– Olavo de Carvalho e suas Crendices: fé e razão não podem ser como ele pensa!

Dizem que ele é um dos gurus da Família Bolsonaro. A mim isso não importa nesse texto, já que o que interessa é entender a figura mística de Olavo de Carvalho nessa postagem.

Fiquei impressionado como ele é confuso quanto suas crenças, ao ler no que acredita na Revista Época. Além de ter uma impressão negativa de suas ideias radicais, politicamente incorretas e saber que é filósofo sem nunca o ter sido / estudado (ressaltando: me incomoda a quantidade de palavrões e o fumo constante – cachimbo ou cigarro – que faz questão em deixar registrado nas suas gravações), Olavo transitou:

– Na astrologia, seguindo para o espiritismo, depois no auto-conhecimento / gnóstico, migrou para um lado do Islã, voltou à seita New Age / Nova Era, e por fim migrou para  o cristianismo evangélico e hoje se diz católico apostólico romano.

Afinal, é tão difícil a convicção numa doutrina? Percebe-se que as correntes são divergentes demais para aceitar o ecumenismo da questão. E olha que ele tem vários escritos sobre religião… Dentre suas ideias, a que mais me pesa é que, ao contrário do que a Igreja Católica pensa (fé e ciência como duas asas que nos elevam para Deus), ele condena qualquer tipo de harmonia entre a emoção de quem crê e a razão de quem investiga.

É por isso que muitas vezes se faz ininteligível esse tal de Olavo… Parece-me que se nas questões políticas quer impor seu pensamento (não há problema algum em opinar e ter sua opinião, mas forçar que o outro pense como você não pode), nas de fé piorou!

Resultado de imagem para Olavo de Carvalho religião

 

Anúncios