– Com o cérebro ou com o coração?

Quando eu vi a propaganda do ex-vice presidente Joe Biden, estranhei num primeiro momento. Ele, que tentará ser Presidente dos EUA concorrendo pelos Democratas contra a reeleição de Donald Trump (dos Republicanos), usou um tom mais emocional na sua pré-campanha.

A ideia é contradizer a razão e usar o coração. Aí, se você ler a mensagem “His Brasil? No. His Heart.” você entenderá num segundo momento que ele não está menosprezando a racionalidade, mas agregando humanismo na sua campanha.

Será uma briga boa por lá. Biden, com o coração, ou Trump, com seu cérebro (e furor)?