– As expressões mais sem noção da Língua Portuguesa em Portugal.

Algumas expressões da Língua Portuguesa diferem demais entre Brasil e Portugal. Veja algumas situações curiosas, abaixo:

Extraído de: https://educacao.uol.com.br/noticias/2022/09/03/nivel-5-serie-as-expressoes-mais-sem-nocao-do-portugues-de-portugal.htm

AS EXPRESSÕES MAIS SEM NOÇÃO DO PORTUGUÊS EM PORTUGAL

Por Marcela Schiavon

Morar em Portugal e falar como no Brasil não é uma realidade para nós, brasileiros. Isso porque algumas expressões que lá significam uma coisa, aqui tem um sentido muito diferente. O latim e o grego estão muito presentes na língua portuguesa, mas passaram-se anos desde a colonização de Portugal no Brasil. Então, além da fonética distinta, muitas palavras também possuem outra definição.

A língua portuguesa se misturou com as línguas indígenas, principalmente o tupi, que era usado na comunicação entre portugueses e indígenas. Muitas expressões podem causar confusão. Um exemplo dessa bagunça são palavras usadas por portugueses que são nossos palavrões e vice-versa.

Pensando nisso, a brasileira Carla Gomes, que cria conteúdos sobre viver fora do país onde nasceu, publicou um conteúdo com palavras e frases ditas em terras lusitanas que diferem muito das que utilizamos em solo tupiniquim.

Então, vamos traduzir o que cada uma dessas expressões do vídeo significa por lá:

  1. ‘Cheio de pica’ significa: ‘cheio de pique’, ou seja, entusiasmo’, já que ‘pica’ por lá é ‘vontade’, ‘vigor’. Outro exemplo de uso da palavra: ‘assim não dá pica’, leia: ‘assim não dá vontade’.
  2. No caso da bebida citada no vídeo, de acordo com informações do site do produto, o Licor de Merda foi criado para ‘homenagear’ algumas autoridades que governavam Portugal em 1974, quando foi criado. Na época, o país passava por um período conturbado marcado pela luta entre a esquerda e a direita locais. “Não fazendo jus ao seu nome, o licor de merda é um licor saboroso e fácil de beber. Feito à base de leite, também contém baunilha, cacau, canela, açúcar e citrinos”, diz a marca.
  3. Apesar do nome excêntrico, o Miradouro da Garganta Funda fica em Ponta do Pargo, no município de Calheta, Ilha da Madeira, em Portugal. O trajeto a pé e demora cerca de 7 minutos entre a vegetação e oceano Atlântico e a vista é realmente linda, apesar de o percurso ser pouco frequentado.
  4. A palavra ‘foda’ tem, em Portugal, o mesmo sentido que tem no Brasil. O site oficial da festa diz que o termo ‘Feira da Foda’ é usado para falar sobre a carne de cordeiro à Moda de Monção, conhecido como “Foda à Monção”. O evento também é conhecido como ‘Feira da Monção’.
  5. Em Portugal, ‘porras recheadas’ são os nossos famosos ‘churros’. Os churros portugueses são feitos da mesma forma que aqui, a única diferença que é, usualmente, eles são saboreados sem recheio.
  6. Do lado oposto às Praias do Sado, há uma placa indicando ‘Caralhão’, que nada mais é do que um direcionamento de lugar. As praias estão a leste de Setúbal, pertencente à freguesia do Sado, no distrito de Setúbal, na área metropolitana de Lisboa. Outros palavrões brasileiros usados por lá são ‘cacete’, que é nosso ‘pão bisnaga’, ‘puto’, que é ‘adolescente’ e ‘porreiro’, que aqui é nosso: ‘muito legal’.
  7. Controle o riso com esse prato português, ‘punheta com grelo à vista’. Em Portugal, a ‘punheta de bacalhau’ é um prato típico, considerado entrada ou petisco, que consiste em bacalhau cru conservado em azeite, vinagre, alho e salsa. Já os grelos são folhas de nabos, muito servidas com arroz, que normalmente os brasileiros não comem.
  8. Na propaganda da marca M&M’s em Portugal, há a expressão ‘partilhas com o Gozão?”. Aqui, poderíamos entender como um pedido para dividirmos com aquele tipo de pessoa que está sempre caçoando outros. Como aquele amigo da zoeira que brinca com tudo e todos: um ‘gozão’.
  9. A última expressão do vídeo, ‘cabaço’, em Portugal, significa um balde ou regador, utilizado para tirar água de um poço.

Falando português ou grego?

O que é sem noção ou bizarro em um país, pode ser normal dependendo de onde você mora. Criadores de conteúdo brasileiro brincam muito com as expressões portuguesas e tentam adivinhar o que significam.

Sobre a pronúncia, é tudo bem diferente se formos nos atentar aos detalhes.

No português brasileiro, as vogais são abertas e falamos com um ritmo cantado. Aqui, há substituição do som de ‘l’ pelo ‘u’: em palavras como papel, pronunciamos ‘papeu’.

Já em Portugal, a palavra tem destaque na pronúncia do “l” final: ‘papél’. Já o nosso ‘z’, pode virar ‘ix’ para os portugueses, como na palavra faz, que lá fala-se ‘faix’.

Apesar de o idioma ser o mesmo, essa moça portuguesa provou que as vezes não tem nada a ver. Ela ficou famosa zoando os amigos com frases que, para eles, não faziam o menor sentido, embora sejam extremamente usuais onde nasceu:

‘Aqui em Angola falamos igual Portugal, mas a gente adora usar algumas gírias do Brasil’, escreveu uma internauta.

E os comentários dos vídeos sobre a diferença entre o português brasileiro e o de outros locais vêm de diversas partes do mundo, afinal muitos países falam português. São eles: Moçambique, Angola, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Macau e outros.

O português de Portugal tem tantas palavras que não temos no Brasil que fica difícil colocar todas aqui.

Alguns exemplos são: no Brasil, fala-se ‘calcinha’, mas em Portugal é ‘cueca’.

Para os portugueses, ‘pila’, da expressão ‘quantas pilas custa isso?’, pode significar ‘pênis’.

Anote aí mais palavras e expressões diferentes: ‘guarda-redes’ quer dizer ‘goleiro’.

Alcunha é o mesmo que ‘apelido’ e ‘fazer o pino’ significa ‘plantar bananeira’.

Outras palavras muito usadas em Portugal são: ‘à grande ‘e ‘à francesa’, que querem dizer ‘com abundância’, mas no Brasil falamos a segunda para se referir a ‘sair de fininho’.

Alfabeto: um ranking da pior até a melhor letra | by Gustavo Ricci | Medium

Imagem extraída de: https://medium.com/@gusricci/alfabeto-um-ranking-da-pior-até-a-melhor-letra-ed816413817a

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.