– A Diferença Entre “sentir tristeza” e “se entregar à tristeza”

Compartilho um texto maravilhoso para reflexão, convidando-nos a evitar a depressão  através da fé em Jesus Cristo e nos entregarmos à vida, sabendo lidar com as tristezas do cotidiano.

Extraído de: http://www.cancaonova.com/portal/canais/pejonas/informativos.php?id=2105

NÃO ENTREGUE SUA ALMA À TRISTEZA

Nós brasileiros somos muito afetivos, sentimentais e, consequentemente, gostamos de “curtir” a tristeza. Podemos constatar isso na nossa música raiz, que cultiva tristeza, saudade, traição…De forma que acabamos entregando nossa alma à tristeza muito facilmente e por qualquer motivo. O Senhor sabe que tivemos e teremos tristezas. Assim como Jesus disse: “Pobres, vós sempre os tereis”, Ele poderia dizer: “Tristezas, vós sempre as tereis”.

O próprio Cristo passou por muitas tristezas. Mas há uma total diferença entre sentir tristeza e “se entregar à tristeza”, ou seja, deixar-se ser tomado por ela, pressionado, atormentado ou mesmo escravizado por ela.

Temos o vício de ficar recordando o que nos causou mágoas. Basta uma pessoa dizer algo ofensivo a nós, que já ficamos ruminando, e, aquilo cresce, se avoluma dentro de nós. É como ocorre com as claras em neve: de tanto “bater”, recordando, recordando… o sentimento cria volume. De repente, aquilo nos toma totalmente e nem conseguimos mais respirar.

Precisamos ser firmes. Não podemos acumular sentimentos ruins em nosso interior. Todas as situações dolorosas que vivemos já são mais que suficientes. Então, para que guardar e ruminar situações que nos fazem sofrer?

É necessário renunciar a toda tristeza e acabar com a mania de ficar cultivando fatos negativos que aconteceram no passado. Infelizmente, quando acontece algo ruim, logo ficamos curtindo, recordando: isso cria um volume imenso no nosso interior e nos asfixia.

Entregue ao Senhor todas as situações de tristeza e faça uma verdadeira renúncia: “Senhor, renuncio ao mau hábito de ficar ruminando a tristeza. Renuncio a todos esses pensamentos diante de Ti e da Tua Palavra. Retira de mim, Senhor, toda mágoa, todo ressentimento e todo gosto de ficar curtindo tristezas e decepções.

Muda minha mente e meu coração. Hoje reconheço: não posso continuar assim. É um tormento para mim e está acabando com a minha saúde, com minha alegria e minha paz. Meu semblante fica fechado, isso acaba com os meus nervos.

Senhor, é doloroso ver o que a Tua Palavra diz: ‘A tristeza matou a muitos’. Reconheço que muitas vezes estou me matando ao ‘curtir’ esses pensamentos. Hoje, Senhor, me decido a não pensar mais em acontecimentos negativos do passado e a não cultivar sentimentos ruins no meu coração.

Cura e transforma a minha mente, Senhor. Dá uma guinada na minha vida. Se aconteceu algo ruim, já é passado: não preciso mais ficar cultivando esse sentimento. Não quero, Senhor, e o renuncio.

Obrigado, Jesus, porque me libertas e afastas de mim toda escravidão.
Eis a minha decisão: não vou mais atormentar a mim mesmo nos meus pensamentos.
Tristezas, sempre as teremos, mas não entregaremos mais a nossa alma a elas. Amém.”

Trecho do livro “Combatentes na alegria” de monsenhor Jonas Abib

Resultado de imagem para vida e depressão

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.