– A liberação de animais por parte das companhias aéreas

Dias atrás, li na Revista Veja uma matéria sobre como as empresas aéreas estão permitindo que passageiros levem seus animais de estimação nas viagens (com certas condições e restrições), a fim de diminuir o pânico que possam sentir em um voo.

Pois bem: elogiei tal sensibilidade e conduta das companhias. Porém, nessa semana, em “Cartas ao Leitor”, leio a reclamação de Anselmo Paulo Gentile que escreveu entre outras considerações as reflexões sobre “levar seu pet em uma viagem aérea”.

Disse ele:

1- É correto impor a vontade de um passageiro sobre a de outros 200, que pagaram a mesma tarifa no voo?

2- O que acontece com portadores de alergia ou fobias relacionadas a animais?

3- Caso algum animal apresente comportamento agressivo, qual deverá ser a atitude da tripulação?

4- Para aqueles que se preocupam com o bem-estar dos animais, é justo manter um animal confinado durante o período de voo apenas para servir como seu “cobertor de Linus”?

5- Não seria exigível um certificado de treinamento do animal?

O leitor justifica que tem animais de estimação por 60 anos e até dorme com eles na cama, mas não concorda com pets em voo.

Sinceramente, ele não tem um pouco (ou muita) razão em seus argumentos?

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.