha fibromialgia. Até que não aguentei mais de dor e acabei num médico de coluna, foi o único que soube me dizer o que tinha. Ainda estou em tratamento.

    Curtir

  6. estou com essa dor q apareceu de uma vez assim q eu tirei um sapato de salto muito alto, porem ela irradia para coxa e para o pé, o ortopedista só passou antinflamatório e criterapia. isso é normal?

    Curtir

  7. tudo bem, estou pesquisando sobre a pata de ganso e encontrei o seu blog, fiquei muito feliz com as suas informações.

    Curtir

  8. Olá, tudo bem ??!!
    Bom, a muito tempo tinha dores no joelho, época de escola não jogava bola, não corria, porque doía, só que meus professores achava que era uma desculpa pra mim não fazer Educação Física. Porem comecei academia, e começou tudo de novo.. Enfim, piorou com a academia. Fui ao ortopedista, ele me falou que estou com Cisto, e Pata de Ganso. Me passou anti-inflamatório e 10 ceções de fisioterapia. Queria saber, se com a fisioterapia e os anti-inflamatórios resolveria ?? Sinto muita dor, não consigo caminhar direito, ando mancando, está muito inchado .. Com a fisioterapia não está resolvendo eu acho. Necessitaria de cirurgia ?
    Desde de já, obrigado !!

    Curtir

  9. Bom Dia.
    Primeiro Parabeniza-lo pelo serviço e utilidade pública.
    O quadro é justamente este.
    Algumas vezes do nada e até mesmo com a perna em repouso sinto como se uma cunha estivesse tentando separar meu fêmur de minha tíbia.
    Para dormir qualquer pequeno movimento que seja acordo com dor.
    Sentado ou deitado, ao levantar-se parece não termos força e apoio para tal.
    Estou tomando analgésico e gelo no máximo 30 minutos.
    Trabalhar e Dirigir só com empréstimo de um carro automático.
    O tratamento é esse e devo continuar com o anti-inflamatório que o ortopedista mandou tomar só por 5 dias?
    Três ortopedistas que fui consultado prescreveram apenas anti-inflamatórios, analgésicos, repouso e gelo.
    Desde já obrigado.

    Curtir

  10. Jaime, é insuportável essa dor, me judiou muito durante minha carreira como árbitro de futebol. Só sarei com gelo e alongamentos (muito!). O principal é: paciência (levei 6 meses)! Sobre remédios, difícil eu falar… só o médico pode dizer. Quando tomava, parecia não adiantar.

    Curtir

  11. Carla, repito o que escrevi ao Jaime: “é insuportável essa dor, me judiou muito durante minha carreira como árbitro de futebol. Só sarei com gelo e alongamentos (muito!). O principal é: paciência (levei 6 meses)! Sobre remédios, difícil eu falar… só o médico pode dizer. Quando tomava, parecia não adiantar.”

    Curtir

  12. A tendinite pata de ganso nunca vem só, outras estruturas estão comprometidas, tratamento multidisciplinar será preciso e um médico que não seja obtuso como a maioria.Lesão leva mais de 6 meses para melhorar.

    Curtir

  13. Bom dia,

    Minha dor é exatamente essa que vc descreveu, porem nenhum medico falou em “Pata de Ganso”, ou algo que desse a entender que seria, mandaram eu fazer fisioterapia e fortalecimento muscular, o fisioterapeuta falou que seria “Pata de Ganso”.

    Sofri um acidente de carro a 4 anos atras, pratico futebol regularmente, até maio desse ano não sentia dor, depois comecei a sentir e isso me impediu de jogar, estou a três semanas fazendo fisioterapia, senti uma melhora na dor.

    Abaixo foi o que apareceu na minha ressonância

    Discreta irregularidade e alteração de sinal condral em zona de carga do côndilo femoral medial, com
    discreto edema da medular óssea adjacente, medindo aproximadamente 1,0 x 0,6 cm. Não há sinais de
    de laminação ou fragmentação local.

    Discreta alteração intrínseca de sinal no corno posterior do menisco medial.

    Pra ser tendinite “Pata de Ganso” teria que ser um outro diagnostico, ou o diagnostico acima esta associado?

    Não sei se vc se recorda de quando aconteceu com vc, mas se poder me dar uma luz eu agradeço, quero muito voltar ao esporte e estou pesquisando bastante sobre o assunto.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.