– Mudanças na minha vida…

Na vida, temos ciclos (ou fases, se preferir) onde precisamos…
MUDAR / PERMANECER
CONTESTAR / ACEITAR
ENCARAR / ADMITIR

Introspecto nesta madrugada, numa das minhas “corujionices” habituais, neste momento importante que vivo, me veio em meio às reflexões e orações:

ECLESIASTES 3, 1-13
“Tudo tem seu tempo. Há um momento oportuno para cada coisa debaixo do céu: 2.tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou; 3.tempo de matar e tempo de curar; tempo de destruir e tempo de construir; 4.tempo de chorar e tempo de rir; tempo de lamentar e tempo de dançar; 5.tempo de espalhar pedras e tempo de as ajuntar; tempo de abraçar e tempo de se afastar dos abraços; 6.tempo de procurar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de jogar fora; 7.tempo de rasgar e tempo de costurar; tempo de calar e tempo de falar; 8.tempo do amor e tempo do ódio; tempo da guerra e tempo da paz. 9.Que proveito tira o trabalhador do seu esforço? 10.Observei a tarefa que Deus impôs aos humanos, para que nela se ocupassem. 11.As coisas que ele fez são todas boas a seu tempo. Além disso, entregou o mundo ao coração deles. No entanto, o ser humano jamais chega a conhecer o princípio e o fim da ação que Deus realiza. 12.Compreendi, então, que nada de bom existe senão alegrar-se e fazer o bem durante a vida. 13.Pois todo aquele que come e bebe, e vê o fruto do seu trabalho, isso é dom de Deus.”

Sendo assim, agradeço todos os dias a Deus por minhas alegrias e angústias – as vividas e as que viverei. Agradeço os obstáculos e os atalhos do caminho. Agradeço a oportunidade de crer que existe um propósito de Deus: a nossa santidade, para nosso bem, em todos os quesitos – pessoais, profissionais e coletivos.

S’imbora para novas aventuras… com as coisas do Alto, com a família e com os amigos – e sem qualquer tipo de mágoa ou tristeza, pois elas não devem ter lugar (e nem motivo). E já sabendo que esse novo momento tem o seu tempo também!

18/08/18, 03h50, sábado de meditações e trabalho árduo logo cedo…

Foto do Bairro Medeiros (Jundiaí-SP), num amanhecer qualquer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.