– 30.000 crianças ao Deus-dará?

Uau! Me assustei e entristeci ao ler na Folha de São Paulo (23/05, pg B1), que mais de 30.000 crianças retiradas de pais que perderam a guarda estão em casas transitórias, SEM ENTRAREM NA LISTA DE ADOAÇÃO.

E aí, como fazer?

Os pais, por diversos motivos, não podem (e talvez nem devam) conviver com elas (afinal, algo grave devem ter feito). Ao mesmo tempo, a burocracia lentíssima (ou melhor, o burocratismo, a disfunção do seu mau uso) impede a agilidade do processo e faz com que a vida e o abandono maltrate esses inocentes.

O que fazer?

E a gente preocupado com tantas coisas menos importantes do que essas…

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.