– O insensível deboche de “Jesus na Goiabeira” e a sensibilidade afeita com Battisti

Quando existe maldade ou má vontade, as pessoas deturpam uma realidade e a querem tornar verdade. Pior: quando o fanatismo político bate de frente com o religioso, ou vice-versa.

Digo isso pela COVARDIA na criação de memes ironizando a futura Ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves. Entenda:

Circula na Internet uma pregação cristã (Damares é evangélica) onde ela diz que “viu Jesus na goiabeira“. Tal frase, que “bombou” na Internet, foi retirada de uma tragédia pessoal: entre os 6 e 10 anos de idade, a então garotinha Damares foi abusada sexualmente por um tio, e sendo criança, pobre e com medo, cansada de ser violentada, tentou o suicídio. Perto de se matar, na goiabeira em que consumiria sua vida, pensou em Deus e viu / sentiu / clamou por Jesus.

Ora, é um testemunho de fé sobre o que fez para tentar viver. A frase em que “vê Jesus na goiabeira” é uma forma poética e de resiliência de uma coitadinha! Um depoimento para mostrar que a fé em Jesus Cristo a fez mudar de ideia no local onde estava.

Eu tenho filha nessa idade. Se você é pai ou mãe, se coloque neste contexto substituindo Damares pela sua pequena e pense duas vezes antes da ironia.

Quem fez meme desse fato pensando ser um delírio, certamente se arrepende. Mas quem ainda assim, sabendo dessa triste violência sexual e a história por trás dela, faz brincadeira de mau gosto, é desumano.

Concomitantemente, leio que começaram as manifestações contra a extradição do italiano político Cesare Battisti, sob a alegação de que é perseguido político.

Battisti é considerado terrorista na Itália e foi condenado à prisão perpétua por assassinatos cometidos contra inocentes. Fugiu para o Brasil onde os últimos governos o aceitaram como refugiado.

A este, muitos sarristas da figuração de “Jesus na goiabeira”, por questão ideológica, tem compaixão?

Falar de Deus – sendo católico, evangélico ou de qualquer outra denominação, parece ser uma aberração. Já para “defender bandido”, aí sim os “direitos do indivíduo” são lembrados por essas pessoas!

Encerrando: Damares Alves, com 10 anos e muitos abusos sofridos, teve quantas pessoas manifestando por ela e a ajudando? Parece-me que só um cabeludo no pé de goiaba… Já o carcamano italiano…

Anúncios

Um comentário sobre “– O insensível deboche de “Jesus na Goiabeira” e a sensibilidade afeita com Battisti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.